Notícias de Última Hora :

Membros da Academia Mato-grossense de Letras prestigiam lançamento de livro de estudante cuiabano

Pacu entra no cardápio de restaurante internacional

Grupo São Benedito retoma lançamento imobiliário com condomínio recorde de vendas

Pesquisa aponta vitória de Edemil Saldanha(DEM) em Santo Antônio do Leste-MT

Com ampliação de horário e final de ano chegando academias começam a ter mais procura em Cuiabá

Com volta às aulas permitidas, escola de Cuiabá promove visita guiada com alunos do infantil

Após pandemia, professor aposta em pousada sustentável em Cáceres

Aumento de 35% para 40% do desconto em folha e taxas menores beneficiam aposentados e pensionistas do INSS

MDB lança Léo Bortolin à reeleição em Primavera do Leste

Fonoaudióloga alerta sobre perda da audição em crianças

Cresce em Cuiabá a procura por eletroestimulação para pacientes recuperados da Covid-19

Advogado, com orgulho! (Giroldo Filho)

Para facilitar a comunicação, empresa cuiabana doará máscaras transparentes para famílias de pessoas com perda auditiva

Por erro de cálculo, empresários pagam mais impostos do que deveriam, alerta professora da UFMT

Projeto do Deputado Estadual Thiago Silva cria a medalha Pastor Sebastião Rodrigues de Souza

Estudante de Cuiabá participa de live para arrecadar fundos para combater covid 19

Estado atende deputado Thiago e entrega 2 ambulâncias para Rondonópolis

Perda auditiva não tratada gera mais gastos com a saúde, diz pesquisa

Empresa de aparelhos auditivos faz atendimento humanizado a pacientes

Um baile de máscaras em meio à pandemia

sexta-feira, 5 de março de 2021

Botelho vê despreparo de PMs que mataram jovem em Chapada

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Eduardo Botelho (DEM), utilizou as redes sociais para repudiar a morte do jovem Jonathan da Silva Rosário, de 23 anos, que foi alvejado por policiais militares, na madrugada desta quinta-feira (1), em Chapada dos Guimarães  (a 65 km de Cuiabá).

Em um vídeo de pouco mais de um minuto, o parlamentar afirmou que a ação demonstrou nitidamente o despreparado de alguns militares. “Não podemos aceitar atitudes como essa de Chapada. A imagem mostra claramente o crime cometido pelo policial contra um filho de um trabalhador rural, um cara da roça. [Isso] mostra claramente o despreparo da polícia”, criticou.

Indignado, Botelho segue dizendo que tem feitos elogios à atuação da PM em Mato Grosso. Porém, afirma que o Estado não pode permitir que situações “isoladas” manchem a imagem da instituição. “A Polícia Militar tem sido eficientíssima, já fiz até elogios ao secretário e ao comandante. A Polícia Militar tem sido uma das melhores do Brasil, mas esses caras tem que ser eliminados para manter o nome da PM”, complementou.

Por fim, o chefe do legislativo pontua que vai encaminhar um requerimento ao secretário de Segurança Pública, Alexandre Bustamante, e ao Comandante da PM, Coronel Assis, cobrando providências sobre os militares que efetuaram os disparos. “Estou encaminhando para o secretário de segurança pública e para o comandante da Polícia Militar para que tome providências porque nós não podemos aceitar que mate um filho que poderia ser seu ou de qualquer um naquela situação”, concluiu.

TIROS EM CHAPADA

Jonathan da Silva Rosário, de 23 anos, foi morto pela polícia tiros enquanto quando voltava da casa da namorada, na região central da cidade serrana. Imagens de câmeras de segurança mostram o momento em que o jovem é surpreendido pelos polícias militares ainda na moto, que estava em alta velocidade.

Segundos antes ao disparo, um dos militares já apontava a arma ao rapaz. Após ser atingido a vítima ainda seguiu na moto até sair do campo de visão da câmera. Os policiais responsáveis pela ação afirmaram que Jonathan fazia manobras com a moto e não obedeceu a ordem de parada e que, por isso, atiraram.

O tiro acertou a coxa direita do jovem, próximo da virilha. Jonathan foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas chegou no hospital da cidade já sem vida.

Em nota, a Polícia Militar informou que a Corregedoria Geral está acompanhando o caso e que será instaurado Inquérito Policial Militar (IPM) para apurar a conduta dos policiais.

Ler Anterior

Hospital Municipal de Cuiabá marca o começo da virada de página na saúde pública na capital

Leia em seguida

MT registra 21 invasões a terras indígenas e 3 homicídios em 2019, diz relatório