Notícias de Última Hora :

SINDSPEN cobra vacinação urgente para policiais penais e servidores do sistema penitenciário

Prefeito Léo Bortolin toma posse na diretoria do consórcio nacional de compras de vacinas contra a covid

Policiais Penais protestam contra a Pec-32 em todo o Estado

Prefeito de Primavera do Leste e Secretário de Cultura de MT se solidarizam com classe artística e articulam prorrogação da Lei Aldir Blanc

Membros da Academia Mato-grossense de Letras prestigiam lançamento de livro de estudante cuiabano

Pacu entra no cardápio de restaurante internacional

Grupo São Benedito retoma lançamento imobiliário com condomínio recorde de vendas

Pesquisa aponta vitória de Edemil Saldanha(DEM) em Santo Antônio do Leste-MT

Com ampliação de horário e final de ano chegando academias começam a ter mais procura em Cuiabá

Com volta às aulas permitidas, escola de Cuiabá promove visita guiada com alunos do infantil

Após pandemia, professor aposta em pousada sustentável em Cáceres

Aumento de 35% para 40% do desconto em folha e taxas menores beneficiam aposentados e pensionistas do INSS

MDB lança Léo Bortolin à reeleição em Primavera do Leste

Fonoaudióloga alerta sobre perda da audição em crianças

Cresce em Cuiabá a procura por eletroestimulação para pacientes recuperados da Covid-19

Advogado, com orgulho! (Giroldo Filho)

Para facilitar a comunicação, empresa cuiabana doará máscaras transparentes para famílias de pessoas com perda auditiva

Por erro de cálculo, empresários pagam mais impostos do que deveriam, alerta professora da UFMT

Projeto do Deputado Estadual Thiago Silva cria a medalha Pastor Sebastião Rodrigues de Souza

Estudante de Cuiabá participa de live para arrecadar fundos para combater covid 19

segunda-feira, 26 de julho de 2021

Secretário diz que em 15 dias MT não deve ter mais leitos de UTI

Afirmação foi feita nesta quinta-feira durante debate sobre voltas às aulas, na Secretaria de Educação

O secretário de Estado de Saúde Gilberto Figueiredo afirmou nesta quinta-feira (14) que dentro de 15 dias Mato Grosso não deve ter mais leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) disponíveis para pacientes com o novo coronavírus.

A afirmação foi feita durante uma reunião na Secretaria de Estado de Educação (Seduc) para debater o modelo do retorno às aulas em Mato Grosso no dia 8 de fevereiro: sistema híbrido (50% dos alunos na sala de aula) ou não presencial (on-line e off-line).

Na reunião, Figueiredo disse que não considera este momento seguro para o retorno às aulas presenciais.

“Essa volta com segurança deve estar alicerçada na redução substancial de casos de Covid-19”, afirmou.

De acordo com os dados apresentados pela Secretaria de Estado de Saúde (SES), Mato Grosso registrou mais de 4,6 mil casos de Covid-19 somente neste ano, com aumento também em internações em hospitais das redes pública e privada.

 

A taxa de ocupação de leitos de UTI estava em 66,75% na manhã desta quinta-feira. Os números da SES revelam ainda que, dos 194 mil casos do novo coronavírus, 11.595 são de pessoas com até 17 anos, ou seja, na faixa etária escolar.

 

Também participaram da reunião,os deputados estaduais Wilson Santos e Valdir Barranco, o presidente da Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM), Neurilan Fraga, o promotor de Justiça Miguel Slhessarenko, o presidente do Sindicado dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (Sintep), Valdeir Pereira, além de representantes do Fórum Estadual de Educação, União dos Dirigentes Municipais de Educação de Mato Grosso (Undime), União Estadual dos Estudantes (UEE) e de sindicatos ligados à educação.

 

Decisão final

 

Nesta sexta-feira (15), os secretários de Educação e de Saúde vão se reunir com o governador Mauro Mendes (DEM) para tomar uma decisão definitiva sobre o retorno das aulas no Estado.

 

Serão apresentados ao governador o resultado das enquetes feitas com pais, profissionais da educação e com os estudantes, além do posicionamento de representantes de várias entidades que participaram do debate nesta quinta-feira.

 

O secretário de Educação Alan Porto disse que as escolas estão preparadas para a retomada das aulas no dia 8 de fevereiro, seja qual for o modelo definido.

 

“O objetivo desta reunião de hoje foi ampliar o diálogo, ouvir os envolvidos neste processo e, principalmente, ouvir os especialistas de saúde. Estamos muito preocupados com o atual cenário da pandemia”, disse.

 

Porto disse ainda que desde o início do ano os dados da pandemia são acompanhados pela Seduc, junto aos técnicos da SES.

 

“Sempre deixei muito claro que estamos de olho nos números e que a decisão sobre o retorno às salas de aula seria tomada da forma mais responsável possível”, completou Alan.

 

Ler Anterior

Bezerra: “Fala de Emanuel fere a dignidade dos deputados”

Leia em seguida

Deputado Thiago Silva realiza reuniões com lideranças de Primavera do Leste e anuncia emenda