Notícias de Última Hora :

Pacu entra no cardápio de restaurante internacional

Grupo São Benedito retoma lançamento imobiliário com condomínio recorde de vendas

Pesquisa aponta vitória de Edemil Saldanha(DEM) em Santo Antônio do Leste-MT

Com ampliação de horário e final de ano chegando academias começam a ter mais procura em Cuiabá

Com volta às aulas permitidas, escola de Cuiabá promove visita guiada com alunos do infantil

Após pandemia, professor aposta em pousada sustentável em Cáceres

Aumento de 35% para 40% do desconto em folha e taxas menores beneficiam aposentados e pensionistas do INSS

MDB lança Léo Bortolin à reeleição em Primavera do Leste

Fonoaudióloga alerta sobre perda da audição em crianças

Cresce em Cuiabá a procura por eletroestimulação para pacientes recuperados da Covid-19

Advogado, com orgulho! (Giroldo Filho)

Para facilitar a comunicação, empresa cuiabana doará máscaras transparentes para famílias de pessoas com perda auditiva

Por erro de cálculo, empresários pagam mais impostos do que deveriam, alerta professora da UFMT

Projeto do Deputado Estadual Thiago Silva cria a medalha Pastor Sebastião Rodrigues de Souza

Estudante de Cuiabá participa de live para arrecadar fundos para combater covid 19

Estado atende deputado Thiago e entrega 2 ambulâncias para Rondonópolis

Perda auditiva não tratada gera mais gastos com a saúde, diz pesquisa

Empresa de aparelhos auditivos faz atendimento humanizado a pacientes

Um baile de máscaras em meio à pandemia

Empresa de aparelhos auditivos atende pacientes em domicílio durante pandemia

quarta-feira, 2 de dezembro de 2020

Ledur tenta promoção para capitã; morte de Rodrigo completa 4 anos neste mês

A tenente Izadora Ledur, que responde pela morte do aluno Rodrigo Claro, ocorrida no dia 15 de novembro de 2016, tenta promoção na carreira dentro do Corpo de Bombeiros.

Mesmo após o Ministério Público Estadual se manifestar, em 23 de outubro, por sua condenação e exclusão da corporação pela morte de Rodrigo, o nome da tenente aparece no novo processo de promoção aberto pela instituição.

Ledur pode alcançar cargo de capitã. Segundo boletim da corporação, a tenente está inclusive dispensada da inspeção de saúde, aos quais os outros oficiais devem passar para conseguir a promoção.

A dispensa ocorre pelo fato de que a última inspeção feita pela tenente ainda está válida. Com isso, Ledur segue para as próximas fases da promoção, que é a do teste físico e, depois, a de análise do conceito moral.

Além de responder pela morte de Rodrigo, ela ainda enfrenta outra acusação de tortura. Em setembro, a Corregedoria do Corpo de Bombeiros concluiu Inquérito Policial Militar apontando que ela praticou crime militar em suposta tortura ao aluno Maurício Santos, durante o 15º curso de Formação do Corpo de Bombeiros.

Em relação ao caso de Rodrigo, será analisado pela Justiça o pedido do promotor Paulo Henrique Amaral Motta, que requer a condenação de Ledur pelo crime. A Justiça define ainda sobre a perda do posto e da patente de oficial e exclusão das fileiras da corporação.

Morte

Neste mês completa 4 anos da morte de Rodrigo. O julgamento do caso acontece por designação do juiz Marcos Faleiros, da 11ª Vara Criminal Especializada da Justiça Militar de Cuiabá, no dia 27 de janeiro de 2021.

Conforme denúncia do Ministério Público, o aluno era alvo constante das torturas, que resultaram na morte.

Rodrigo sofria “caldos”, sessões de afogamento e era perseguido pela tenente. A denúncia revela ainda que Ledur usava da autoridade, causando sofrimento físico e mental como forma de aplicar castigo pessoal.

0 Reviews

Write a Review

Ler Anterior

Vídeo flagra nuvem “apocalíptica” antes de tempestade em Cáceres

Leia em seguida

Ep diz que sua liderança nunca esteve ameaçada em pesquisas internas