Notícias de Última Hora :

SINDSPEN cobra vacinação urgente para policiais penais e servidores do sistema penitenciário

Prefeito Léo Bortolin toma posse na diretoria do consórcio nacional de compras de vacinas contra a covid

Policiais Penais protestam contra a Pec-32 em todo o Estado

Prefeito de Primavera do Leste e Secretário de Cultura de MT se solidarizam com classe artística e articulam prorrogação da Lei Aldir Blanc

Membros da Academia Mato-grossense de Letras prestigiam lançamento de livro de estudante cuiabano

Pacu entra no cardápio de restaurante internacional

Grupo São Benedito retoma lançamento imobiliário com condomínio recorde de vendas

Pesquisa aponta vitória de Edemil Saldanha(DEM) em Santo Antônio do Leste-MT

Com ampliação de horário e final de ano chegando academias começam a ter mais procura em Cuiabá

Com volta às aulas permitidas, escola de Cuiabá promove visita guiada com alunos do infantil

Após pandemia, professor aposta em pousada sustentável em Cáceres

Aumento de 35% para 40% do desconto em folha e taxas menores beneficiam aposentados e pensionistas do INSS

MDB lança Léo Bortolin à reeleição em Primavera do Leste

Fonoaudióloga alerta sobre perda da audição em crianças

Cresce em Cuiabá a procura por eletroestimulação para pacientes recuperados da Covid-19

Advogado, com orgulho! (Giroldo Filho)

Para facilitar a comunicação, empresa cuiabana doará máscaras transparentes para famílias de pessoas com perda auditiva

Por erro de cálculo, empresários pagam mais impostos do que deveriam, alerta professora da UFMT

Projeto do Deputado Estadual Thiago Silva cria a medalha Pastor Sebastião Rodrigues de Souza

Estudante de Cuiabá participa de live para arrecadar fundos para combater covid 19

sexta-feira, 23 de julho de 2021

Secretário de estado e saude , Gilberto Figueiredo , realizou sua primeira coletiva online

O secretário de Estado de Saúde, Gilberto Figueiredo, realizou sua primeira coletiva online após quarentena de 14 dias por ter contraído o coronavírus. Questionado sobre a situação caótica que Mato Grosso enfrenta, apontado inclusive como o novo epicentro da doença no Brasil, evitou encontrar “culpados”.

“Esse é um momento inconveniente para ficar buscando culpados. Culpado é o coronavírus. Ninguém no mundo estava preparado, nenhum lugar no mundo está diferente do que está acontecendo aqui”, afirmou.

Mato Grosso chegou a 26.396 casos, de acordo com o boletim epidemiológico dessa quinta-feira (9). Foram registrados 961 óbitos desde o início da pandemia, em março.

Além disso, outro dado que preocupa é a taxa de ocupação de leitos de UTI, principal demanda entre os pacientes com Covid-19, que já estão chegando com casos graves da doença aos hospitais.

Dos 244 leitos disponíveis, 240 estão ocupados. Uma taxa de 98,4%. Em outras linhas, existem apenas 4 leitos disponíveis em toda a rede estadual para pacientes da Covid-19.

“Eu sempre disse que dias piores viriam. Que a pandemia chegaria num status pior. Mato Grosso era o penúltimo estado em número de casos no país, hoje estamos numa escala ascendente em sexto ou quinto. Ainda não é a pior performance do país, mas também não é confortável. Preferíamos ser os últimos”, afirmou o secretário.

Ele também responsabiliza as pessoas que não se preocupam com a pandemia e desobedecem ao isolamento social, fazendo reuniões, festas e levando uma “vida normal”.

“Qual é a única maneira de conter o aumento da infecção? O isolamento social. São as pessoas que transportam o vírus, são elas que acabam infectando umas às outras. Nós não tivemos sucesso nisso, até agora, por isso defendo que não adianta ficar nesse ‘fecha e volta, fecha e volta’ (do comércio), sem gerar resultado prático nenhum. Defendo que nós precisamos de uma decisão mais radical para conter a doença”, disse, defendendo que a Justiça determine quarentena obrigatória por mais tempo nas principais cidades, como Cuiabá, Várzea Grande e Rondonópolis.

“Infelizmente, não conseguimos conter e não é o secretário de saúde, não é um secretário municipal, o governador ou o prefeito que consegue fazer isso. É o conjunto da população, são as ações em conjunto que não funcionaram. Tem gente entrando na Justiça para acabar com isolamento social. Façam isso e vão ver o número de casos explodirem ainda mais em Mato Grosso”, alertou.

Mais uma vez ele pede que a população colabore, usando mascaras e outras medidas de prevenção, mantendo, especialmente, o isolamento social.

“Tem que usar máscara, tem que evitar aglomeração, tem que adotar protocolo respiratório, até que a gente efetivamente tenha uma vacina. Enquanto não tiver isso, ninguém está livre. Eu ainda falei: ‘quando os óbitos começarem a ter nome, talvez as pessoas se conscientizem’. Olha o que está acontecendo. Pessoas muito próximas da gente, estamos perdendo. Praticamente famílias inteiras”, lamentou.

“Tem gente entrando na Justiça para acabar com isolamento social. Façam isso e vão ver o número de casos explodirem ainda mais em Mato Grosso”, disse

Ler Anterior

Vereadores pedem afastamento do prefeito em CPI

Leia em seguida

Camara cria CPI e investiga atendimento e vagas de UTIs para Covid em Cuiabá