Notícias de Última Hora :

Membros da Academia Mato-grossense de Letras prestigiam lançamento de livro de estudante cuiabano

Pacu entra no cardápio de restaurante internacional

Grupo São Benedito retoma lançamento imobiliário com condomínio recorde de vendas

Pesquisa aponta vitória de Edemil Saldanha(DEM) em Santo Antônio do Leste-MT

Com ampliação de horário e final de ano chegando academias começam a ter mais procura em Cuiabá

Com volta às aulas permitidas, escola de Cuiabá promove visita guiada com alunos do infantil

Após pandemia, professor aposta em pousada sustentável em Cáceres

Aumento de 35% para 40% do desconto em folha e taxas menores beneficiam aposentados e pensionistas do INSS

MDB lança Léo Bortolin à reeleição em Primavera do Leste

Fonoaudióloga alerta sobre perda da audição em crianças

Cresce em Cuiabá a procura por eletroestimulação para pacientes recuperados da Covid-19

Advogado, com orgulho! (Giroldo Filho)

Para facilitar a comunicação, empresa cuiabana doará máscaras transparentes para famílias de pessoas com perda auditiva

Por erro de cálculo, empresários pagam mais impostos do que deveriam, alerta professora da UFMT

Projeto do Deputado Estadual Thiago Silva cria a medalha Pastor Sebastião Rodrigues de Souza

Estudante de Cuiabá participa de live para arrecadar fundos para combater covid 19

Estado atende deputado Thiago e entrega 2 ambulâncias para Rondonópolis

Perda auditiva não tratada gera mais gastos com a saúde, diz pesquisa

Empresa de aparelhos auditivos faz atendimento humanizado a pacientes

Um baile de máscaras em meio à pandemia

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2021

Se eleito, Abílio diz que vai extinguir 11 secretarias e 3 mil cargos

Candidato a prefeito de Cuiabá pelo Podemos, o vereador Abílio Júnior afirmou que um de seus principais projetos como chefe do Executivo, se eleito, será diminuir o número de secretarias e de cargos comissionados na administração pública.

De acordo com Abílio, a ideia é cortar pela metade o número de pastas existentes atualmente, passando de 22 para 11. O plano de governo elaborado por ele e seu vice, o vereador Felipe Wellaton (Cidadania), ainda prevê a extinção de 3 mil cargos comissionados.

“Queremos juntar várias secretarias que têm temáticas semelhantes e que a gente percebe que acabam não comunicando umas com as outras, para transformá-las em pastas mais completas, no sentido de que ela planeja e ela executa, dando mais autonomia e diminuindo o número de secretários e cargos”, explicou na live do MidiaNews nesta sexta-feira (25).

“Cada secretaria dessas tem um departamento de apoio financeiro, de assistência… Várias coisas vão diminuir. Não só secretarias, mas muita gente”, completou.

Segundo Abílio, as secretarias dos 300 anos – “que já devia ter acabado” – e de Comunicação são duas pastas que estão “na sua mira”.

“Vamos juntar umas quatro ou cinco secretarias e criar a [Pasta] de Direitos Humanos e Assistência Social. Juntar as secretarias de Serviços Urbanos e de Obras e fazer uma só. Pegar a Secretaria de Meio Ambiente e juntar com a de Planejamento, de Urbanismo”, exemplificou.

 

Propostas

Conforme Abílio, seu plano de governo terá mais de 200 propostas. Ele afirmou que, apesar da maioria delas estar ligada às áreas de Saúde e Educação, há planos voltados também para a construção civil e a desburocratização da Prefeitura.

Uma das propostas, segundo ele, é promover a concessão dos espaços públicos. “A prefeitura pode ceder o espaço, a pessoa paga uma outorga e faz o que quiser no local, respeitando, é claro, as normativas ambientais que estarão colocadas na questão da concessão”, explicou.

O candidato ainda defende a simplificação do processo de construção na Capital, com a expedição de alvarás automáticos, por exemplo, e menos interferência da administração municipal sobre obras privadas.

“A Prefeitura tem que parar de interferir no direito à propriedade, parar de querer dizer, por exemplo, quantas vagas de estacionamento tem que ter no terreno de um proprietário. Não é competência da Prefeitura determinar isso, falar como tem que ser a construção da casa dele. Não tem que se meter nessas coisas”, defendeu.

Os processos de documentação – como alvarás de funcionamento e registro de obras e empresas, por exemplo – também constam no plano de governo de Abílio.

“Dá para fazer tudo pelo celular, não tem que ficar indo na Prefeitura para tomar ‘chá de cadeira’”, disse.

Fonte = Lislaine dos anjos Midia News

 

Ler Anterior

Deputado é filmado beijando seios de mulher em sessão

Leia em seguida

Senai doa mil máscaras para brigadistas que combatem fogo no Pantanal