Notícias de Última Hora :

SINDSPEN cobra vacinação urgente para policiais penais e servidores do sistema penitenciário

Prefeito Léo Bortolin toma posse na diretoria do consórcio nacional de compras de vacinas contra a covid

Policiais Penais protestam contra a Pec-32 em todo o Estado

Prefeito de Primavera do Leste e Secretário de Cultura de MT se solidarizam com classe artística e articulam prorrogação da Lei Aldir Blanc

Membros da Academia Mato-grossense de Letras prestigiam lançamento de livro de estudante cuiabano

Pacu entra no cardápio de restaurante internacional

Grupo São Benedito retoma lançamento imobiliário com condomínio recorde de vendas

Pesquisa aponta vitória de Edemil Saldanha(DEM) em Santo Antônio do Leste-MT

Com ampliação de horário e final de ano chegando academias começam a ter mais procura em Cuiabá

Com volta às aulas permitidas, escola de Cuiabá promove visita guiada com alunos do infantil

Após pandemia, professor aposta em pousada sustentável em Cáceres

Aumento de 35% para 40% do desconto em folha e taxas menores beneficiam aposentados e pensionistas do INSS

MDB lança Léo Bortolin à reeleição em Primavera do Leste

Fonoaudióloga alerta sobre perda da audição em crianças

Cresce em Cuiabá a procura por eletroestimulação para pacientes recuperados da Covid-19

Advogado, com orgulho! (Giroldo Filho)

Para facilitar a comunicação, empresa cuiabana doará máscaras transparentes para famílias de pessoas com perda auditiva

Por erro de cálculo, empresários pagam mais impostos do que deveriam, alerta professora da UFMT

Projeto do Deputado Estadual Thiago Silva cria a medalha Pastor Sebastião Rodrigues de Souza

Estudante de Cuiabá participa de live para arrecadar fundos para combater covid 19

quarta-feira, 23 de junho de 2021

MPE pede demissão de professor envolvido em esquema de propina

O servidor da Seduc, professor Wander Luiz dos Reis, recebeu propina para liberar pagamentos para empreiteiras.

O servidor da Secretaria de Estado de Educação (Seduc), o professor Wander Luiz dos Reis foi alvo de um pedido de demissão na denúncia da 3ª fase da Operação Rêmora, feita pelo Ministério Público Estadual (MPE). A justificativa é que o servidor abusou da sua posição, para cometer atos de corrupção, em troca de propina.

O órgão pediu que o servidor seja condenado por corrupção passiva, já que teria recebido propina para liberar pagamentos para empreiteiras as quais possuíam contratos de reforma de escolas da rede estadual.

“Conforme foi exposto acima, vislumbra-se que o acusado Wander Luiz dos Reis, servidor público estadual da Seduc, ocupante do cargo efetivo de professor, violou o dever funcional e abusou de sua posição, inclusive colaborando com outros funcionários públicos comissionados e particulares, para juntos praticarem crimes de corrupção passiva contra a administração pública. Inegável, assim, que o réu atuou de modo contrário ao princípio da moralidade administrativa, sendo certo que apenas agiu desse modo em razão do cargo público que ocupa”, diz trecho do documento.
Também foram denunciados o ex-secretário Permínio Pinto, o ex-assessor Fábrio Frigeri, e o empresário Alan Malouf e Giovani Guizardi.

Guizardi, Malouf e Permínio tentam fechar um acordo de colaboração premiada, em que delatam Fábio e Wander. Os acordos ainda serão analisados pela Sétima Vara Criminal de Cuiabá.

As investigações apontaram que o esquema era composto por três grupos: Núcleo de agentes públicos; núcleo de operação e o núcleo de empreiteiros.
As irregularidades nos processos licitatórios teriam começado a ocorrer em outubro de 2015 e envolveram pelo menos 23 obras de reforma e construção de escolas públicas que totalizam mais de R$ 56 milhões.

Ler Anterior

Fazendeiro é morto com tiro na cabeça em propriedade rural

Leia em seguida

STJ: Vara de VG não tem competência para julgar saúde pública