Notícias de Última Hora :

Membros da Academia Mato-grossense de Letras prestigiam lançamento de livro de estudante cuiabano

Pacu entra no cardápio de restaurante internacional

Grupo São Benedito retoma lançamento imobiliário com condomínio recorde de vendas

Pesquisa aponta vitória de Edemil Saldanha(DEM) em Santo Antônio do Leste-MT

Com ampliação de horário e final de ano chegando academias começam a ter mais procura em Cuiabá

Com volta às aulas permitidas, escola de Cuiabá promove visita guiada com alunos do infantil

Após pandemia, professor aposta em pousada sustentável em Cáceres

Aumento de 35% para 40% do desconto em folha e taxas menores beneficiam aposentados e pensionistas do INSS

MDB lança Léo Bortolin à reeleição em Primavera do Leste

Fonoaudióloga alerta sobre perda da audição em crianças

Cresce em Cuiabá a procura por eletroestimulação para pacientes recuperados da Covid-19

Advogado, com orgulho! (Giroldo Filho)

Para facilitar a comunicação, empresa cuiabana doará máscaras transparentes para famílias de pessoas com perda auditiva

Por erro de cálculo, empresários pagam mais impostos do que deveriam, alerta professora da UFMT

Projeto do Deputado Estadual Thiago Silva cria a medalha Pastor Sebastião Rodrigues de Souza

Estudante de Cuiabá participa de live para arrecadar fundos para combater covid 19

Estado atende deputado Thiago e entrega 2 ambulâncias para Rondonópolis

Perda auditiva não tratada gera mais gastos com a saúde, diz pesquisa

Empresa de aparelhos auditivos faz atendimento humanizado a pacientes

Um baile de máscaras em meio à pandemia

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2021

Secretário cobra desprendimento de Fávaro e Pivetta para Paiaguás manter unidade em MT

 

Considerado o braço-direito do governador Mauro Mendes (DEM), o secretário-chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho, defendeu que o vice-governador, Otaviano Pivetta (PDT), o senador interino Carlos Fávero (PSD) e o ex-governador Júlio Campos (DEM) entrem em consenso na disputa ao Senado que acontecerá em novembro em Mato Grosso. Segundo ele, a decisão vai exigir “muito desprendimento” dos três pré-candidatos que disputam o apoio do governador Mauro Mendes (DEM).

“Eu gostaria que tivesse um candidato só representando esse grupo político, que pode ser qualquer um dos três. Vamos ver se isso é possível. Tem que ter muito desprendimento para uma decisão dessa. Caso contrário, vamos respeitar a vontade de cada um do grupo político e logicamente a campanha segue normalmente”, disparou.

Filiado do Democratas, Carvalho explicou que a situação embaraçosa deve ser finalmente pacificada pela direção executiva nos próximos dias. O embate vem sendo arrastado desde março, quando Campos, Fávaro, Pivetta ingressaram na disputa pela cadeira da juíza aposentada Selma Arruda (Podemos), que teve o mandato cassado por crimes eleitorais.

A situação deixou o governador em cima de muro e desde então o chefe do Executivo tem adotado uma postura neutra, sem se manifestar publicamente sobre um possível apoio. A eleição foi adiada por conta da pandemia da Covid-19 e as conversas voltaram a ganhar força com uma nova estrutura.

Com a confirmação da eleição em conjunto com o pleito municipal, o ex-governador declinou da disputa e passou a assumir a primeira suplência do ex-deputado federal Nilson Leitão (PSDB) na disputa ao senado. O tucano tem apoio de parte do grupo que está sendo liderado pelo senador Jayme Campos (DEM) e do deputado estadual Dilmar Dal’Bosco (DEM) e também exigem o governador no palanque.

Diante do empasse, Carvalho garante que as articulações se afunilam para um consenso nos bastidores. “Na política tudo é possível. Já enfrentei convenções de governador que você entra como candidato a vice e sai com outro. As negociações estão em plenamente e partir daí o DEM vai tomar uma decisão definitiva em relação ao Senado, concluiu

Ler Anterior

Incêndio coloca em risco um dos mais ricos e frágeis biomas do planeta

Leia em seguida

Laudo descarta tiro acidental e confirma que disparo ocorreu 30 cm do rosto