Notícias de Última Hora :

Justiça reconhece que concessionária não é responsável solidária em processo de indenização por defeito de carro

SINDSPEN cobra vacinação urgente para policiais penais e servidores do sistema penitenciário

Prefeito Léo Bortolin toma posse na diretoria do consórcio nacional de compras de vacinas contra a covid

Policiais Penais protestam contra a Pec-32 em todo o Estado

Prefeito de Primavera do Leste e Secretário de Cultura de MT se solidarizam com classe artística e articulam prorrogação da Lei Aldir Blanc

Membros da Academia Mato-grossense de Letras prestigiam lançamento de livro de estudante cuiabano

Pacu entra no cardápio de restaurante internacional

Grupo São Benedito retoma lançamento imobiliário com condomínio recorde de vendas

Pesquisa aponta vitória de Edemil Saldanha(DEM) em Santo Antônio do Leste-MT

Com ampliação de horário e final de ano chegando academias começam a ter mais procura em Cuiabá

Com volta às aulas permitidas, escola de Cuiabá promove visita guiada com alunos do infantil

Após pandemia, professor aposta em pousada sustentável em Cáceres

Aumento de 35% para 40% do desconto em folha e taxas menores beneficiam aposentados e pensionistas do INSS

MDB lança Léo Bortolin à reeleição em Primavera do Leste

Fonoaudióloga alerta sobre perda da audição em crianças

Cresce em Cuiabá a procura por eletroestimulação para pacientes recuperados da Covid-19

Advogado, com orgulho! (Giroldo Filho)

Para facilitar a comunicação, empresa cuiabana doará máscaras transparentes para famílias de pessoas com perda auditiva

Por erro de cálculo, empresários pagam mais impostos do que deveriam, alerta professora da UFMT

Projeto do Deputado Estadual Thiago Silva cria a medalha Pastor Sebastião Rodrigues de Souza

quarta-feira, 28 de julho de 2021

Pinheiro quer prioridade na vacinação contra covid-19 e fala sobre ações de combate

Demonstrando preocupação com a escalada da covid-19 em Cuiabá e no país, o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) detalhou, em live nesta manhã (08) o planejamento de combate ao coronavírus na Capital nessa segunda e forte onda da pandemia.

São 4 etapas, sendo a primeira a adoção de medidas restritivas, a segunda tolerância zero a infratores das regras impostas, a terceira instalação de mais leitos de enfermaria e UTI e a quarta – segundo ele a mais importante – que é “centrar fogo” na vacinação em massa da população.

Para isso, Pinheiro informa ter se associado a demais prefeitos de Capitais e cidades com mais de 180 mil habitantes, em consórcio, para potencializar a compra de doses em grande escala. Segundo ele, essa é uma forma de “ajudar” o Governo Federal, que tem demorado a garantir o avanço do plano de imunização.

O fato de se consorciar, de acordo com o prefeito de Cuiabá, não impede que se faça também a compra direta de vacinas.

Na opinião dele, vacinar é centrar fogo contra o coronavírus, “atacar a causa e não o efeito”.

Saiba mais sobre as etapas passo a passo:

1ª etapa

Sobre a 1ª etapa no planejamento local, Pinheiro explica que as medidas restritivas, organizadas em decreto, potencializam acertos e corrigem erros aprendidos ao longo da pandemia. Além disso, “se adequa ao novo normal de convívio com o vírus”, deixando a população mais uma vez avisada da importância das regras de biossegurança, tais como uso rigoroso de máscara e de álcool em gel.

Ele disse que quis ressaltar isso, deixando o setor produtivo produzir e a população, que precisa, trabalhar.

Reclamou que essa fase do planejamento já foi “atropelada” pelo decreto estadual, que é mais rigoroso que o municipal. Por decisão judicial, Cuiabá teve que rever alguns pontos, endurecendo as regras, mas recorreu. “Vamos ver o que a ministra Carmem Lúcia, do Supremo Tribunal Federal (STF), decide”, comentou o prefeito

2ª etapa

A segunda etapa já está em curso. Fiscalização foi para as ruas e está “batendo duro” contra aglomerações e outras infrações. A Câmara aprovou o projeto de lei que dá autonomia aos fiscais. “É tolerância zero”, ressalta o prefeito. Aos infratores, cabe multa. “Os bons não podem pagar pelos maus”.

3ª etapa

Sobre os leitos de enfermaria e UTI a mais, o prefeito disse que anuncia isso hoje ainda ou mais tardar até a próxima quarta-feira (10).

O secretário de Estado de Saúde, Gilberto Figueiredo, disse neste domingo (7) que a rede hospitalar de Mato Grosso colapsou, ou seja, não há leitos disponíveis. Começa a se formar fila de pacientes aguardando vaga. Em Cuiabá a situação é dramática também.

4ª etapa

Entusiasta da vacinação, Emanuel disse que o momento é de centrar fogo nisso. “Temos que vacinar a população, adquirir vacinas, esse é o momento de hoje”, ressalta.

Segundo ele, a Frente Nacional de Prefeitos, que era composta somente por gestores de capitais e cidades com mais de 180 mil habitantes, abriu para as demais e rapidamente mais de 1.700 já aderiram ao consórcio. “Todos angustiados, querendo ajudar a acelerar a imunização”, diz Emanuel.

Agora, ele aguarda posição da Câmara de Vereadores, para onde já enviou projeto pedindo autorização para fazer a compra de vacinas em consórcio.

As 4 etapas foram construídas, de acordo com Pinheiro, no âmbito do Comitê Municipal de Enfrentamento da Covid-19.

Ler Anterior

Haitiano morre após cair de andaime de nove metros de altura em Cuiabá

Leia em seguida

Mulher Maravilha, eu?