Notícias de Última Hora :

Justiça reconhece que concessionária não é responsável solidária em processo de indenização por defeito de carro

SINDSPEN cobra vacinação urgente para policiais penais e servidores do sistema penitenciário

Prefeito Léo Bortolin toma posse na diretoria do consórcio nacional de compras de vacinas contra a covid

Policiais Penais protestam contra a Pec-32 em todo o Estado

Prefeito de Primavera do Leste e Secretário de Cultura de MT se solidarizam com classe artística e articulam prorrogação da Lei Aldir Blanc

Membros da Academia Mato-grossense de Letras prestigiam lançamento de livro de estudante cuiabano

Pacu entra no cardápio de restaurante internacional

Grupo São Benedito retoma lançamento imobiliário com condomínio recorde de vendas

Pesquisa aponta vitória de Edemil Saldanha(DEM) em Santo Antônio do Leste-MT

Com ampliação de horário e final de ano chegando academias começam a ter mais procura em Cuiabá

Com volta às aulas permitidas, escola de Cuiabá promove visita guiada com alunos do infantil

Após pandemia, professor aposta em pousada sustentável em Cáceres

Aumento de 35% para 40% do desconto em folha e taxas menores beneficiam aposentados e pensionistas do INSS

MDB lança Léo Bortolin à reeleição em Primavera do Leste

Fonoaudióloga alerta sobre perda da audição em crianças

Cresce em Cuiabá a procura por eletroestimulação para pacientes recuperados da Covid-19

Advogado, com orgulho! (Giroldo Filho)

Para facilitar a comunicação, empresa cuiabana doará máscaras transparentes para famílias de pessoas com perda auditiva

Por erro de cálculo, empresários pagam mais impostos do que deveriam, alerta professora da UFMT

Projeto do Deputado Estadual Thiago Silva cria a medalha Pastor Sebastião Rodrigues de Souza

domingo, 1 de agosto de 2021

Lições de um mendigo de rua!

A chamada em questão deve estar causando estarrecimento e perplexidade às pessoas, principalmente pelo fato de um mendigo de rua estar nos dando uma verdadeira lição de vida, com relação a uma das pandemias virais mais letais vista até hoje. Trata-se, do  Coronavírus ou (Covid-19), que está se propagando em todo mundo, a  uma velocidade descontrolada.

O mendigo, pedinte, indigente, esmoleiro é aquele indivíduo que vive em extrema carência material, não conseguindo obter as condições mínimas de salubridade e conforto com os meios próprios.

A definição por si só, denota e demonstra que estes indivíduos por estarem situados na linha de miséria, os mesmos, não poderiam ou teriam condições cognitivas, para expor ou explanar suas ideias, a respeito dessa pandemia que vem matando um grande número de pessoas em todo  planeta.

Com a propagação da mesma, toda população mundial está focada, em criar mecanismos que possam minimizar ou controlar a propagação do mesmo, nada mais justo e aceitável sob todos os aspectos.

O vídeo por mim assistido circula nas redes sociais, eu, o assisti pelo  Whatsapp, quem o fez foi um mendigo da cidade de Venécia, localizada no Estado do Espirito Santo, o mesmo, maltrapilho com um cajado na mão,  profere palavras que não só  traduzem o que vivenciamos hoje, com o surgimento desse maldito vírus, como também nos relembra que não é de hoje que o homem vem tentado achincalhar a imagem de uma divindade superior, chamada Deus.

Ele, dentro da sua humildade e simplicidade nos faz lembrar, um episódio nefasto e vergonhoso que aconteceu recentemente no Carnaval, quando alguns acéfalos travestidos de carnavalescos, no afã de ganhar notoriedade ou até mesmo atacar o governo Bolsonaro, pelo fato do mesmo, ter cortado as tetas que irrigavam milhões para as contas correntes dessas pessoas; cortando assim, às pomposas verbas oriundas da Lei Rouanet, que injetavam milhões a essas escolas de samba.

Esse senhor é um mendigo sim, porém com um sentimento religioso exacerbado, em sua fala, retrata o sacrilégio que esses imbecis e retardados, criaram para este carnaval.

Com a exposição desnecessária e vergonhosa de nosso senhor Jesus Cristo, sendo arrastado pelo braço, no Sambódromo da Marquês de Sapucaí, pelo satanás, reverenciando de forma narcisista o demônio, e achincalhando e humilhando o nosso criador, como se ele tivesse sido vencido pelo satanás  e o que é pior, a população aplaude esta sandice.

O que ele falou é apenas a ponta do iceberg, para nós, que acreditamos piamente em um ser superior chamado Deus, entendemos que as respostas por ele dadas, tem um peso muito forte, principalmente quando o ser humano passa a acreditar que ele próprio é Deus.

Com a entrada desse poderoso vírus em nosso país, mesmo com toda sua letalidade e capacidade de matar,  nosso Governo vem fazendo tudo para conter essa pandemia, atitude extremamente louvável.

Infelizmente o nosso maior inimigo hoje, é a falta de estrutura e capacidade de leitos para atender as pessoas, falta de profissionais capacitados, respiradores e por ai vai.

Se há 14 anos,  os outros governos tivessem feito à lição de casa, e não se preocupassem em apenas: roubar, desviar dinheiro público, enviar dinheiro para paraísos fiscais.

Investindo nos governos de Venezuela, Cuba e Moçambique, acumulando dividas de mais de R$ 2 bilhões em empréstimos concedidos no Brasil pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDS), dinheiro este, liberado para financiar obras de infraestrutura.

Os contratos – estimados hoje em quase R$ 14 Bilhões, foram assinados durante os governos dos ex-presidentes Lula e Dilma Rousseff.

Agora, de forma localizada, nesse mesmo período de farra com dinheiro público, o nosso Estado também deitou e rolou no que tange a roubar e gastar dinheiro público.

Para não alongarmos, vamos citar apenas o nosso cartão de visitas o lindo e maravilhoso, Veiculo Leve Sobre Trilho (VLT), se formos declinar e detalhar tudo que foi gato até agora iriamos escrever um livro.

Vamos resumir o valor parcial de mais esse elefante branco, este modal de transporte esta parado desde 2014.

O Governo de Mato Grosso gastou o equivalente a R$ 48,2 milhões em 2019 com os dois contratos com a Caixa Econômica Federal (CEF) referente ao Veículo Leves sobre Trilhos (VLT). Os dados são da Secretaria Estadual de Fazenda (Sefaz).

Este dinheiro e o restante roubado, por certo, hoje poderiam estar sendo destinados a atender a área de Saúde Pública, principalmente diante desta pandemia proveniente do coronavíus.

Deus queira que ela não prolifere em larga escala; caso contrário, muitos inocentes poderão morrer não apenas pelo coronavírus, e sim, por falta de: leitos, remédios, UTIs, respiradores e por ai vai, durma-se, com um barulho desses.

Professor Licio Antonio Malheiros é geógrafo

Ler Anterior

DIPLOMACIA EM JOGO: CHINA ATACA O BRASIL

Leia em seguida

Estão suspensas todas as cobrança de IPVA por 2 meses em Mato Grosso