Notícias de Última Hora :

Dia do fonoaudiólogo: entenda a importância desse profissional no ambiente hospitalar

Profissionalismo e dedicação marcam 20 anos de profissão da fonoaudióloga Samia Ribeiro

Chapa 2 Integração protocola pedido para que profissionais da contabilidade tenham férias fiscais em MT

Adrenalina, desafios e diversão te esperam no Halloween da Escape60, em Cuiabá

Encontro automobilístico “Esperienza” supermáquinas entra para o calendário de eventos em Mato Grosso

Experiência única de recreação e entretenimento: Conheça o Escape60′

Fotógrafo vem a MT para ensaios que levantam autoestima de mulheres

Aparelho auditivo com “modo máscara” é alternativa que possibilita a comunicação com a proteção facial

Professora da UFMT recebe moção de aplausos em homenagem ao Dia do Contador

Escape 60′ oferece desconto para confraternização corporativa de fim de ano

Jogo de fuga cercado de desafios, mistérios e adrenalina: conheça o Escape60′

Feira gratuita ajuda jovens a cursarem faculdades fora do país

Municípios precisam de representatividade na Assembleia Legislativa

Dia do Estudante tem programação especial em escola de Cuiabá

Justiça reconhece que concessionária não é responsável solidária em processo de indenização por defeito de carro

SINDSPEN cobra vacinação urgente para policiais penais e servidores do sistema penitenciário

Prefeito Léo Bortolin toma posse na diretoria do consórcio nacional de compras de vacinas contra a covid

Policiais Penais protestam contra a Pec-32 em todo o Estado

Prefeito de Primavera do Leste e Secretário de Cultura de MT se solidarizam com classe artística e articulam prorrogação da Lei Aldir Blanc

Membros da Academia Mato-grossense de Letras prestigiam lançamento de livro de estudante cuiabano

segunda-feira, 17 de janeiro de 2022

CPI ouvirá ex-chefe dia 19 e Silval em 3 de março; sessões devem ser secretas

Definição das oitivas ocorreu na sessão desta sexta-feira

A CPI do Paletó, que reiniciou os trabalhos nesta sexta-feira (14), já definiu um calendário para as próximas sessões. No próximo dia 3 de março, está marcado o depoimento do ex-governador Silval Barbosa, que em delação premiada no Supremo Tribunal Federal (STF), em agosto de 2017, entregou vídeos onde aparecem parlamentares recebendo propina, incluindo o então deputado e atual prefeito Emanuel Pinheiro, e que seria para que projetos de seu interesse fossem aprovados na Assembleia Legislativa durante seu governo (2010 a 2014).

Os depoimentos serão tomados durante as sessões ordinárias da CPI, que acontecerão nas quartas e sextas-feiras. Ainda neste mês de fevereiro, no dia 19, foi marcado o depoimento de Sílvio Cezar Corrêa Araújo, ex-chefe de gabinete de Silval Barbosa, que foi quem articulou as gravações dos pagamentos de propina, que aconteceram em seu gabinete.

Já em março, além da oitiva de Silval marcada para o dia 3, a CPI confirmou os depoimentos de Valdecir Cardoso, no dia 9, e de Allan Zanata, para o dia 15 de março. Valdecir foi quem instalou a câmera que flagrou parlamentares recebendo dinheiro supostamente de propina no gabinete de Sílvio Corrêa no Palácio Paiaguás.

Já Alan Zanatta, ocupou o cargo de Secretário de Indústria, Comércio, Minas e Energia durante a gestão de Silval Barbosa. Todos eles já foram ouvidos na etapa anterior da CPI, até a paralisação dos trabalhos em março de 2018.

No depoimento que Silval prestou no dia 23 de fevereiro de 2018, ele foi inquirido sobre dinheiro pago a parlamentares, supostamente propina, durante seu governo. Nos depoimentos anteriores de Silval e Zanatta, a CPI detectou algumas contradições nas falas deles, que se pretende agora esclarecer.

Já o prefeito Emanuel Pinheiro, declarou anteriormente em sua defesa que o dinheiro que ele recebeu era do irmão Marco Polo e se referia a pagamento por pesquisas eleitorais realizadas. O vídeo, que mostra outros parlamentares, foi entregue à Justiça pelo ex-governador Silval Barbosa, que firmou um acordo de delação premiada com o Supremo Tribunal Federal (STF).

SESSÕES SECRETAS

Existe a possibilidade das oitivas serem realizadas de maneira sigilosa. Isso porque, o vereador Sargento Joelson (PSC) fez o requerimento pelo sigilo das investigações.

O requerimento ainda será votado, mas a tendência é de que seja aprovado. Joelson e Toninho são da base do prefeito Emanuel Pinheiro, enquanto o presidente da Comissão, Marcelo Bussiki (PSB), é oposição.v

Ler Anterior

Tribunal não vê improbidade e absolve magistrados do Escândalo da Maçonaria

Leia em seguida

Após BR-163, União garante destravar ferrovias em MT