Notícias de Última Hora :

Membros da Academia Mato-grossense de Letras prestigiam lançamento de livro de estudante cuiabano

Pacu entra no cardápio de restaurante internacional

Grupo São Benedito retoma lançamento imobiliário com condomínio recorde de vendas

Pesquisa aponta vitória de Edemil Saldanha(DEM) em Santo Antônio do Leste-MT

Com ampliação de horário e final de ano chegando academias começam a ter mais procura em Cuiabá

Com volta às aulas permitidas, escola de Cuiabá promove visita guiada com alunos do infantil

Após pandemia, professor aposta em pousada sustentável em Cáceres

Aumento de 35% para 40% do desconto em folha e taxas menores beneficiam aposentados e pensionistas do INSS

MDB lança Léo Bortolin à reeleição em Primavera do Leste

Fonoaudióloga alerta sobre perda da audição em crianças

Cresce em Cuiabá a procura por eletroestimulação para pacientes recuperados da Covid-19

Advogado, com orgulho! (Giroldo Filho)

Para facilitar a comunicação, empresa cuiabana doará máscaras transparentes para famílias de pessoas com perda auditiva

Por erro de cálculo, empresários pagam mais impostos do que deveriam, alerta professora da UFMT

Projeto do Deputado Estadual Thiago Silva cria a medalha Pastor Sebastião Rodrigues de Souza

Estudante de Cuiabá participa de live para arrecadar fundos para combater covid 19

Estado atende deputado Thiago e entrega 2 ambulâncias para Rondonópolis

Perda auditiva não tratada gera mais gastos com a saúde, diz pesquisa

Empresa de aparelhos auditivos faz atendimento humanizado a pacientes

Um baile de máscaras em meio à pandemia

domingo, 7 de março de 2021

SE ISOLAR OU NÃO?

