Notícias de Última Hora :

Com volta às aulas permitidas, escola de Cuiabá promove visita guiada com alunos do infantil

Após pandemia, professor aposta em pousada sustentável em Cáceres

Aumento de 35% para 40% do desconto em folha e taxas menores beneficiam aposentados e pensionistas do INSS

MDB lança Léo Bortolin à reeleição em Primavera do Leste

Fonoaudióloga alerta sobre perda da audição em crianças

Cresce em Cuiabá a procura por eletroestimulação para pacientes recuperados da Covid-19

Advogado, com orgulho! (Giroldo Filho)

Para facilitar a comunicação, empresa cuiabana doará máscaras transparentes para famílias de pessoas com perda auditiva

Por erro de cálculo, empresários pagam mais impostos do que deveriam, alerta professora da UFMT

Projeto do Deputado Estadual Thiago Silva cria a medalha Pastor Sebastião Rodrigues de Souza

Estudante de Cuiabá participa de live para arrecadar fundos para combater covid 19

Estado atende deputado Thiago e entrega 2 ambulâncias para Rondonópolis

Perda auditiva não tratada gera mais gastos com a saúde, diz pesquisa

Empresa de aparelhos auditivos faz atendimento humanizado a pacientes

Um baile de máscaras em meio à pandemia

Empresa de aparelhos auditivos atende pacientes em domicílio durante pandemia

Alunos do Colégio Salesiano São Gonçalo podem acompanhar aulas pela internet

Fonoaudióloga de Cuiabá alerta sobre limpeza de aparelhos auditivos no período de pandemia

O mundo é machista, mas quem mandam são elas

Gêmeos de Cuiabá são aprovados em três universidades federais

segunda-feira, 19 de outubro de 2020

Mais de 10 milhões de pessoas possuem problemas auditivos no Brasil

Fonoaudióloga Samia Helena Ribeiro

Estudos de 2019 realizados pelo ‘Instituto Locomotiva’ apresentam dados que mais de 10 milhões de pessoas possuem problemas auditivos no Brasil. Entre os que possuem deficiência auditiva severa (2,3 milhões), cerca de 15% já nascem surdos. Com o avanço da medicina, o diagnóstico precoce e uso de aparelho auditivo podem garantir qualidade de vida ao cidadão e facilidade no entendimento e na fala.

Bom exemplo disso é o do ator Pedro Neschling que trabalhou na Globo e na Record, tem dificuldades de ouvir os agudos e usa aparelho auditivo há 4 anos. “E assim ao longo da vida eu me recusava a encarar a verdade: que eu precisava usar aparelho auditivo. Não por preconceito, porque juro que nunca vi qualquer problema nisso. Mas tão pouco entendia que isso pudesse ser normal, como usar óculos é. Depois de décadas sofrendo as consequências sociais de não escutar normalmente, comecei a usar aparelho há 4 anos. E já não sei como levei minha vida antes disso”, explica Pedro.

O problema de surdez pode ocorrer em pessoas mais novas e também mais velhas, independente de cor ou classe social e dessa forma qualquer dificuldade para se ouvir é sinal de que o médico otorrino deve ser consultado o quanto antes. Neste mês de março, celebra-se o Dia Internacional da Audição, no dia 03, o que torna o debate propício sobre o tema, principalmente como alerta sobre a importância da prevenção e cuidados com o ouvido.

Segundo a fonoaudióloga com ampla experiência em Cuiabá, Samia Helena Ribeiro, da Audax Aparelhos Auditivos, o cuidado para com o paciente que tem problemas em ouvir é imprescindível para que o mesmo possa se inserir tanto no mercado de trabalho como na vida social. “Hoje temos diversos tipos e tamanhos discretos de aparelhos auditivos que podem proporcionar a inclusão e a qualidade de vida para o paciente. A família sempre deve estar atenta aos sinais de isolamento, fala comprometida e dificuldade de audição, para em seguida buscar o tratamento junto ao médico com objetivo de propiciar a melhor solução para cada caso, pois faz total diferença na continuidade da vida do paciente”.

0 Reviews

Write a Review

Ler Anterior

Ministério Público sabia sobre “mensalinho” na Assembleia Legislativa, afirma Silval

Leia em seguida

Duelo de Godzillas! Vídeo mostra batalha entre dragões-de-Komodo na Indonésia