Notícias de Última Hora :

Justiça reconhece que concessionária não é responsável solidária em processo de indenização por defeito de carro

SINDSPEN cobra vacinação urgente para policiais penais e servidores do sistema penitenciário

Prefeito Léo Bortolin toma posse na diretoria do consórcio nacional de compras de vacinas contra a covid

Policiais Penais protestam contra a Pec-32 em todo o Estado

Prefeito de Primavera do Leste e Secretário de Cultura de MT se solidarizam com classe artística e articulam prorrogação da Lei Aldir Blanc

Membros da Academia Mato-grossense de Letras prestigiam lançamento de livro de estudante cuiabano

Pacu entra no cardápio de restaurante internacional

Grupo São Benedito retoma lançamento imobiliário com condomínio recorde de vendas

Pesquisa aponta vitória de Edemil Saldanha(DEM) em Santo Antônio do Leste-MT

Com ampliação de horário e final de ano chegando academias começam a ter mais procura em Cuiabá

Com volta às aulas permitidas, escola de Cuiabá promove visita guiada com alunos do infantil

Após pandemia, professor aposta em pousada sustentável em Cáceres

Aumento de 35% para 40% do desconto em folha e taxas menores beneficiam aposentados e pensionistas do INSS

MDB lança Léo Bortolin à reeleição em Primavera do Leste

Fonoaudióloga alerta sobre perda da audição em crianças

Cresce em Cuiabá a procura por eletroestimulação para pacientes recuperados da Covid-19

Advogado, com orgulho! (Giroldo Filho)

Para facilitar a comunicação, empresa cuiabana doará máscaras transparentes para famílias de pessoas com perda auditiva

Por erro de cálculo, empresários pagam mais impostos do que deveriam, alerta professora da UFMT

Projeto do Deputado Estadual Thiago Silva cria a medalha Pastor Sebastião Rodrigues de Souza

domingo, 1 de agosto de 2021

Gilmar Mendes pede investigação contra bolsonaristas que agrediram imprensa

Indignado com as agressões contra jornalistas no Palácio Alvorada, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, defendeu que o Ministério Público e Judiciário devem investigar as agressões feitas pela militância bolsonarista.

O ministro utilizou as redes sociais na noite desta terça-feira (26), para cobra investigação, pois nas palavras de Mendes, “configuram atentado grave à liberdade de imprensa”.

Gilmar Mendes classificou como “chocante” a decisão de empresas de jornalismo, de suspender a cobertura no Palácio da Alvorada, onde o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), costuma cumprimentar apoiadores e local de constantes agressões verbais a jornalistas.

Na segunda-feira (25/5), os militantes hostilizaram a imprensa em duas ocasiões. A primeira ocorreu após Bolsonaro criticar a cobertura do governo. “No dia que vocês começarem a falar a verdade, eu falo com vocês”, disparou o chefe do Executivo.

Assim que o presidente saiu, o grupo partiu para cima dos jornalistas, gritando palavras de ordem, palavrões e ofensas, entre elas “lixo”, “ratazanas”, “imprensa podre”, “merdas”, “comunistas”, entre outras.

O segundo episódio ocorreu no Ministério da Defesa, onde Bolsonaro se reuniu e almoçou com o ministro, Fernando Azevedo. Assim que o presidente deixou o edifício, o grupo bolsonarista, incluindo membros do acampamento que apoia o governo “300 do Brasil”, o qual uma das líderes admitiu haver armas entre os acampados – passou a xingar os profissionais.

 

Ler Anterior

Fiscalização vistoria preços de produtos de higiene e proteção em estabelecimentos comerciais

Leia em seguida

Grupo agita três horas de live solidária com repertório de música brasileira