Notícias de Última Hora :

SINDSPEN cobra vacinação urgente para policiais penais e servidores do sistema penitenciário

Prefeito Léo Bortolin toma posse na diretoria do consórcio nacional de compras de vacinas contra a covid

Policiais Penais protestam contra a Pec-32 em todo o Estado

Prefeito de Primavera do Leste e Secretário de Cultura de MT se solidarizam com classe artística e articulam prorrogação da Lei Aldir Blanc

Membros da Academia Mato-grossense de Letras prestigiam lançamento de livro de estudante cuiabano

Pacu entra no cardápio de restaurante internacional

Grupo São Benedito retoma lançamento imobiliário com condomínio recorde de vendas

Pesquisa aponta vitória de Edemil Saldanha(DEM) em Santo Antônio do Leste-MT

Com ampliação de horário e final de ano chegando academias começam a ter mais procura em Cuiabá

Com volta às aulas permitidas, escola de Cuiabá promove visita guiada com alunos do infantil

Após pandemia, professor aposta em pousada sustentável em Cáceres

Aumento de 35% para 40% do desconto em folha e taxas menores beneficiam aposentados e pensionistas do INSS

MDB lança Léo Bortolin à reeleição em Primavera do Leste

Fonoaudióloga alerta sobre perda da audição em crianças

Cresce em Cuiabá a procura por eletroestimulação para pacientes recuperados da Covid-19

Advogado, com orgulho! (Giroldo Filho)

Para facilitar a comunicação, empresa cuiabana doará máscaras transparentes para famílias de pessoas com perda auditiva

Por erro de cálculo, empresários pagam mais impostos do que deveriam, alerta professora da UFMT

Projeto do Deputado Estadual Thiago Silva cria a medalha Pastor Sebastião Rodrigues de Souza

Estudante de Cuiabá participa de live para arrecadar fundos para combater covid 19

quarta-feira, 14 de abril de 2021

Momento reflexão

O mundo, após essa pandemia gravíssima provocada por esse vírus extremamente mortal, o coronavírus (Sars-CoV-2), por certo não será o mesmo; não falo apenas na forma e maneira de viver, como também de pensarmos e agirmos  principalmente em relação ao próximo.

Não se trata de eufemismo e sim  realismo inconteste, em pouco mais de 4 meses nossas vidas, mudaram literalmente, deixamos de fazer coisas as quais na maioria das vezes nos eram permitidas, e mesmo assim deixamos de  fazê-lo, ou por medo, ou por receio, ou por vergonha, ou até mesmo pelo  orgulho exacerbado que existe em nós; por isso, ás vezes deixamos de dar um abraço apertado no outro, e até mesmo, dizer eu te amo ao pai, a mãe, ao irmão, ao esposo a esposa e por ai vai.

Hoje, pela necessidade e  ambiguidade nas informações, com relação a esse maldito vírus, os organismos internacionais como a Organização Mundial da Saúde (OMS), assim como  o Ministério da Saúde; usaram de algumas  medidas acertadas e infelizmente,  outras não,  não estou aqui para julgar, o enfoque do tema proposto que desemboca nessa situação.

Uma das poucas medidas usada em todo o mundo de forma linear e que foi  imprescindível, o distanciamento de pelo menos um metro do nosso semelhante, dessa forma, acabou impossibilitando toques, afagos,  e cumprimentos e por ai vai.

Esse mesmo distanciamento, nos afastou das pessoas que mais amamos, criando assim, uma barreira natural pela importância em minimizar a propagação desse maldito vírus, perigoso e mortal.

Hoje, as redes sociais tem papel singular em nossas vidas, tanto para propagar o bem como o mal, a mesma, tanto pode ajudar, como pode  destruir pessoas e reputações.

Vamos usar essa ferramenta tão importante como propagadora do bem, e levar as pessoas um mínimo de conforto e compreensão dos fatos, pelos momentos tão angustiantes e complicados que vivemos hoje, em função dessa pandemia que acabou nos afastando do convívio social.

Recentemente, recebi via  Whatsapp um vídeo no qual aparece uma rocha  enorme e resistente em formato retangular, e alguns homens utilizando uma marreta iniciam um processo de   derrubada, que num primeiro momento parecia impossível.

Visualmente, aquela tentativa de derrubada por certo não iria  acontecer, pelo tamanho e resistência da mesma, porém Deus, em sua infinita bondade criou-nos, sua imagem e semelhança dotando-nos  de inteligência.

Eles utilizaram de uma técnica, para que pudessem enfraquecer a estrutura da rocha, e assim derrubá-la como de fato  aconteceu.

Esse, é apenas um dos muitos exemplos de superação em nossas vidas, quer queiramos quer não, sempre irão surgir em nossos caminhos obstáculos, que parecerão  intransponíveis, porém a nossa fé inabalável em Deus e nossa determinação, nos tornam fortes e persistentes.

Mas que quebrar uma rocha resistente e compacta como aquela do vídeo, é conseguir quebrar paradigmas, e só conseguiremos  isso   pela fé e determinação, principalmente  alguém como eu, que não tenho medo e nem tão pouco rabo preso com ninguém, portanto posso externar meus pensamentos e sentimentos, sempre assinando meu nome e minha modesta formação acadêmica.

Falo isso, pois algumas vezes recebemos críticas, que são bem vindas e aceitáveis, pois ajuda na construção do nosso modesto trabalho, porém existem algumas estereotipadas, e com viés político partidário e pessoalizado usando pseudónimo, ai não acrescenta nada, além de ser chato e deselegante esse tipo de atitude, mesquinha e vil.

Pare o mundo, quero descer!

Professor Licio Antonio Malheiros é geógrafo

Ler Anterior

Com 40 novos leitos, Cuiabá zera fila de UTI para pacientes da COVID-19

Leia em seguida

TSE determina que eleição suplementar ao Senado seja realizada junto com a municipal