Notícias de Última Hora :

Após pandemia, professor aposta em pousada sustentável em Cáceres

Aumento de 35% para 40% do desconto em folha e taxas menores beneficiam aposentados e pensionistas do INSS

MDB lança Léo Bortolin à reeleição em Primavera do Leste

Fonoaudióloga alerta sobre perda da audição em crianças

Cresce em Cuiabá a procura por eletroestimulação para pacientes recuperados da Covid-19

Advogado, com orgulho! (Giroldo Filho)

Para facilitar a comunicação, empresa cuiabana doará máscaras transparentes para famílias de pessoas com perda auditiva

Por erro de cálculo, empresários pagam mais impostos do que deveriam, alerta professora da UFMT

Projeto do Deputado Estadual Thiago Silva cria a medalha Pastor Sebastião Rodrigues de Souza

Estudante de Cuiabá participa de live para arrecadar fundos para combater covid 19

Estado atende deputado Thiago e entrega 2 ambulâncias para Rondonópolis

Perda auditiva não tratada gera mais gastos com a saúde, diz pesquisa

Empresa de aparelhos auditivos faz atendimento humanizado a pacientes

Um baile de máscaras em meio à pandemia

Empresa de aparelhos auditivos atende pacientes em domicílio durante pandemia

Alunos do Colégio Salesiano São Gonçalo podem acompanhar aulas pela internet

Fonoaudióloga de Cuiabá alerta sobre limpeza de aparelhos auditivos no período de pandemia

O mundo é machista, mas quem mandam são elas

Gêmeos de Cuiabá são aprovados em três universidades federais

Cuiabanos garantem vagas em universidades federais de todo o país

terça-feira, 29 de setembro de 2020

Cresce em Cuiabá a procura por eletroestimulação para pacientes recuperados da Covid-19

A reabilitação cardiopulmonar em pacientes que que se recuperaram da Covid-19 é essencial para diminuir as sequelas provocadas pelo vírus. Em Cuiabá, a procura por Eletroestimulação Muscular (EMS) tem sido uma alternativa adotada principalmente por pessoas que encararam a forma mais grave da doença, isto é, com internação na UTI.

De acordo com a médica Mariana Suzuki, a fraqueza muscular adquirida na UTI é uma complicação que atinge de 30% a 60% dos pacientes e por isso a eletroestimulação é uma alternativa eficaz para restabelecer a qualidade de vida desse paciente. “Os efeitos maléficos provocados pela Covid-19 levam um longo prazo para desaparecerem. E a eletroestimulação dos músculos é uma forma de ativação muscular feita por meio de impulsos elétricos que estimulam o sistema nervoso periférico, com resultados comprovados cientificamente”, destaca a profissional. Ela ressalta ainda que mesmo as pessoas que não ficaram hospitalizadas, mas que deixaram suas atividades diárias para o tratamento da doença, são indicadas para as sessões de eletroestimulação.

A eletroestimulação muscular faz uma ativação muscular por meio de um impulso elétrico que acaba gerando fortalecimento do músculo de todas as regiões onde são colocados os elétrodos. “A procura cresceu muito nos últimos 30 dias. O tratamento muda de paciente para paciente, por isso, para cada pessoa há exercícios diferentes a serem feitos, respeitando a limitação de cada um”, explica a fisioterapeuta responsável, Andrieli Gregório. As sessões tem em média de 20 a 25 minutos de duração cada e podem ser feitas de um a três vezes na semana. “Há pacientes realizando apenas uma vez a cada sete dias e apresentando resultados excelentes”, afirma a fisioterapeuta.

Além da reabilitação da musculatura, melhora a capacidade pulmonar, a flexibilidade e agilidade do corpo. Estudos da Universidade de Bayreuth, na Alemanha, mostraram que o uso da técnica promoveu uma diminuição das queixas em 88,7% das dores das costas dos participantes, com um alívio significativo de 38,8% dos casos. Outro destaque foi à redução das queixas de incontinência urinária em 64,7% dos registros. “São benefícios que vão além das complicações do novo coronavírus”, diz a responsável pela aplicação da técnica.

Funcionamento

O paciente veste uma roupa adequada, com acessórios de braços, pernas, glúteos e coletes que são conectados a elétrodos e cabos para condução do estimulo elétrico.  A musculatura, inclusive a mais profunda, é estimulada por impulsos elétricos, permitindo trabalhar grupos musculares específicos.

Em Cuiabá, a tecnologia está disponível na Clínica Espaço Sullege Suzuki, localizada na rua João Bento, 170 – Quilombo. Telefone para mais informações e agendamento é (65) 3023-3706 ou (65) 99231-3366 (whats).

0 Reviews

Write a Review

Ler Anterior

A nossa Cuiabá, pós-pandemia

Leia em seguida

Cadeia em MT passa por desinfecção