Notícias de Última Hora :

Membros da Academia Mato-grossense de Letras prestigiam lançamento de livro de estudante cuiabano

Pacu entra no cardápio de restaurante internacional

Grupo São Benedito retoma lançamento imobiliário com condomínio recorde de vendas

Pesquisa aponta vitória de Edemil Saldanha(DEM) em Santo Antônio do Leste-MT

Com ampliação de horário e final de ano chegando academias começam a ter mais procura em Cuiabá

Com volta às aulas permitidas, escola de Cuiabá promove visita guiada com alunos do infantil

Após pandemia, professor aposta em pousada sustentável em Cáceres

Aumento de 35% para 40% do desconto em folha e taxas menores beneficiam aposentados e pensionistas do INSS

MDB lança Léo Bortolin à reeleição em Primavera do Leste

Fonoaudióloga alerta sobre perda da audição em crianças

Cresce em Cuiabá a procura por eletroestimulação para pacientes recuperados da Covid-19

Advogado, com orgulho! (Giroldo Filho)

Para facilitar a comunicação, empresa cuiabana doará máscaras transparentes para famílias de pessoas com perda auditiva

Por erro de cálculo, empresários pagam mais impostos do que deveriam, alerta professora da UFMT

Projeto do Deputado Estadual Thiago Silva cria a medalha Pastor Sebastião Rodrigues de Souza

Estudante de Cuiabá participa de live para arrecadar fundos para combater covid 19

Estado atende deputado Thiago e entrega 2 ambulâncias para Rondonópolis

Perda auditiva não tratada gera mais gastos com a saúde, diz pesquisa

Empresa de aparelhos auditivos faz atendimento humanizado a pacientes

Um baile de máscaras em meio à pandemia

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2021

Dólar opera em queda e volta ao patamar de R$ 4,70

O dólar opera em queda nesta sexta-feira (13), após bater novo recorde na véspera, dia de fortes turbulências no mercado em todo o mundo. O alívio na cotação da moeda acompanha a melhora do humor dos mercados: na Europa, as principais bolsas sobem mais de 5%, enquanto os preços do petróleo também se recuperam.

Às 9h19, a moeda norte-americana era vendida a R$ 4,687, em queda de 2,08%.

O Banco Central volta a fazer intervenções no mercado de câmbio nesta sexta. Serão realizadas duas operações pela manhã, com liquidação em 17 de março. A recompra dos dólares vendidos no leilão “A” será em 5 de maio, e o mercado terá de devolver ao BC os dólares da operação “B” em 2 de julho.

Os leilões desta sexta-feira contemplam dinheiro novo. É a primeira vez que o BC faz oferta líquida de moeda nessa modalidade desde 17 e 18 de dezembro do ano passado – quando, no total, foram vendidos ao mercado US$ 2,50 bilhões.

Na quinta-feira, o dólar fechou em alta de 1,41%, a R$ 4,7882, renovando recorde de fechamento nominal (sem considerar a inflação). Na abertura, chegou a saltar mais de 6% e bateu R$ 5,0277 pela primeira vez na história, atingindo, assim, uma nova máxima nominal intradia já registrada no país. Com o salto desta quinta, o avanço do dólar em relação ao real no ano chega a 19,41%.

Ações do BC

Na quinta-feira, a intensidade de alta do dólar diminuiu ao longo do dia depois de o Banco Central (BC) anunciar dois leilões extras de dólar em moeda à vista de até US$ 2,25 bilhão e após o Federal Reserve (Fed) de Nova York afirmar que ofertará mais US$ 1,5 trilhão por meio de operações de recompra de títulos para dar liquidez e alívio aos mercados.

Nesta semana, o BC vendeu dólares à vista e realizou operações de swap cambial tradicional. Desde segunda-feira, já colocou US$ 7,245 bilhões em moeda à vista e injetou US$ 10,5 bilhões neste ano via contratos de swap cambial tradicional — que equivalem a colocação de liquidez no mercado futuro.

Variação do dólar em 2020 — Foto: Economia/G1Variação do dólar em 2020 — Foto: Economia/G1

Ler Anterior

Membros de facção espancam, quase até a morte, um adolescente de 13 anos

Leia em seguida

Contas De Água Ficará 6,03% Mais Cara A Partir De Abril Em Cuiabá