Notícias de Última Hora :

SINDSPEN cobra vacinação urgente para policiais penais e servidores do sistema penitenciário

Prefeito Léo Bortolin toma posse na diretoria do consórcio nacional de compras de vacinas contra a covid

Policiais Penais protestam contra a Pec-32 em todo o Estado

Prefeito de Primavera do Leste e Secretário de Cultura de MT se solidarizam com classe artística e articulam prorrogação da Lei Aldir Blanc

Membros da Academia Mato-grossense de Letras prestigiam lançamento de livro de estudante cuiabano

Pacu entra no cardápio de restaurante internacional

Grupo São Benedito retoma lançamento imobiliário com condomínio recorde de vendas

Pesquisa aponta vitória de Edemil Saldanha(DEM) em Santo Antônio do Leste-MT

Com ampliação de horário e final de ano chegando academias começam a ter mais procura em Cuiabá

Com volta às aulas permitidas, escola de Cuiabá promove visita guiada com alunos do infantil

Após pandemia, professor aposta em pousada sustentável em Cáceres

Aumento de 35% para 40% do desconto em folha e taxas menores beneficiam aposentados e pensionistas do INSS

MDB lança Léo Bortolin à reeleição em Primavera do Leste

Fonoaudióloga alerta sobre perda da audição em crianças

Cresce em Cuiabá a procura por eletroestimulação para pacientes recuperados da Covid-19

Advogado, com orgulho! (Giroldo Filho)

Para facilitar a comunicação, empresa cuiabana doará máscaras transparentes para famílias de pessoas com perda auditiva

Por erro de cálculo, empresários pagam mais impostos do que deveriam, alerta professora da UFMT

Projeto do Deputado Estadual Thiago Silva cria a medalha Pastor Sebastião Rodrigues de Souza

Estudante de Cuiabá participa de live para arrecadar fundos para combater covid 19

sexta-feira, 23 de julho de 2021

Doria justifica reforma administrativa: ‘Proteger os pobres’

Coletiva de imprensa sobre Coronavírus Governador do Estado de São Paulo, João Doria, durante Coletiva de imprensa sobre Coronavírus Local: São PauloSP. Data: 08�42020 Foto: Governo do Estado de São Paulo

DO TERRA NOTICIAS

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), voltou a defender a reforma administrativa enviada pelo Executivo à Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp). Em vídeo divulgado neste sábado, 22, no Twitter, Doria disse que são “os mais pobres que precisam da proteção” no projeto de modernização administrativa, que vem recebendo críticas.

 

“Não tenho compromisso com desleixo e com populismo. Eu me elegi com discurso liberal, com discurso de atender aos mais pobres e mais humildes. Não nos falta coragem para defender a maioria e a maioria é o povo simples e humilde desse Estado”, disse Doria. O pacote fiscal foi anunciado como resposta à previsão de déficit bilionário nas contas públicas em 2021.

Na publicação, o governador disse que a modernização administrativa “é fundamental para garantir saúde, educação, proteção social e segurança pública”. “Façam um reflexão. Pensem naqueles que não têm o que nós temos. Avaliem se é justo negar a essas pessoas o direito de viver. Avaliem se é correto em momento de uma pandemia garantir privilégios”, afirmou Doria, em um recado aos parlamentares estaduais.

O pacote de ajuste fiscal de Doria também propõe a extinção de entidades como a Fundação para o Remédio Público (Furp), maior fabricante pública de remédios do País, o Instituto de Terras do Estado de São Paulo (Itesp), Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos (EMTU), e outras sete. Uma das propostas é cortar linearmente 20% dos benefícios fiscais concedidos no ICMS.

Um dos dispositivos determina ainda o repasse de superávits financeiros de autarquias e fundações ao Tesouro estadual. Essa proposta foi uma das mais contestadas na Alesp, ao lado de algumas proposições de privatizações. O Conselho Superior da Fundação de Amparo à Pesquisa de São Paulo (Fapesp) divulgou uma nota na quarta-feira, 19, em que critica a proposta, classificando como “erro técnico” o tratamento dos superávits como “sobra” de dinheiro.

Em entrevista à Rádio Eldorado na quinta-feira, 20, Doria afirmou que a reforma não paralisaria nenhuma pesquisa. “A reforma administrativa continua respeitando a autonomia das universidades. Mantém a vinculação entre os recursos do ICMS e as instituições, todas elas, inclusive a Fapesp”, disse.

O rombo orçamentário previsto para 2021 é de R$ 10,4 bilhões, e o governo estadual prevê economizar R$ 8,8 bilhões caso o pacote de ajuste fiscal seja aprovado sem alterações na Alesp. Deputados estaduais já apresentaram 57 emendas, inclusive com a intenção de impedir o fim de fundações, institutos e estatais.

Fonte        https://www.terra.com.br/noticias/brasil/politica/doria-justifica-reforma-administrativa-proteger-os-pobres,6ba2d470eb2f58dbb65f98487f9ce4d1dcso8zps.html

Ler Anterior

Maiara vai à live de Fernando, tenta se esconder, mas é fotografada

Leia em seguida

Chapada Padece Por Não Priorizar Sua Vocação Econômica