Notícias de Última Hora :

Membros da Academia Mato-grossense de Letras prestigiam lançamento de livro de estudante cuiabano

Pacu entra no cardápio de restaurante internacional

Grupo São Benedito retoma lançamento imobiliário com condomínio recorde de vendas

Pesquisa aponta vitória de Edemil Saldanha(DEM) em Santo Antônio do Leste-MT

Com ampliação de horário e final de ano chegando academias começam a ter mais procura em Cuiabá

Com volta às aulas permitidas, escola de Cuiabá promove visita guiada com alunos do infantil

Após pandemia, professor aposta em pousada sustentável em Cáceres

Aumento de 35% para 40% do desconto em folha e taxas menores beneficiam aposentados e pensionistas do INSS

MDB lança Léo Bortolin à reeleição em Primavera do Leste

Fonoaudióloga alerta sobre perda da audição em crianças

Cresce em Cuiabá a procura por eletroestimulação para pacientes recuperados da Covid-19

Advogado, com orgulho! (Giroldo Filho)

Para facilitar a comunicação, empresa cuiabana doará máscaras transparentes para famílias de pessoas com perda auditiva

Por erro de cálculo, empresários pagam mais impostos do que deveriam, alerta professora da UFMT

Projeto do Deputado Estadual Thiago Silva cria a medalha Pastor Sebastião Rodrigues de Souza

Estudante de Cuiabá participa de live para arrecadar fundos para combater covid 19

Estado atende deputado Thiago e entrega 2 ambulâncias para Rondonópolis

Perda auditiva não tratada gera mais gastos com a saúde, diz pesquisa

Empresa de aparelhos auditivos faz atendimento humanizado a pacientes

Um baile de máscaras em meio à pandemia

segunda-feira, 1 de março de 2021

Regina Duarte assume Cultura e fala em ‘porteira fechada’ e pacificação na área

Ao ser oficialmente nomeada, ela fez questão de lembrar que o convite passou pela garantia de “porteira fechada e carta branca”

Depois de semanas de “namoro”, como o presidente Jair Bolsonaro definiu a fase de análise antes de assumir o cargo, a atriz Regina Duarte tomou posse nesta quarta-feira (4) como secretária de Cultura. Ao ser oficialmente nomeada, ela fez questão de lembrar que o convite passou pela garantia de “porteira fechada e carta branca” – leia-se: autonomia para montar sua equipe.

“Foi com esses argumentos que me estimulei e trouxe para trabalhar comigo uma equipe apaixonada e experiente, que esta louca para colocar a mão na massa”, disse.

Na véspera da posse, 12 exonerações na pasta foram publicadas no “Diário Oficial da União”. A lista inclui: Dante Mantovani, presidente da Funarte; Camilo Calandreli, secretário de Fomento e Incentivo à Cultura; e Paulo Cesar Brasil do Amaral, presidente do Instituto Brasileiro de Museus.

Antes da cerimônia, Olavo de Carvalho citou em sua conta no Facebook que “aplaudir a indicação da Regina Duarte parece ter sido uma cagada minha, mais uma entre tantas” e ainda disse não saber “onde vai arranjar tanto papel higiênico”.

Pacificação

Em sua fala, Regina Duarte afirmou que buscará o diálogo e a pacificação com o setor cultural. “Meu propósito é pacificação e diálogo permanente com o setor cultural, com estados e municípios, com o Parlamento e com os órgãos de controle.”

Ela ainda afirmou que “o que está na cartilha é que a Cultura é um dos principais pilares do desenvolvimento social e econômico do país” e que “apoiar, incentivar, promover e dar acesso a ela é dever do Estado conforme a Constituição Federal”.

“Queremos uma cultura forte consolida a identidade de uma nação, gera emprego, renda, inclusão social, impostos, acessibilidade e educação”, completou.

Fonte: Jovem Pan

Ler Anterior

Com As Contas Equilibradas, Governo Já Menciona Pagar 13º Salário Em 2020

Leia em seguida

Sines de Mato Grosso ofertam 971 vagas de emprego nesta semana