Notícias de Última Hora :

Com volta às aulas permitidas, escola de Cuiabá promove visita guiada com alunos do infantil

Após pandemia, professor aposta em pousada sustentável em Cáceres

Aumento de 35% para 40% do desconto em folha e taxas menores beneficiam aposentados e pensionistas do INSS

MDB lança Léo Bortolin à reeleição em Primavera do Leste

Fonoaudióloga alerta sobre perda da audição em crianças

Cresce em Cuiabá a procura por eletroestimulação para pacientes recuperados da Covid-19

Advogado, com orgulho! (Giroldo Filho)

Para facilitar a comunicação, empresa cuiabana doará máscaras transparentes para famílias de pessoas com perda auditiva

Por erro de cálculo, empresários pagam mais impostos do que deveriam, alerta professora da UFMT

Projeto do Deputado Estadual Thiago Silva cria a medalha Pastor Sebastião Rodrigues de Souza

Estudante de Cuiabá participa de live para arrecadar fundos para combater covid 19

Estado atende deputado Thiago e entrega 2 ambulâncias para Rondonópolis

Perda auditiva não tratada gera mais gastos com a saúde, diz pesquisa

Empresa de aparelhos auditivos faz atendimento humanizado a pacientes

Um baile de máscaras em meio à pandemia

Empresa de aparelhos auditivos atende pacientes em domicílio durante pandemia

Alunos do Colégio Salesiano São Gonçalo podem acompanhar aulas pela internet

Fonoaudióloga de Cuiabá alerta sobre limpeza de aparelhos auditivos no período de pandemia

O mundo é machista, mas quem mandam são elas

Gêmeos de Cuiabá são aprovados em três universidades federais

domingo, 25 de outubro de 2020

Senador Cid Gomes é baleado durante manifestação no Ceará

O senador Cid Gomes (PDT-CE) foi atingido por um tiro nesta quarta-feira 19, em Sobral, Ceará, durante um protesto de policiais que reivindicavam por aumento salarial. Cid tentou furar um bloqueio feito pelos PMs pilotando uma retroescavadeira, quando tiros foram disparados na direção do veículo, quebrando seus vidros. Segundo nota da assessoria, o senador passa por estabilização no Hospital do Coração de Sobral e será transferido para a Santa Casa de Misericórdia de Sobral.

Inicialmente, as informações apontavam para um tiro de bala de borracha, que foram posteriormente corrigidas pela assessoria do parlamentar.

Gomes organizava um protesto contra um grupo de policiais que tenta impedir o trabalho da Polícia Militar. As reivindicações por melhoria salarial começaram ainda em dezembro do ano passado, quando alguns policiais fizeram paralisações. Por lei, a categoria é proibida de fazer greves. Este ano, em janeiro, o governo anunciou um pacote de reajustes para os soldados mas, no dia de ser levada para votação na Assembleia Legislativa, a proposta foi contestada por policiais e bombeiros, que pleiteavam aumentos maiores.

No dia 13 de fevereiro, o governo anunciou acordo com a categoria e promoveu aumento salarial, mas um grupo dissidente ficou insatisfeito com o pacote oferecido. Desde então, policiais já foram presos e batalhões da Polícia Militar do Ceará atacados por homens encapuzados em carros da PM, que também ordenaram o fechamento do comércio local.

Marginais tentaram homicídio bárbaro, diz Ciro Gomes

Irmão de Cid Gomes, Ciro Gomes escreveu em sua rede social que o senador foi vítima de dois tiros por “policiais militares amotinados e mascarados” e que, segundo informações médicas, as balas não atingiram órgãos vitais. Segundo ele, novos exames estão sendo feitos, mas não há risco de morte.

Cid Gomes atuava contra um protesto de policiais em Sobral, dirigindo uma retroescavadeira, quando foi atingido pelo disparo

O senador Cid Gomes (PDT-CE) foi atingido por um tiro nesta quarta-feira 19, em Sobral, Ceará, durante um protesto de policiais que reivindicavam por aumento salarial. Cid tentou furar um bloqueio feito pelos PMs pilotando uma retroescavadeira, quando tiros foram disparados na direção do veículo, quebrando seus vidros. Segundo nota da assessoria, o senador passa por estabilização no Hospital do Coração de Sobral e será transferido para a Santa Casa de Misericórdia de Sobral.

 

Inicialmente, as informações apontavam para um tiro de bala de borracha, que foram posteriormente corrigidas pela assessoria do parlamentar.

Gomes organizava um protesto contra um grupo de policiais que tenta impedir o trabalho da Polícia Militar. As reivindicações por melhoria salarial começaram ainda em dezembro do ano passado, quando alguns policiais fizeram paralisações. Por lei, a categoria é proibida de fazer greves. Este ano, em janeiro, o governo anunciou um pacote de reajustes para os soldados mas, no dia de ser levada para votação na Assembleia Legislativa, a proposta foi contestada por policiais e bombeiros, que pleiteavam aumentos maiores.

No dia 13 de fevereiro, o governo anunciou acordo com a categoria e promoveu aumento salarial, mas um grupo dissidente ficou insatisfeito com o pacote oferecido. Desde então, policiais já foram presos e batalhões da Polícia Militar do Ceará atacados por homens encapuzados em carros da PM, que também ordenaram o fechamento do comércio local.

Marginais tentaram homicídio bárbaro, diz Ciro Gomes

Irmão de Cid Gomes, Ciro Gomes escreveu em sua rede social que o senador foi vítima de dois tiros por “policiais militares amotinados e mascarados” e que, segundo informações médicas, as balas não atingiram órgãos vitais. Segundo ele, novos exames estão sendo feitos, mas não há risco de morte.

“Espero serenamente, embora cheio de revolta, que as autoridades responsáveis apresentem prontamente os marginais que tentaram este homicídio bárbaro às penas da lei”, afirmou, no Twitter.

 

0 Reviews

Write a Review

Ler Anterior

Cinco são mortos a tiros em chacina na cidade de Nobres

Leia em seguida

Flamengo arranca empate na ida da Recopa Sul-Americana