Notícias de Última Hora :

Com volta às aulas permitidas, escola de Cuiabá promove visita guiada com alunos do infantil

Após pandemia, professor aposta em pousada sustentável em Cáceres

Aumento de 35% para 40% do desconto em folha e taxas menores beneficiam aposentados e pensionistas do INSS

MDB lança Léo Bortolin à reeleição em Primavera do Leste

Fonoaudióloga alerta sobre perda da audição em crianças

Cresce em Cuiabá a procura por eletroestimulação para pacientes recuperados da Covid-19

Advogado, com orgulho! (Giroldo Filho)

Para facilitar a comunicação, empresa cuiabana doará máscaras transparentes para famílias de pessoas com perda auditiva

Por erro de cálculo, empresários pagam mais impostos do que deveriam, alerta professora da UFMT

Projeto do Deputado Estadual Thiago Silva cria a medalha Pastor Sebastião Rodrigues de Souza

Estudante de Cuiabá participa de live para arrecadar fundos para combater covid 19

Estado atende deputado Thiago e entrega 2 ambulâncias para Rondonópolis

Perda auditiva não tratada gera mais gastos com a saúde, diz pesquisa

Empresa de aparelhos auditivos faz atendimento humanizado a pacientes

Um baile de máscaras em meio à pandemia

Empresa de aparelhos auditivos atende pacientes em domicílio durante pandemia

Alunos do Colégio Salesiano São Gonçalo podem acompanhar aulas pela internet

Fonoaudióloga de Cuiabá alerta sobre limpeza de aparelhos auditivos no período de pandemia

O mundo é machista, mas quem mandam são elas

Gêmeos de Cuiabá são aprovados em três universidades federais

quinta-feira, 22 de outubro de 2020

Após BR-163, União garante destravar ferrovias em MT

O governador Mauro Mendes afirmou que a pavimentação dos últimos 51 km da BR-163, que liga o Estado ao Pará, representa um grande passo para que Mato Grosso se torne ainda mais competitivo no mercado internacional.

A cerimônia de entrega da obra ocorreu nesta sexta-feira (14.02) no km 102, o “Marco Zero” da rodovia, em Cachoeira da Serra (PA), e contou com a presença do presidente da República, Jair Bolsonaro, e do governador do Pará, Helder Barbalho.

Em seu discurso, Mendes lembrou que a pavimentação da BR-163 foi iniciada há mais de 40 anos e a entrega deste trecho é “um marco histórico para milhares de brasileiros”.

“Mato Grosso é o maior PIB do agronegócio do País, maior produtor de soja, milho e algodão e estamos caminhando para ser o maior em proteína animal. Mas a logística sempre foi o maior obstáculo do crescimento. Passarão neste ano 14 milhões de toneladas de grãos pelas nossas rodovias, e por isso essa obra é um passo enorme para a nossa competitividade. Milhares de brasileiros terão a oportunidade de levar nossos produtos para fora e deixar riqueza em nosso país”, declarou.

O chefe do Executivo Estadual agradeceu ao Governo Federal por ter priorizado a conclusão desse trecho e cobrou a resolução de outros problemas de logística que afetam o Estado, a exemplo da falta de ferrovias.

“Temos o desafio da Ferrogrão. São mil km de uma ferrovia que será um marco histórico para essa grande região. Temos a oportunidade de começar no seu mandato e terminar no seu mandato essa importante ferrovia para Mato Grosso, para o Pará e para o Brasil”, afirmou.

Os desafios de logística para a região também foram citados pelo governador do Pará. “A logística é um diferencial que permite que o Brasil cresça a partir dos nossos portos. Encerramos um ciclo e temos desafios do mesmo tamanho. Gostaria de pedir mais 50 km para que a BR-163 seja interligada de Cuiabá a Santarém. Isso permitirá que toda essa região esteja pavimentada”, pontuou Helder Barbalho.

De acordo com o presidente Jair Bolsonaro, a conclusão dessa obra começou a ser tratada já no período de transição do Governo, em 2018.

“Governar é buscar não deixar obras paradas. Temos andado o mundo inteiro buscando mais comércio. Podemos sonhar em colocar o Brasil no local de destaque que ele merece. Mas passa por aquilo que temos de mais sagrado, que é ter coragem para executar. O trabalho de cada um de nós é que colocará o Brasil em cima”, ressaltou.

O ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, reforçou a fala do governador de Mato Grosso e garantiu que dará prioridade à implantação de ferrovias.

“Esse é o caminho que vai nos aproximar da Europa e fazer do Brasil mais competitivo. Vamos levar o desenvolvimento ao Brasil e trabalhar incansavelmente pela Ferrogrão”, salientou.

Para o senador mato-grossense Wellington Fagundes, a entrega dessa obra representa “um dia histórico”.

“Estamos concluindo mais um trecho de Cuiabá-Santarém. Fizemos agora a inauguração até Miritituba, mas temos que concluir até Santarém também. Ainda temos a duplicação do trecho Rondonopolis-Cuiabá. Temos que fazer ainda mais porque nosso Estado está em desenvolvimento”, declarou.

Também participaram do evento os ministros general Augusto Heleno (Segurança Institucional), Onix Lorenzoni (Casa Civil) e Luiz Eduardo Ramos (Governo); o diretor do Dnit, general Santos Filho; o ex-governador Blairo Maggi; os deputados federais Neri Geller, José Medeiros e Nelson Barbudo; os deputados estaduais Ondanir Bortolini, o Nininho, Wilson Santos, Xuxu Dal Molin, Elizeu Nascimento, Silvio Fávero e Delegado Claudinei; e os prefeitos Binotti (Lucas do Rio Verde), Rosana Martinelli (Sinop) e Terezinha Guedes (Nova Santa Helena).

Importância para Mato Grosso

A obra – concluída pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) e pelo Exército – garante o escoamento da safra de grãos que sai de Mato Grosso até os portos do Pará, especialmente Miritituba. De lá, a carga é embarcada e transportada para os principais centros consumidores do mundo.

A rodovia agora está completamente asfaltada entre os municípios de Sinop (MT) e Miritituba (PA). A pavimentação do trecho era aguardada pelo setor produtivo, por moradores da região e por transportadores de cargas há mais de 40 anos.

A obra traz mais segurança para aproximadamente seis mil caminhoneiros que trafegam diariamente pela rodovia. Até então, eles passavam dias em atoleiro no trecho crítico entre Moraes Almeida e Novo Progresso, principalmente na época de chuvas.

Para a conclusão desse trecho foram investidos cerca de R$ 158 milhões em 2019.

Além do asfaltamento, também foi realizada pelo DNIT e pelo Exército Brasileiro a manutenção em 1.300 km na rodovia, entre os dois estados.

0 Reviews

Write a Review

Ler Anterior

CPI ouvirá ex-chefe dia 19 e Silval em 3 de março; sessões devem ser secretas

Leia em seguida

Estado alerta foliões sobre DSTs