Nos últimos dias foi travado um grande embate entre a população: até que ponto o isolamento social é capaz de frear uma pandemia? Por que não apenas isolar o grupo de risco e salvar nossa economia?
O mundo está assustado e de repente parou.
Todos estamos reféns a um vírus incapaz de ser enxergado a olho nu.
Prazer, sou COVID-19.
Sou uma síndrome respiratória aguda grave altamente transmissível, no entanto, posso levar de dois a quatorze dias para apresentar os primeiros sintomas que inclui: febre alta, tosse seca, dores pelo corpo, coriza, inflamação na garganta, diarreia e em caso mais graves dificuldade respiratória aguda e insuficiência renal. Por outro lado, algumas pessoas podem me ter e sequer apresentar quaisquer sintomas.
Minha letalidade? Posso dizer que sou muito contestado! Uns dizem que sou apenas letal aos idosos e as pessoas com doenças pré-existentes ou com imunidade baixa, no entanto, não se esqueça eu sou um VÍRUS! Você ainda não sabe a minha potencialidade e meu poder de estrago em uma sociedade, não é mesmo?
Ainda estou sendo estudado pelos cientistas que sequer ainda tem um remédio próprio, uma vacina capaz de te proteger dos meus efeitos sobre o seu corpo. Não é mesmo?
Surgi em 31/12/2019 em Wuhan na China e rapidamente me espalhei pelo mundo.
Você achou que seria difícil?
Não, o mundo é globalizado e minha forma de contágio é simples: aperto de mãos, beijos, abraços, objetos contaminados. Ah, inclusive posso estar na telinha do seu celular sabia? Você não pode me ver, esqueceu?
O mundo já contabiliza mais de 670 (seiscentos e setenta mil) casos. Já marco presença em inúmeros países e com certeza muitos ainda não me levam a sério. Muitos acreditam que eu seja só mais uma “gripezinha” ou “resfriadinho” que logo passa.
Mas, não. Eu não sou assim, eu posso te derrubar, te enfraquecer e posso até tirar o seu bem mais precioso: a VIDA.
Itália, 26/02/2020
Lombardia, região setentrional da Itália registrava 258 pessoas infectadas pelo Coronavírus, enquanto que o país registrava 12 mortes. Não havia necessidade para pânico, Milão não poderia parar. As autoridades públicas instigaram a população a continuar as suas atividades econômicas não era necessário isolamento social estava tudo sob controle.
Hoje, ultrapassado um mês desta campanha a Itália contabiliza mais de 10.000,00 (dez mil) mortes e mais de 92 (noventa e dois mil) infectados. O prefeito de Milão, Giuseppe Sala reconheceu publicamente o seu erro em apoiar tal campanha asseverando que: “Ninguém ainda havia entendido a virulência do vírus”.
Ah, mas Itália é um país frio, é o país dos idosos….
A própria OMS, no dia 16/03/2020 reconheceu a mortalidade em crianças e jovens pelo vírus, apesar da letalidade ser considerada baixa.
Não devemos duvidar da potencialidade deste vírus, a Espanha só nas últimas 24 (vinte e quatro) horas registrou 838 (oitocentos e trinta e oito) mortes, à vista disso o governo determinou a prorrogação do isolamento social.
Os Estados Unidos esta semana se tornou o novo epicentro da epidemia contabilizando mais de 100.000,00 (cem mil) casos da COVID-19 e registrando 2.000,00 (duas mil) mortes.
A China possui 3.287 (três mil e duzentos e oitenta e sete) mortes.
O primeiro caso da COVID-19 registrado no Brasil foi em 26/02/2020 e a primeira morte foi registrada no dia 17/03/2020. Dentro de apenas onze dias o Brasil já contabiliza 114 mortes. E já são 3.904 casos confirmados da doença.
No entanto, ainda há discussões acerca do isolamento social (medida que está sendo adotado por inúmeros países) como forma de frear os avanços da COVID-19.
Ao meu ver, as pessoas ainda não conseguiram enxergar a gravidade do problema que estamos enfrentando.
A pandemia é aqui e agora.
Alta letalidade, ausência de tratamento profilático ou vacina própria para combater o vírus, alta transmissão e ainda há o pânico.
Nós seres humanos somos verdadeiras cobaias para os vírus.
O isolamento social torna-se imprescindível neste exato momento, pois é através desta medida que haverá uma queda brusca na transmissão do vírus e na diminuição no número de casos. Além disso, o isolamento social torna-se ainda mais importante como meio de evitar a superlotação de um sistema que se quer da conta de atender as necessidades da população nos dias atuais.
O isolamento social é uma recomendação da própria OMS. Cientistas, médicos, pessoas com vastos conhecimentos na área da saúde adotam este firme pensionamento. Os artigos científicos demonstram que o isolamento é capaz de achatar a curva da contaminação atenuando de forma substancial o número de contaminações (Não enxerga quem não quer ver, sinto muito!).
