Notícias de Última Hora :

Membros da Academia Mato-grossense de Letras prestigiam lançamento de livro de estudante cuiabano

Pacu entra no cardápio de restaurante internacional

Grupo São Benedito retoma lançamento imobiliário com condomínio recorde de vendas

Pesquisa aponta vitória de Edemil Saldanha(DEM) em Santo Antônio do Leste-MT

Com ampliação de horário e final de ano chegando academias começam a ter mais procura em Cuiabá

Com volta às aulas permitidas, escola de Cuiabá promove visita guiada com alunos do infantil

Após pandemia, professor aposta em pousada sustentável em Cáceres

Aumento de 35% para 40% do desconto em folha e taxas menores beneficiam aposentados e pensionistas do INSS

MDB lança Léo Bortolin à reeleição em Primavera do Leste

Fonoaudióloga alerta sobre perda da audição em crianças

Cresce em Cuiabá a procura por eletroestimulação para pacientes recuperados da Covid-19

Advogado, com orgulho! (Giroldo Filho)

Para facilitar a comunicação, empresa cuiabana doará máscaras transparentes para famílias de pessoas com perda auditiva

Por erro de cálculo, empresários pagam mais impostos do que deveriam, alerta professora da UFMT

Projeto do Deputado Estadual Thiago Silva cria a medalha Pastor Sebastião Rodrigues de Souza

Estudante de Cuiabá participa de live para arrecadar fundos para combater covid 19

Estado atende deputado Thiago e entrega 2 ambulâncias para Rondonópolis

Perda auditiva não tratada gera mais gastos com a saúde, diz pesquisa

Empresa de aparelhos auditivos faz atendimento humanizado a pacientes

Um baile de máscaras em meio à pandemia

sexta-feira, 5 de março de 2021

Blairo maggi oferece imóvel de R$ 26 milhões e pede desbloqueio de R$ 402 mil e carros em MT

O ex-governador Blairo Maggi (PP) pede na Justiça o fim da restrição de bens e de valores após ele próprio disponibilizar um imóvel, localizado em Rondonópolis (216 KM de Cuiabá), avaliado em R$ 26 milhões. Maggi é réu num processo que apura a suposta “compra” de uma das vagas de conselheiro no Tribunal de Contas do Estado (TCE/MT) – cargo que não exige concurso público para sua ocupação, e que depende apenas de indicação política.

O valor da fraude é de R$ 4 milhões. A defesa do ex-governador alega que R$ 403 mil das contas bancárias, três veículos, além de 15 imóveis de Maggi, teriam sido bloqueados para satisfazer a restrição de bens imposta pela Justiça, no valor dos R$ 4 milhões.

Os advogados de Maggi pedem que os bens sejam desbloqueados tendo em vista que o imóvel de R$ 26 milhões já se encontra a disposição da Justiça para ressarcir eventuais danos. “Somente com a indisponibilidade desse imóvel já se poderá garantir, com sobras, o pagamento de eventual condenação pretendida pelo requerente, no valor histórico de R$ 4.000.000,00”, alega a defesa de Maggi.

A solicitação está sob análise da Vara de Ação Civil Pública e Ação Popular de Cuiabá, que ainda não se decidiu sobre o caso. A ação que apura a suposta fraude no TCE/MT é um dos desdobramentos da operação “Ararath”, que aponta um esquema de crimes contra o sistema financeiro nacional – e que tinha como núcleo políticos e empresários poderosos de Mato Grosso -, que pode ter movimentado R$ 500 milhões.

Além de Maggi, são réus na ação o ex-governador Silval Barbosa, o ex-presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), José Riva, o ex-conselheiro do TCE/MT, Alencar Soares (que teria efetivamente “vendido” sua vaga no órgão), seu filho, Leandro Valoes Soares, o também ex-conselheiro Humberto Bosaipo, além de Sérgio Ricardo – o principal beneficiário da suposta fraude, que ocupou o cargo de Soares. O cargo de conselheiro do Tribunal de Contas de Mato Grosso é de grande prestígio político e econômico.

Além de vitalício, o salário bruto dos membros da Corte de Contas ultrapassa os R$ 35 mil. Eles também possuem foro por prerrogativa de função e são equiparados no âmbito funcional aos desembargadores do Poder Judiciário.

 

Ler Anterior

Refém luta e atira em bandido durante roubo a clínica na Capital

Leia em seguida

José Serra e filha são denunciados por lavagem de dinheiro