Notícias de Última Hora :

Experiência única de recreação e entretenimento: Conheça o Escape60′

Fotógrafo vem a MT para ensaios que levantam autoestima de mulheres

Aparelho auditivo com “modo máscara” é alternativa que possibilita a comunicação com a proteção facial

Professora da UFMT recebe moção de aplausos em homenagem ao Dia do Contador

Escape 60′ oferece desconto para confraternização corporativa de fim de ano

Jogo de fuga cercado de desafios, mistérios e adrenalina: conheça o Escape60′

Feira gratuita ajuda jovens a cursarem faculdades fora do país

Municípios precisam de representatividade na Assembleia Legislativa

Dia do Estudante tem programação especial em escola de Cuiabá

Justiça reconhece que concessionária não é responsável solidária em processo de indenização por defeito de carro

SINDSPEN cobra vacinação urgente para policiais penais e servidores do sistema penitenciário

Prefeito Léo Bortolin toma posse na diretoria do consórcio nacional de compras de vacinas contra a covid

Policiais Penais protestam contra a Pec-32 em todo o Estado

Prefeito de Primavera do Leste e Secretário de Cultura de MT se solidarizam com classe artística e articulam prorrogação da Lei Aldir Blanc

Membros da Academia Mato-grossense de Letras prestigiam lançamento de livro de estudante cuiabano

Pacu entra no cardápio de restaurante internacional

Grupo São Benedito retoma lançamento imobiliário com condomínio recorde de vendas

Pesquisa aponta vitória de Edemil Saldanha(DEM) em Santo Antônio do Leste-MT

Com ampliação de horário e final de ano chegando academias começam a ter mais procura em Cuiabá

Com volta às aulas permitidas, escola de Cuiabá promove visita guiada com alunos do infantil

quarta-feira, 20 de outubro de 2021

Blairo maggi oferece imóvel de R$ 26 milhões e pede desbloqueio de R$ 402 mil e carros em MT

O ex-governador Blairo Maggi (PP) pede na Justiça o fim da restrição de bens e de valores após ele próprio disponibilizar um imóvel, localizado em Rondonópolis (216 KM de Cuiabá), avaliado em R$ 26 milhões. Maggi é réu num processo que apura a suposta “compra” de uma das vagas de conselheiro no Tribunal de Contas do Estado (TCE/MT) – cargo que não exige concurso público para sua ocupação, e que depende apenas de indicação política.

O valor da fraude é de R$ 4 milhões. A defesa do ex-governador alega que R$ 403 mil das contas bancárias, três veículos, além de 15 imóveis de Maggi, teriam sido bloqueados para satisfazer a restrição de bens imposta pela Justiça, no valor dos R$ 4 milhões.

Os advogados de Maggi pedem que os bens sejam desbloqueados tendo em vista que o imóvel de R$ 26 milhões já se encontra a disposição da Justiça para ressarcir eventuais danos. “Somente com a indisponibilidade desse imóvel já se poderá garantir, com sobras, o pagamento de eventual condenação pretendida pelo requerente, no valor histórico de R$ 4.000.000,00”, alega a defesa de Maggi.

A solicitação está sob análise da Vara de Ação Civil Pública e Ação Popular de Cuiabá, que ainda não se decidiu sobre o caso. A ação que apura a suposta fraude no TCE/MT é um dos desdobramentos da operação “Ararath”, que aponta um esquema de crimes contra o sistema financeiro nacional – e que tinha como núcleo políticos e empresários poderosos de Mato Grosso -, que pode ter movimentado R$ 500 milhões.

Além de Maggi, são réus na ação o ex-governador Silval Barbosa, o ex-presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), José Riva, o ex-conselheiro do TCE/MT, Alencar Soares (que teria efetivamente “vendido” sua vaga no órgão), seu filho, Leandro Valoes Soares, o também ex-conselheiro Humberto Bosaipo, além de Sérgio Ricardo – o principal beneficiário da suposta fraude, que ocupou o cargo de Soares. O cargo de conselheiro do Tribunal de Contas de Mato Grosso é de grande prestígio político e econômico.

Além de vitalício, o salário bruto dos membros da Corte de Contas ultrapassa os R$ 35 mil. Eles também possuem foro por prerrogativa de função e são equiparados no âmbito funcional aos desembargadores do Poder Judiciário.

 

Ler Anterior

Refém luta e atira em bandido durante roubo a clínica na Capital

Leia em seguida

José Serra e filha são denunciados por lavagem de dinheiro