Notícias de Última Hora :

SINDSPEN cobra vacinação urgente para policiais penais e servidores do sistema penitenciário

Prefeito Léo Bortolin toma posse na diretoria do consórcio nacional de compras de vacinas contra a covid

Policiais Penais protestam contra a Pec-32 em todo o Estado

Prefeito de Primavera do Leste e Secretário de Cultura de MT se solidarizam com classe artística e articulam prorrogação da Lei Aldir Blanc

Membros da Academia Mato-grossense de Letras prestigiam lançamento de livro de estudante cuiabano

Pacu entra no cardápio de restaurante internacional

Grupo São Benedito retoma lançamento imobiliário com condomínio recorde de vendas

Pesquisa aponta vitória de Edemil Saldanha(DEM) em Santo Antônio do Leste-MT

Com ampliação de horário e final de ano chegando academias começam a ter mais procura em Cuiabá

Com volta às aulas permitidas, escola de Cuiabá promove visita guiada com alunos do infantil

Após pandemia, professor aposta em pousada sustentável em Cáceres

Aumento de 35% para 40% do desconto em folha e taxas menores beneficiam aposentados e pensionistas do INSS

MDB lança Léo Bortolin à reeleição em Primavera do Leste

Fonoaudióloga alerta sobre perda da audição em crianças

Cresce em Cuiabá a procura por eletroestimulação para pacientes recuperados da Covid-19

Advogado, com orgulho! (Giroldo Filho)

Para facilitar a comunicação, empresa cuiabana doará máscaras transparentes para famílias de pessoas com perda auditiva

Por erro de cálculo, empresários pagam mais impostos do que deveriam, alerta professora da UFMT

Projeto do Deputado Estadual Thiago Silva cria a medalha Pastor Sebastião Rodrigues de Souza

Estudante de Cuiabá participa de live para arrecadar fundos para combater covid 19

sábado, 19 de junho de 2021

Riva depõe como testemunha em ação e evita falar de delação

Ex-deputado estadual prestou depoimento na 7ª Vara Criminal, na ação relativa operação Arca de Noé

O ex-deputado estadual José Riva depôs na tarde desta terça-feira (18) à juíza Ana Cristina Mendes, da 7ª Vara Criminal de Cuiabá, em um dos processos criminais referentes à Operação Arca de Noé, deflagrada em 2002.

A operação apurou esquema de desvio de milhões reais da Assembleia Legislativa entre os anos de 1999 e 2002, quando Riva presidia a Mesa Diretora.

No entanto, essa ação se trata da participação do bicheiro João Arcanjo Ribeiro no esquema de desvios no Legislativo. Riva foi arrolado pelo Ministério Público Estadual como testemunha.

A imprensa, no entanto, não pôde acompanhaR a audiência. Ao sair da sala, Riva foi questionado se revelou fatos que constam em seu acordo de colaboração premiada.

“A delação sequer foi homologada e está em sigilo. Não há nada novo. Todos os fatos já conhecidos. Eu apenas fiz minha parte”, disse Riva.

 

A delação de Riva está nas mãos do desembargador Marcos Machado, que decidirá se a homologa ou não.

 

As negociações, que se iniciaram no início de 2019, foram concluídas em dezembro passado, sob a coordenação da procuradora de Justiça e coordenadora do Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco), Ana Cristina Bardusco Silva.

 

Condenado

 

Considerado o maior “ficha-suja” do País, Riva já foi condenado por diversos crimes cometidos enquanto esteve à frente do Legislativo mato-grossense.

 

Na última, em abril de 2019, ele foi condenado a 18 anos e 7 meses de prisão, em regime fechado, por peculato e lavagem de dinheiro em quatro processos da Operação Arca de Noé.

 

Em setembro de 2018, o ex-parlamentar foi condenado a 17 anos e 9 meses e ao pagamento de 200 dias-multa – sendo o valor de cada dia-multa fixado em um salário mínimo, que no total soma R$ 191,4 mil – também em ações provenientes da Operação Arca de Noé.

 

Em março de 2017, Riva foi condenado a 26 anos, sete meses e 20 dias de prisão, e mais 655 dias-multa pelos crimes de formação de quadrilha e peculato na ação penal derivada da Operação Imperador, deflagrada em fevereiro de 2015.

 

Somadas, as condenações chegam a 62 anos de prisão. No entanto, por se tratarem de decisões de primeiro grau, Riva pode recorrer em liberdade.

 

Ler Anterior

Juiz condena Silval a 6 anos de prisão e pagamento de R$ 14 mi

Leia em seguida

Vereadores começam a se declarar contrários à cassação de Abílio