Notícias de Última Hora :

Membros da Academia Mato-grossense de Letras prestigiam lançamento de livro de estudante cuiabano

Pacu entra no cardápio de restaurante internacional

Grupo São Benedito retoma lançamento imobiliário com condomínio recorde de vendas

Pesquisa aponta vitória de Edemil Saldanha(DEM) em Santo Antônio do Leste-MT

Com ampliação de horário e final de ano chegando academias começam a ter mais procura em Cuiabá

Com volta às aulas permitidas, escola de Cuiabá promove visita guiada com alunos do infantil

Após pandemia, professor aposta em pousada sustentável em Cáceres

Aumento de 35% para 40% do desconto em folha e taxas menores beneficiam aposentados e pensionistas do INSS

MDB lança Léo Bortolin à reeleição em Primavera do Leste

Fonoaudióloga alerta sobre perda da audição em crianças

Cresce em Cuiabá a procura por eletroestimulação para pacientes recuperados da Covid-19

Advogado, com orgulho! (Giroldo Filho)

Para facilitar a comunicação, empresa cuiabana doará máscaras transparentes para famílias de pessoas com perda auditiva

Por erro de cálculo, empresários pagam mais impostos do que deveriam, alerta professora da UFMT

Projeto do Deputado Estadual Thiago Silva cria a medalha Pastor Sebastião Rodrigues de Souza

Estudante de Cuiabá participa de live para arrecadar fundos para combater covid 19

Estado atende deputado Thiago e entrega 2 ambulâncias para Rondonópolis

Perda auditiva não tratada gera mais gastos com a saúde, diz pesquisa

Empresa de aparelhos auditivos faz atendimento humanizado a pacientes

Um baile de máscaras em meio à pandemia

terça-feira, 2 de março de 2021

Lúdio apresenta projeto sustando decreto que afrouxou medidas de isolamento social em MT

Nesta sexta-feira (27), o deputado estadual petista Lúdio Cabral, apresenta na Assembleia Legislativa um projeto de decreto legislativo para sustar o Decreto nº 425/2020, baixado pelo governador liberando diversas atividades econômicas e ‘afrouxando’ as medidas de isolamento social em Mato Grosso.

Nesta última quinta-feira (26), em coletiva virtual à imprensa, realizada no Palácio Paiaguás, o governador democrata Mauro Mendes(DEM) deixou sua posição, como chefe do Executivo estadual, bastante clara: medidas rigorosas de distanciamento social para o grupo de risco que deverão ser seguidas, como forma de conter o coronavírus, mas sem paralisia econômica.

Assim, o governador democrata assinou decreto que contém medidas rigorosas de distanciamento social para o grupo de risco que deverão ser seguidas, como forma de conter o coronavírus, mas sem paralisia econômica. Com normativas que evitem a proliferação do Covid-19, mas regras que não impossibilitem o trabalho, como forma de evitar, mais lá na frente, uma recessão econômica no Estado, à exemplo de outros estados que já começam a ter problemas sociais graves por conta do ‘isolamento social’ imposto, inclusive, com determinações que as normativas fossem seguidas pelas empresas privadas.

Já o parlamentar que também é médico sanitarista, com mais de 20 anos na saúde coletiva e no tratamento de doenças nas populações, acredita que neste momento será necessário restringir a circulação de pessoas para diminuir a velocidade de disseminação do coronavírus. Ao lembrar que a infecção está ainda no início e, assim, a necessidade de meidas de distanciamento social como forma de assegurar fôlego para que o sistema de saúde tenha condições de tratar os pacientes da Covid-19.

Ponderando que quanto mais rápida for a propagação do vírus, maior será a necessidade de vagas nos hospitais.

“O Decreto 425 afrouxa as medidas de isolamento social e de restrição de circulação que ainda precisamos manter. Isso é muito ruim. Ele volta atrás em uma série de medidas que o Estado vinha tomando. Autoriza shopping centers, lojas de departamento e galerias a abrirem. Não vejo sentido para que essas atividades sejam retomadas neste momento. Precisávamos manter essas medidas pelo menos até a primeira semana de abril, quando elas deveriam ser reavaliadas”, afirmou Lúdio.

À exemplo de outros médicos e, em particular, de infectologistas, Lúdio Cabral acredita que somente os serviços essenciais devem ser mantidos durante a pandemia.

“As atividades essenciais, tanto públicas quanto privadas, precisam ser mantidas, assegurando cadeias de suprimento para alimentação da população e serviços essenciais para lidar com a pandemia”, disse.

Ontem, quinta, Lúdio calculou diferentes cenários da epidemia da Covid-19 em Mato Grosso, para projetar o número de leitos que serão necessários para tratar os pacientes. Ao alertar que o isolamento social é a medida mais eficaz para conter o avanço do coronavírus ainda no início da epidemia. Pois quanto mais rápida for a propagação do vírus, maior será a necessidade de vagas nos hospitais.

Assim, ainda de acordo om ele, considerando que cerca de 15% dos infectados precisariam de internação em leitos gerais e 5% em Unidades de Terapia Intensiva (UTI), com um tempo médio de permanência de 7 dias nos leitos gerais e 12 dias na UTI. “Depois do pronunciamento no mínimo desastroso do presidente, é muito importante reforçar as recomendações das autoridades sanitárias: diminuir a circulação de pessoas para reduzir a velocidade de disseminação do vírus. Quanto mais espaçada for a duração da epidemia, quanto mais achatada for a curva da epidemia, menor será a sobrecarga no sistema de saúde. O melhor mecanismo que temos para isso hoje é o isolamento social” ainda explicou. (Com informações da assessoria)

Ler Anterior

Confiança Da Indústria Recua 3,9 Pontos Em Março

Leia em seguida

Presidente do tce fiscaliza atos de prefeitos de mt