Notícias de Última Hora :

Experiência única de recreação e entretenimento: Conheça o Escape60′

Fotógrafo vem a MT para ensaios que levantam autoestima de mulheres

Aparelho auditivo com “modo máscara” é alternativa que possibilita a comunicação com a proteção facial

Professora da UFMT recebe moção de aplausos em homenagem ao Dia do Contador

Escape 60′ oferece desconto para confraternização corporativa de fim de ano

Jogo de fuga cercado de desafios, mistérios e adrenalina: conheça o Escape60′

Feira gratuita ajuda jovens a cursarem faculdades fora do país

Municípios precisam de representatividade na Assembleia Legislativa

Dia do Estudante tem programação especial em escola de Cuiabá

Justiça reconhece que concessionária não é responsável solidária em processo de indenização por defeito de carro

SINDSPEN cobra vacinação urgente para policiais penais e servidores do sistema penitenciário

Prefeito Léo Bortolin toma posse na diretoria do consórcio nacional de compras de vacinas contra a covid

Policiais Penais protestam contra a Pec-32 em todo o Estado

Prefeito de Primavera do Leste e Secretário de Cultura de MT se solidarizam com classe artística e articulam prorrogação da Lei Aldir Blanc

Membros da Academia Mato-grossense de Letras prestigiam lançamento de livro de estudante cuiabano

Pacu entra no cardápio de restaurante internacional

Grupo São Benedito retoma lançamento imobiliário com condomínio recorde de vendas

Pesquisa aponta vitória de Edemil Saldanha(DEM) em Santo Antônio do Leste-MT

Com ampliação de horário e final de ano chegando academias começam a ter mais procura em Cuiabá

Com volta às aulas permitidas, escola de Cuiabá promove visita guiada com alunos do infantil

quarta-feira, 20 de outubro de 2021

Prefeitura abre campanha e pede para população evitar “dar esmolas à moradores de rua”

Opiniões se dividem nas redes sociais após a Prefeitura de Sorriso (420 km de Cuiabá) criar uma campanha inusitada, pedindo que a população não dê esmolas para as pessoas em situação de rua.

A orientação da prefeitura é que as pessoas encaminhem os vúlneráveis para o Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) para a realização deste atendimento.

Ver uma pessoa pedindo dinheiro no semáforo, expondo a fome ou outras necessidades tão básicas, dá um aperto no coração, não é? De repente, você se lembra de quão farta é sua mesa, e num impulso de empatia, você resolve ver quanto tem no bolso para ajudar.

“Ver uma pessoa pedindo dinheiro no semáforo, expondo a fome ou outras necessidades tão básicas, dá um aperto no coração, não é? De repente, você se lembra de quão farta é sua mesa, e num impulso de empatia, você resolve ver quanto tem no bolso para ajudar imediatamente aquela pessoa”, diz trecho da campanha.

Segundo a prefeitura, dar dinheiro para essas pessoas pode impedir “que a pessoa saia da situação de rua e passe a ser protagonista de uma nova forma de vida”. A ideia é encaminhar para atendimento que inclui psicólogo, médico e assistente social.

De janeiro a junho foram atendidas 373 pessoas pela campanha, das quais 251 eram de outras cidades e estados. Destes, 88 decidiram voltar para a terra natal e ganharam passagem para casa.

Além de encaminhar essas pessoas para a sede do Creas, localizada na rua Otávio de Souza Cruz, 275, é possível conseguir mais informações e também apoio pelos telefones (66) 3544-9683, (66) 3545-1577 ou pelo Disque 100.

Ler Anterior

Sonho da casa própria supera pandemia

Leia em seguida

Liga Nacional de Futsal começa neste sábado, com etapa regionalizada