Notícias de Última Hora :

Justiça reconhece que concessionária não é responsável solidária em processo de indenização por defeito de carro

SINDSPEN cobra vacinação urgente para policiais penais e servidores do sistema penitenciário

Prefeito Léo Bortolin toma posse na diretoria do consórcio nacional de compras de vacinas contra a covid

Policiais Penais protestam contra a Pec-32 em todo o Estado

Prefeito de Primavera do Leste e Secretário de Cultura de MT se solidarizam com classe artística e articulam prorrogação da Lei Aldir Blanc

Membros da Academia Mato-grossense de Letras prestigiam lançamento de livro de estudante cuiabano

Pacu entra no cardápio de restaurante internacional

Grupo São Benedito retoma lançamento imobiliário com condomínio recorde de vendas

Pesquisa aponta vitória de Edemil Saldanha(DEM) em Santo Antônio do Leste-MT

Com ampliação de horário e final de ano chegando academias começam a ter mais procura em Cuiabá

Com volta às aulas permitidas, escola de Cuiabá promove visita guiada com alunos do infantil

Após pandemia, professor aposta em pousada sustentável em Cáceres

Aumento de 35% para 40% do desconto em folha e taxas menores beneficiam aposentados e pensionistas do INSS

MDB lança Léo Bortolin à reeleição em Primavera do Leste

Fonoaudióloga alerta sobre perda da audição em crianças

Cresce em Cuiabá a procura por eletroestimulação para pacientes recuperados da Covid-19

Advogado, com orgulho! (Giroldo Filho)

Para facilitar a comunicação, empresa cuiabana doará máscaras transparentes para famílias de pessoas com perda auditiva

Por erro de cálculo, empresários pagam mais impostos do que deveriam, alerta professora da UFMT

Projeto do Deputado Estadual Thiago Silva cria a medalha Pastor Sebastião Rodrigues de Souza

domingo, 1 de agosto de 2021

Ep vai acionar Mendes por contravenção penal e lei de segurança nacional

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, comunicou, em coletiva de imprensa nesta sexta-feira (29), que vai processar o governador Mauro Mendes por supostas “mentiras, leviandades e irresponsabilidades” que ele teria propagado contra a Prefeitura de Cuiabá.

O prefeito deve processar o governador por contravenção penal e, “se couber”, segundo ele, também na lei da segurança nacional.

Falando diretamente ao governador durante a live, afirmou que Mendes terá que provar o que tem dito. “O senhor está gerando pânico em cima de um fato inexistente, mentindo para a população com o único intuito de me prejudicar, de me atingir eleitoralmente, com uma eleição que nem estou interessado em discutir. Infelizmente, como ele tá passou todos os limites, vai responder no rigor da lei. Se o que ele diz, que eu sei que é mentira, mas ele disse que é verdade, então ele vai provar, porque vou representa-lo por contravenção penal e, se couber, enquadrá-lo também na lei de segurança nacional” anunciou Pinheiro.

A rusga entre os dois principais líderes políticos do Estado é antiga, mas parece ter chegado ao limite durante a pandemia do novo coronavírus. Há alguns dias, o governador e outros membros do Governo do Estado têm acusado o prefeito de não colaborar com a abertura de novos leitos de UTI para enfrentamento à doença, além de supostamente ter fechado 40 leitos de UTI no Hospital Municipal de Cuiabá, o HMC, mesmo tendo recebido recursos do Governo Federal para isso.

Pinheiro questiona “como pode ter fechado leitos da Covid-19, se não abriu novos leitos”, conforme dizem os membros do Governo.

“Eu estou vendo você e seus secretários, aí, se movimentando com o jogo ensaiado, aqui e acolá, tentando vender uma mentira, criar um factoide para a população, tentando dizer que a Prefeitura fechou leitos, depois fala que não abriu leitos. Vocês nem se entendem. Vocês dizem que não abri nenhum leito e no outro dia fala que eu fechei leitos. Ué! Se eu não abri, como é que eu vou fechar?”, ironizou.

O Estado acionou a Prefeitura de Cuiabá, na quarta-feira (27), por supostamente ter impedido a fiscalização estadual de leitos de UTI no HMC, no Hospital São Benedito e no antigo Pronto Socorro de Cuiabá. Já nesta sexta-feira (29), denunciou a Prefeitura à Procuradoria-geral da República (PGR), por ter recebido R$ 41,4 milhões do Governo Federal para combate ao coronavírus e, segundo o Governo, não ter investido em leitos para a doença.

Por fim, Pinheiro disse que, “se for preciso”, poderá retomar o diálogo institucional com Mauro Mendes. “Eu faço o que for necessário, até sentar com o governador para conversar, se a população quiser. Até porque, ele não precisa gostar de mim. Nós temos que cuidar da cidade e do Estado. Cuiabá e Mato Grosso é preciso que haja um diálogo, pelo menos institucional, de alto nível, entre o governador do Estado e o prefeito da Capital”.

Ler Anterior

TCE-MT reprova contas anuais da Prefeitura de Chapada dos Guimarães pela segunda vez

Leia em seguida

Aos 63 anos e após enfrentar o câncer 3 vezes, mulher vence a Covid-19 em Cuiabá