Ah, mas por que não isolar o grupo de risco?
Primeiramente, neste caso haveria a necessidade de separar as pessoas do grupo de risco de suas famílias, deste modo, elas deveriam permanecer isolada separadamente das famílias o que também se torna inviável.
DESTACA-SE AINDA O FATO DE QUE OS JOVENS, ADULTOS E PESSOAS CONSIDERADAS SADIAS SERÃO AS GRANDES RESPONSÁVEIS POR OCUPAR AS VAGAS NOS HOSPITAIS E NA UTI E AINDA SIM HAVERÁ GASTOS EXTRAORDINÁRIO PARA PODER DAR TODA A ASSISTÊNCIA NECESSÁRIA A ESSAS PESSOAS. A DOENÇA CONTINUARÁ EXISTINDO E A CURVA DA CONTAMINAÇÃO NÃO IRÁ CESSAR.
É imperioso ressaltar ainda que nós nunca sabemos como o corpo de uma outra pessoa é capaz de reagir a exposição de um vírus. Nós seres humanos não sabemos o histórico clínico de cada pessoa que cruza nossos caminhos por dia, portanto, este é um momento de responsabilidade social.
Mas, a economia não pode parar!
De fato, iremos entrar em uma grande recessão. No entanto, a economia só existe se houver vidas, portanto, devemos lutar pelas duas na seguinte ordem: 1º Vida, 2ª Empregos e Economia.
Se não pararmos agora neste exato momento que é o início de tudo seremos obrigados a parar daqui um mês por tempo indeterminado!!! Os índices de contaminação serão extremamente elevados e você pessoa sadia será incapaz de se apresentar/administrar o trabalho porque estará infectado e levará até 14 (quatorze) dias para se recuperar e se recuperar, não é mesmo?
Não haverá uma pessoa que não sairá perdendo em meio a essa pandemia.
Empregador e empregados vocês não são inimigos. Vocês são um conjunto de uma ópera que para o negócio dar certo devem caminhar juntos na mesma direção. Autônomos, microempreendedor, empreendedor este é um momento de calma e de busca de alternativas para buscar a manutenção do seu negócio.
Destaca-se a edição da Medida Provisória 927 aprovada como forma preservar os contratos de trabalho e auxílio emergencial por três meses, no valor de R$ 600 a trabalhadores informais.
Você, que tá aí só reclamando e pode ajudar faça a sua parte!
Ajude a padaria, o açougue, a farmácia do seu bairro. Aquela sua tia que vende produtos da natura, a sua amiga que vende Mary Kay. Você que pode de alguma maneira ajudar alguém com o seu próprio negócio auxilie. Hoje, a crise bate à porta de todos, infelizmente.
A quem vale a vida para poder salvar a economia? Todas as pessoas são importantes para alguém. Não se esqueça que ela pode ser uma mãe, um pai, um filho, um tio, um primo, um irmão, um amigo. É um ser humano que merece respeito por todos nós.
Este é um momento de empatia, responsabilidade social e solidariedade. É um momento de nos colocarmos no lugar um do outro.
Um estudo realizado pelo IMPERIAL COLLEGE de LONDRES, assevera que caso o Brasil não adote medidas severas para evitar a disseminação da doença haverá a estimativa de 1,5 (UM MILÃO E QUINHENTAS MIL) MORTES NO BRASIL, SENDO MAIS DE 187 (CENTO E OITENTA E SETE) MILHÕES DE INFECTADOS E MAIS DE 6,2 (SEIS MILHÕES E DUZENTAS MIL) HOSPITALIZAÇÕES, enquanto que se as medidas forem adotadas como o isolamento parcial a estimativa é de 627 (seiscentos e vinte e sete) mil mortes.
Dados do Estudo foram divulgados através do texto redigido por Fábio Reis para PFARMA (https://pfarma.com.br/imperial-college-mortes.html)
1) Sem intervenções de mitigação
Total de infectados: 187.799.806 Mortes por COVID-19: 1.152.283 Pessoas hospitalizadas: 6.206.514 Pessoas que necessitam de UTI: 1.527.536
2) Com distanciamento social da população inteira
Total de infectados: 122.025.818 Mortes por COVID-19: 627.047 Pessoas hospitalizadas: 3.496.359 Pessoas que necessitam de UTI: 831.381
3) Com distanciamento social aprimorado para idosos
Total de infectados: 120.836.850 Mortes por COVID-19: 529.779 Pessoas hospitalizadas: 3.222.096 Pessoas que necessitam de UTI: 702.497
(fonte: os números dos estudos podem ser acessados na seguinte fonte: https://pfarma.com.br/imperial-college-mortes.html)
Outras fontes de informações acerca sobre o tema:
https://exame.abril.com.br/ciencia/prevencao-contra-coronavirus-pode-salvar-1-milhao-de-vidas-no-brasil/
https://www1.folha.uol.com.br/equilibrioesaude/2020/03/so-medidas-drasticas-evitam-caos-na-saude-e-mortes-diz-estudo.shtml
https://www.bbc.com/portuguese/geral-52069734
O momento de nos salvarmos é agora!

Por Erika Paes Lemes Paiva

Ler Anterior

O poder de propagação

Leia em seguida

Setor de eventos se organiza em MT