Notícias de Última Hora :

Justiça reconhece que concessionária não é responsável solidária em processo de indenização por defeito de carro

SINDSPEN cobra vacinação urgente para policiais penais e servidores do sistema penitenciário

Prefeito Léo Bortolin toma posse na diretoria do consórcio nacional de compras de vacinas contra a covid

Policiais Penais protestam contra a Pec-32 em todo o Estado

Prefeito de Primavera do Leste e Secretário de Cultura de MT se solidarizam com classe artística e articulam prorrogação da Lei Aldir Blanc

Membros da Academia Mato-grossense de Letras prestigiam lançamento de livro de estudante cuiabano

Pacu entra no cardápio de restaurante internacional

Grupo São Benedito retoma lançamento imobiliário com condomínio recorde de vendas

Pesquisa aponta vitória de Edemil Saldanha(DEM) em Santo Antônio do Leste-MT

Com ampliação de horário e final de ano chegando academias começam a ter mais procura em Cuiabá

Com volta às aulas permitidas, escola de Cuiabá promove visita guiada com alunos do infantil

Após pandemia, professor aposta em pousada sustentável em Cáceres

Aumento de 35% para 40% do desconto em folha e taxas menores beneficiam aposentados e pensionistas do INSS

MDB lança Léo Bortolin à reeleição em Primavera do Leste

Fonoaudióloga alerta sobre perda da audição em crianças

Cresce em Cuiabá a procura por eletroestimulação para pacientes recuperados da Covid-19

Advogado, com orgulho! (Giroldo Filho)

Para facilitar a comunicação, empresa cuiabana doará máscaras transparentes para famílias de pessoas com perda auditiva

Por erro de cálculo, empresários pagam mais impostos do que deveriam, alerta professora da UFMT

Projeto do Deputado Estadual Thiago Silva cria a medalha Pastor Sebastião Rodrigues de Souza

quarta-feira, 28 de julho de 2021

Partido pede cassação de Michelly por suposta compra de votos

Advogado que representa o PTC diz que vereadora foi beneficiada com distribuição de cestas básicas

O Partido Trabalhista Cristão (PTC) ingressou com uma Ação de Impugnação de Mandato Eletivo (AIME) contra a vereadora Michelly Alencar (DEM) no Tribunal Regional Eleitoral (TRE).

Na ação, o partido pede a cassação do diploma de Michelly por suposta compra de votos usando cestas básicas.

Conforme o advogado José do Patrocínio, a Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania (Setasc) teria realizado a distribuição cestas básicas, em pleno período eleitoral, como “moeda de troca” para angariar apoio para a democrata.

Ainda segundo o advogado, além das cestas básicas, servidores da Pasta também foram utilizados para fazer campanha eleitoral para a vereadora.

Michelly, que era apresentadora de televisão antes de entrar na política, é uma das duas mulheres na Câmara de Cuiabá. Ela foi eleita, no último dia 15 de novembro, com 2.841 votos.

Outro lado

Em nota, a assessoria de comunicação da vereadora informou que até o momento não foi notificada da ação.

Leia:

A assessoria de comunicação da vereadora Michelly Alencar (DEM) esclarece que, até o momento, a mesma não foi notificada do processo e que estará disposição para esclarecer o assunto assim que tiver acesso ou for notificada, mas já adianta que está muito tranquila pois tem convicção que não cometeu nenhuma irregularidade.

 

 

Ler Anterior

Homem é detido após exibir pênis para pessoas em estádio de VG

Leia em seguida

Governo já emitiu mais de 140 Carteiras de Identificação do Autista em MT