Notícias de Última Hora :

SINDSPEN cobra vacinação urgente para policiais penais e servidores do sistema penitenciário

Prefeito Léo Bortolin toma posse na diretoria do consórcio nacional de compras de vacinas contra a covid

Policiais Penais protestam contra a Pec-32 em todo o Estado

Prefeito de Primavera do Leste e Secretário de Cultura de MT se solidarizam com classe artística e articulam prorrogação da Lei Aldir Blanc

Membros da Academia Mato-grossense de Letras prestigiam lançamento de livro de estudante cuiabano

Pacu entra no cardápio de restaurante internacional

Grupo São Benedito retoma lançamento imobiliário com condomínio recorde de vendas

Pesquisa aponta vitória de Edemil Saldanha(DEM) em Santo Antônio do Leste-MT

Com ampliação de horário e final de ano chegando academias começam a ter mais procura em Cuiabá

Com volta às aulas permitidas, escola de Cuiabá promove visita guiada com alunos do infantil

Após pandemia, professor aposta em pousada sustentável em Cáceres

Aumento de 35% para 40% do desconto em folha e taxas menores beneficiam aposentados e pensionistas do INSS

MDB lança Léo Bortolin à reeleição em Primavera do Leste

Fonoaudióloga alerta sobre perda da audição em crianças

Cresce em Cuiabá a procura por eletroestimulação para pacientes recuperados da Covid-19

Advogado, com orgulho! (Giroldo Filho)

Para facilitar a comunicação, empresa cuiabana doará máscaras transparentes para famílias de pessoas com perda auditiva

Por erro de cálculo, empresários pagam mais impostos do que deveriam, alerta professora da UFMT

Projeto do Deputado Estadual Thiago Silva cria a medalha Pastor Sebastião Rodrigues de Souza

Estudante de Cuiabá participa de live para arrecadar fundos para combater covid 19

segunda-feira, 26 de julho de 2021

Mendes: Cuiabá pode ficar sem BRT com recusa de Emanuel

Ele ressaltou não haver chance de fazer VLT e que, com recusa do prefeito, Capital fica sem obra

O governador Mauro Mendes (DEM) afirmou que Cuiabá corre o risco de ficar sem as obras do ônibus de trânsito rápido (BRT) caso o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) permaneça contra a construção da obra. Nesse cenário, a Capital ficaria sem nenhuma obra, uma vez que o Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) já foi descartado.

Mendes disse que chegará uma etapa da obra que ele precisará de autorização da Prefeitura de Cuiabá para dar andamento.

Ocorre que Emanuel tem sido contra a desistência do VLT e tem acionado o Governo do Estado na Justiça. Até o momento, perdeu todos os pedidos por adiar a troca.

Desta forma, segundo Mendes, se Emanuel oficializar por escrito que não aceita a implantação do BRT na Capital, ele vai usar o montante da obra em outros municípios.

“Estamos reestudando o traçado e estamos convidando a Prefeitura de Cuiabá e Várzea Grande para participar. Se ele [Emanuel] quiser participar, será bem-vindo, se não quiser, vamos fazer mesmo assim”, disse.

“Mas vai chegar um ponto que temos que, obrigatoriamente, encaminhar esses projetos para Prefeitura aprovar. Se ele não aprovar e dizer que não quer o BRT – e ele como prefeito pode falar isso – tudo bem. Se ele falar que não quer, ok. O Governo não faz. Tem 140 municípios de Mato Grosso que estão loucos para receber investimento”, acrescentou.

 

O governador afirmou que essa possibilidade ainda está distante, já que o Executivo ainda trabalha no projeto e vai lançar a licitação. Entretanto, ressaltou não haver chances de realizar a obra do VLT, que é o desejo de Emanuel.

 

“Se o prefeito formalmente escrever uma carta e dizer que não quer o BRT – o VLT não vai ter -, não tem problema. Ele assume esse ônus e eu pego os R$ 400 milhões e envio para os 140 municípios. Vamos fazer esse investimento em outro lugar”, afirmou.

 

“Ainda estamos fazendo os estudos e o projeto. Mas, óbvio, que a Prefeitura tem que aprovar esses projetos. Se ele disser que não vai aprovar e não quer, como vou fazer? A não ser que alguém entre na Justiça e obrigue ele a querer. E a Justiça tem esse condão. Mas o VLT não vai ter, pode ter certeza disso”, completou.20

Ler Anterior

Polícia esclarece triplo homicídio e aponta guerra entre facções

Leia em seguida

Autora de homicídio ocorrido no Natal é presa em Cuiabá