Notícias de Última Hora :

Justiça reconhece que concessionária não é responsável solidária em processo de indenização por defeito de carro

SINDSPEN cobra vacinação urgente para policiais penais e servidores do sistema penitenciário

Prefeito Léo Bortolin toma posse na diretoria do consórcio nacional de compras de vacinas contra a covid

Policiais Penais protestam contra a Pec-32 em todo o Estado

Prefeito de Primavera do Leste e Secretário de Cultura de MT se solidarizam com classe artística e articulam prorrogação da Lei Aldir Blanc

Membros da Academia Mato-grossense de Letras prestigiam lançamento de livro de estudante cuiabano

Pacu entra no cardápio de restaurante internacional

Grupo São Benedito retoma lançamento imobiliário com condomínio recorde de vendas

Pesquisa aponta vitória de Edemil Saldanha(DEM) em Santo Antônio do Leste-MT

Com ampliação de horário e final de ano chegando academias começam a ter mais procura em Cuiabá

Com volta às aulas permitidas, escola de Cuiabá promove visita guiada com alunos do infantil

Após pandemia, professor aposta em pousada sustentável em Cáceres

Aumento de 35% para 40% do desconto em folha e taxas menores beneficiam aposentados e pensionistas do INSS

MDB lança Léo Bortolin à reeleição em Primavera do Leste

Fonoaudióloga alerta sobre perda da audição em crianças

Cresce em Cuiabá a procura por eletroestimulação para pacientes recuperados da Covid-19

Advogado, com orgulho! (Giroldo Filho)

Para facilitar a comunicação, empresa cuiabana doará máscaras transparentes para famílias de pessoas com perda auditiva

Por erro de cálculo, empresários pagam mais impostos do que deveriam, alerta professora da UFMT

Projeto do Deputado Estadual Thiago Silva cria a medalha Pastor Sebastião Rodrigues de Souza

domingo, 1 de agosto de 2021

Servidores realizam carreata contra o governador Mauro Mendes

Servidores da educação realizam uma carreata na manhã desta terça-feira (15) contra o governador Mauro Mendes (DEM). Na pauta, o congelamento dos salários e o direito à eleição dos diretores das escolas. Os professores e funcionários saíram do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) e passaram pelo Palácio Paiaguás, Ministério Público do Estado (MPE) e Tribunal de Contas do Estado (MPE).

“O governo do estado de Mato Grosso é aquele que busca precarizar a carreira dos trabalhadores da educação para precarizar o serviço público e não respeitar aquilo que foi conquistado à duras penas”, afirmou o presidente do Sindicato dos Trabalhadores do Ensino Público (Sintep), Valdeir Pereira.

Um dos pontos de polêmica entre a categoria e o governo é a escolha dos diretores de escolas, que desde a década de 1990 era feita por eleições nas comunidades escolares, que foram adiadas pela atual gestão e agora suspensas, com substituição por processo seletivo para diretores.

Outra questão que foi alvo de buzinação, inclusive em frente à Assembleia Legislativa foi o cumprimento da lei 510/2013, aprovado no governo de Silval Barbosa, que previa a dobra do poder de compra, ou seja, o aumento dos salários acima da inflação, mas que não foi cumprido em 2019 e 2020.

“Sabemos do limite da pandemia, sabemos que se fosse outro contexto, os trabalhadores estariam mobilizados e quiçá estariam em uma segunda greve. Mas não podemos descansar um minuto sequer contra o governo do estado”, argumentou o presidente do Sintep.

De acordo com Pereira, a categoria também é contra o retorno das aulas presenciais. “Qualquer retomada às atividades às aulas presenciais é um risco para as nossas crianças. Entendemos a necessidade de interação com os nossos estudantes, mas não da forma como vem acontecendo, que tem excluído parcela dos nossos alunos”.

THALYTA AMARAL
Gazeta Digital

Ler Anterior

Governo MT investe R$ 150 milhões nas escolas

Leia em seguida

Thiago Silva se reúne com aprovados nos concursos na área de segurança e cobra convocação