Notícias de Última Hora :

Membros da Academia Mato-grossense de Letras prestigiam lançamento de livro de estudante cuiabano

Pacu entra no cardápio de restaurante internacional

Grupo São Benedito retoma lançamento imobiliário com condomínio recorde de vendas

Pesquisa aponta vitória de Edemil Saldanha(DEM) em Santo Antônio do Leste-MT

Com ampliação de horário e final de ano chegando academias começam a ter mais procura em Cuiabá

Com volta às aulas permitidas, escola de Cuiabá promove visita guiada com alunos do infantil

Após pandemia, professor aposta em pousada sustentável em Cáceres

Aumento de 35% para 40% do desconto em folha e taxas menores beneficiam aposentados e pensionistas do INSS

MDB lança Léo Bortolin à reeleição em Primavera do Leste

Fonoaudióloga alerta sobre perda da audição em crianças

Cresce em Cuiabá a procura por eletroestimulação para pacientes recuperados da Covid-19

Advogado, com orgulho! (Giroldo Filho)

Para facilitar a comunicação, empresa cuiabana doará máscaras transparentes para famílias de pessoas com perda auditiva

Por erro de cálculo, empresários pagam mais impostos do que deveriam, alerta professora da UFMT

Projeto do Deputado Estadual Thiago Silva cria a medalha Pastor Sebastião Rodrigues de Souza

Estudante de Cuiabá participa de live para arrecadar fundos para combater covid 19

Estado atende deputado Thiago e entrega 2 ambulâncias para Rondonópolis

Perda auditiva não tratada gera mais gastos com a saúde, diz pesquisa

Empresa de aparelhos auditivos faz atendimento humanizado a pacientes

Um baile de máscaras em meio à pandemia

quinta-feira, 21 de janeiro de 2021

Prefeitura de Cuiabá desiste de tomar empréstimo em dólares

Operação de crédito externo tinha como finalidade obras do Programa Cuiabá 300 anos

A Prefeitura de Cuiabá desistiu temporariamente da efetivação do empréstimo em dólar, no montante de US$ 115 milhões, algo próximo de R$ 495 milhões, segundo cotação da moeda estrangeira nesta segunda-feira (17). A operação de crédito externo tinha como finalidade obras do Programa Cuiabá 300 anos.

O Município argumenta que preferiu fazer operações com bancos brasileiros.

“O empréstimo em dólar não foi efetivado, uma vez que propostas com juros e prazos melhores foram apresentadas pelos bancos oficiais nacionais”, informou o secretário municipal de Planejamento, Zito Adrien.

A operação em moeda estrangeira – aprovada em 2018 – gerou polêmica no Legislativo Municipal. Na época, os vereadores Marcelo Bussiki (PSB), Felipe Wellaton (PV), Diego Guimarães (PP), Abílio Junior (PSC) e Dilemário Alencar (Pros) representaram junto ao Tribunal de Contas do Estado (TCE) pedindo o impedimento da contratação.

O pedido foi negado pelo conselheiro interino, Moises Maciel, de forma cautelar, por meio do julgamento singular nº 431/MM/2019.

Sobre a operação em dólar, Zito Adrien ressaltou que a mesma, após ter sido aprovada pela Câmara de Cuiabá, não perde sua validade. A operação de crédito foi autorizada pelo Legislativo, em dezembro de 2018, por meio da Lei Municipal nº 6.334/2018.

“Sobre o empréstimo em dólar, o fato é que a qualquer momento a administração ou a próxima que entrar poderá dar sequência, se assim achar conveniente. Sobre juros, estes já foram discutidos por ocasião da aprovação dos empréstimos. Não há necessidade mais de outra discussão”, afirmou o secretário.

 

Empréstimos efetivados

 

Zito Adrien informou que atualmente existe o total de investimentos, oriundos de empréstimos, de cerca de R$ 340 milhões.

 

Deste montante, há um empréstimo em andamento para atender o projeto de dois viadutos, efetivado com o Banco do Brasil. Um deles no cruzamento entre a Avenida Itália e Avenida das Torres, o Viaduto José Maria Barbosa – Juca do Guaraná “Pai”. Outro na Avenida Beira Rio, nas proximidades da Ponte Sérgio Mota, o Viaduto Murilo Domingos.

 

Há ainda um outro financiamento com a Caixa Econômica Federal (CEF) para execução do projeto do Contorno Leste. Ainda um financiamento em andamento com o BNDES, para execução do projeto Minha Rua Asfaltada, abrangendo 21 bairros da Capital, com serviços de asfaltamento e recapeamento.

 

“Vale lembrar que dentre as prioridades da gestão, em vista a necessidade e caráter prioritário das obras, mobilidades urbana e asfaltamento, os valores estão dentro da conformidade, uma vez que o orçamento previsto para 2020 é de R$ 3.279.298.911,00”, destacou o secretário.

 

A atual gestão do prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) vem sofrendo críticas quanto ao endividamento da administração.

 

0 Reviews

Write a Review

Ler Anterior

Barbudo é chamado de “traidor” e incompetente em evento

Leia em seguida

MDB não abre mão da reeleição de Emanuel e presidente diz que não há 2ª opção