Notícias de Última Hora :

Dia do fonoaudiólogo: entenda a importância desse profissional no ambiente hospitalar

Profissionalismo e dedicação marcam 20 anos de profissão da fonoaudióloga Samia Ribeiro

Chapa 2 Integração protocola pedido para que profissionais da contabilidade tenham férias fiscais em MT

Adrenalina, desafios e diversão te esperam no Halloween da Escape60, em Cuiabá

Encontro automobilístico “Esperienza” supermáquinas entra para o calendário de eventos em Mato Grosso

Experiência única de recreação e entretenimento: Conheça o Escape60′

Fotógrafo vem a MT para ensaios que levantam autoestima de mulheres

Aparelho auditivo com “modo máscara” é alternativa que possibilita a comunicação com a proteção facial

Professora da UFMT recebe moção de aplausos em homenagem ao Dia do Contador

Escape 60′ oferece desconto para confraternização corporativa de fim de ano

Jogo de fuga cercado de desafios, mistérios e adrenalina: conheça o Escape60′

Feira gratuita ajuda jovens a cursarem faculdades fora do país

Municípios precisam de representatividade na Assembleia Legislativa

Dia do Estudante tem programação especial em escola de Cuiabá

Justiça reconhece que concessionária não é responsável solidária em processo de indenização por defeito de carro

SINDSPEN cobra vacinação urgente para policiais penais e servidores do sistema penitenciário

Prefeito Léo Bortolin toma posse na diretoria do consórcio nacional de compras de vacinas contra a covid

Policiais Penais protestam contra a Pec-32 em todo o Estado

Prefeito de Primavera do Leste e Secretário de Cultura de MT se solidarizam com classe artística e articulam prorrogação da Lei Aldir Blanc

Membros da Academia Mato-grossense de Letras prestigiam lançamento de livro de estudante cuiabano

segunda-feira, 17 de janeiro de 2022

Ministério Público pede demissão de 220 servidores da Câmara de VG

Servidores não passaram em concurso e representam 91% do funcionalismo

O promotor de Justiça Jorge Paulo Damante Pereira protocolou uma ação contra a Câmara de Várzea Grande cobrando uma “demissão em massa” de mais de 220 pessoas. O Ministério Público Estadual (MPE) questiona a constitucionalidade dos cargos em comissão – cujos contratos não são via concurso público – já que eles representam 91% de todos os postos de trabalho do Parlamento.

A ação foi proposta na Vara Especializada da Fazenda Pública de Várzea Grande. No total, 221 cargos foram questionados pelo MP. Hoje, a Câmara Municipal emprega 242 funcionários.

Segundo o promotor, que considerou o caso um “escândalo”, vem sendo produzido desde 2012. Naquele ano, outra ação do Ministério Público – julgada em duas instâncias do Poder Judiciário – já havia declarado inconstitucionais regras criadas pelos vereadores várzea-grandenses sobre a criação de cargos comissionados.

Dessa vez, o MP questiona leis aprovadas em 2012, 2015 e 2019 que aumentaram, na avaliação do promotor, “desproporcionalmente” a quantidade desse tipo de cargos.

“Em 2012, ao tempo em que tramitava a ação civil pública, a relação de proporcionalidade era de 63 cargos em comissão para 51 cargos efetivos. Em 2015, a relação passou a ser de 81 cargos em comissão para 46 efetivos. O ano de 2019 terminou com 233 vagas para cargos em comissão – com 221 servidores efetivamente lotados – para as mesas 46 vagas previstas na Lei nº 4.117/2015 – com apenas 21 servidores efetivamente lotados”, argumento o promotor.

Ler Anterior

Prefeita estaria sofrendo chantagem de ex-secretário de Finanças

Leia em seguida

Casal é brutalmente assassinado a tiros e facadas; sobrinho vê os corpos da janela