Notícias de Última Hora :

SINDSPEN cobra vacinação urgente para policiais penais e servidores do sistema penitenciário

Prefeito Léo Bortolin toma posse na diretoria do consórcio nacional de compras de vacinas contra a covid

Policiais Penais protestam contra a Pec-32 em todo o Estado

Prefeito de Primavera do Leste e Secretário de Cultura de MT se solidarizam com classe artística e articulam prorrogação da Lei Aldir Blanc

Membros da Academia Mato-grossense de Letras prestigiam lançamento de livro de estudante cuiabano

Pacu entra no cardápio de restaurante internacional

Grupo São Benedito retoma lançamento imobiliário com condomínio recorde de vendas

Pesquisa aponta vitória de Edemil Saldanha(DEM) em Santo Antônio do Leste-MT

Com ampliação de horário e final de ano chegando academias começam a ter mais procura em Cuiabá

Com volta às aulas permitidas, escola de Cuiabá promove visita guiada com alunos do infantil

Após pandemia, professor aposta em pousada sustentável em Cáceres

Aumento de 35% para 40% do desconto em folha e taxas menores beneficiam aposentados e pensionistas do INSS

MDB lança Léo Bortolin à reeleição em Primavera do Leste

Fonoaudióloga alerta sobre perda da audição em crianças

Cresce em Cuiabá a procura por eletroestimulação para pacientes recuperados da Covid-19

Advogado, com orgulho! (Giroldo Filho)

Para facilitar a comunicação, empresa cuiabana doará máscaras transparentes para famílias de pessoas com perda auditiva

Por erro de cálculo, empresários pagam mais impostos do que deveriam, alerta professora da UFMT

Projeto do Deputado Estadual Thiago Silva cria a medalha Pastor Sebastião Rodrigues de Souza

Estudante de Cuiabá participa de live para arrecadar fundos para combater covid 19

sexta-feira, 23 de julho de 2021

703 servidores em MT recebem auxílio emergencial

A Controladoria Geral da União (CGU) apontou que 730 servidores públicos de Mato Grosso receberam ilegalmente o auxílio de R$ 600 concedido pelo governo federal para trabalhadores com autônomos e sem carteira assinada durante a pandemia de covid-19 no país.

O levantamento foi feito com base em dados do Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso (TCE-MT) e da própria CGU, que vasculhou dados dos pagamentos do auxílio. Segundo informações publicadas pela assessoria de imprensa do órgão nesta segunda-feira (22), mais de R$ 453 mil foram desperdiçados no estado com os pagamentos irregulares.

O levantamento, que busca dar suporte às ações e decisões do Ministério da Cidadania relacionadas ao pagamento do auxílio, é fruto de um acordo de cooperação técnica firmado entre a CGU e a Cidadania em abril. Um dos cruzamentos realizados busca identificar agentes públicos cujos CPF foram incluídos para o recebimento do auxílio.

Além de agentes públicos federais, a CGU, em parceria com órgãos de controle de outras esferas, avançou na análise de agentes estaduais e municipais em 23 unidades da Federação.

Ler Anterior

Mauro rebate Botelho e cobra que Assembleia abra mão de orçamento para pagar professores interinos

Leia em seguida

Ministro promete entrega do contorno viário de Juscimeira em julho