Notícias de Última Hora :

Atleta olímpico participa de jogo de fuga em Cuiabá

Dia do fonoaudiólogo: entenda a importância desse profissional no ambiente hospitalar

Profissionalismo e dedicação marcam 20 anos de profissão da fonoaudióloga Samia Ribeiro

Chapa 2 Integração protocola pedido para que profissionais da contabilidade tenham férias fiscais em MT

Adrenalina, desafios e diversão te esperam no Halloween da Escape60, em Cuiabá

Encontro automobilístico “Esperienza” supermáquinas entra para o calendário de eventos em Mato Grosso

Experiência única de recreação e entretenimento: Conheça o Escape60′

Fotógrafo vem a MT para ensaios que levantam autoestima de mulheres

Aparelho auditivo com “modo máscara” é alternativa que possibilita a comunicação com a proteção facial

Professora da UFMT recebe moção de aplausos em homenagem ao Dia do Contador

Escape 60′ oferece desconto para confraternização corporativa de fim de ano

Jogo de fuga cercado de desafios, mistérios e adrenalina: conheça o Escape60′

Feira gratuita ajuda jovens a cursarem faculdades fora do país

Municípios precisam de representatividade na Assembleia Legislativa

Dia do Estudante tem programação especial em escola de Cuiabá

Justiça reconhece que concessionária não é responsável solidária em processo de indenização por defeito de carro

SINDSPEN cobra vacinação urgente para policiais penais e servidores do sistema penitenciário

Prefeito Léo Bortolin toma posse na diretoria do consórcio nacional de compras de vacinas contra a covid

Policiais Penais protestam contra a Pec-32 em todo o Estado

Prefeito de Primavera do Leste e Secretário de Cultura de MT se solidarizam com classe artística e articulam prorrogação da Lei Aldir Blanc

sexta-feira, 28 de janeiro de 2022

Ministério Público sabia sobre “mensalinho” na Assembleia Legislativa, afirma Silval

O ex-governador Silval Barbosa afirmou, durante a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) na Câmara de Cuiabá, na manhã desta segunda-feira (2), que o então chefe do Ministério Público (MP), Paulo Prado, sabia dos pedidos de extorsão dos deputados estaduais, chamados de mensalinho. Entretanto, Prado não tomou nenhuma providência em relação ao esquema.

Segundo o depoimento do ex-governador, ele chegou a se oferecer para gravar essas tentativas e obter provas para que o MP tomasse providências, mas não obteve resposta.

Silval afirmou ainda que se reuniu duas vezes com Paulo Prado para falar sobre as pressões que estava sofrendo e que atrasavam as obras. Em um segundo encontro, foi falado sobre a possibilidade de gravar os pedidos de extorsão, mas o plano não foi efetivado.

“Ele disse: vamos gravar aqui dentro e flagrar. Ficou de estudar e ficou por isso mesmo”, disse Silval sobre Paulo Prado. Nesses encontros Silval teria dito que estava passando por problemas não só na Assembleia Legislativa, mas em outras instituições também.

Sem resposta do MP, o ex-governador disse que precisou “tocar as obras” do jeito que podia, com o pagamento de propina para evitar problemas e atrasos na Assembleia Legislativa, que incluíam a aprovação de crédito suplementar, do orçamento e de projetos.

Em seu depoimento, Silval voltou a afirmar que o acordo com os parlamentares era de R$ 600 mil, divididos em 12 parcelas de R$ 50 mil.

Ler Anterior

Stand Up Hooligans barbearia

Leia em seguida

Mais de 10 milhões de pessoas possuem problemas auditivos no Brasil