Notícias de Última Hora :

SINDSPEN cobra vacinação urgente para policiais penais e servidores do sistema penitenciário

Prefeito Léo Bortolin toma posse na diretoria do consórcio nacional de compras de vacinas contra a covid

Policiais Penais protestam contra a Pec-32 em todo o Estado

Prefeito de Primavera do Leste e Secretário de Cultura de MT se solidarizam com classe artística e articulam prorrogação da Lei Aldir Blanc

Membros da Academia Mato-grossense de Letras prestigiam lançamento de livro de estudante cuiabano

Pacu entra no cardápio de restaurante internacional

Grupo São Benedito retoma lançamento imobiliário com condomínio recorde de vendas

Pesquisa aponta vitória de Edemil Saldanha(DEM) em Santo Antônio do Leste-MT

Com ampliação de horário e final de ano chegando academias começam a ter mais procura em Cuiabá

Com volta às aulas permitidas, escola de Cuiabá promove visita guiada com alunos do infantil

Após pandemia, professor aposta em pousada sustentável em Cáceres

Aumento de 35% para 40% do desconto em folha e taxas menores beneficiam aposentados e pensionistas do INSS

MDB lança Léo Bortolin à reeleição em Primavera do Leste

Fonoaudióloga alerta sobre perda da audição em crianças

Cresce em Cuiabá a procura por eletroestimulação para pacientes recuperados da Covid-19

Advogado, com orgulho! (Giroldo Filho)

Para facilitar a comunicação, empresa cuiabana doará máscaras transparentes para famílias de pessoas com perda auditiva

Por erro de cálculo, empresários pagam mais impostos do que deveriam, alerta professora da UFMT

Projeto do Deputado Estadual Thiago Silva cria a medalha Pastor Sebastião Rodrigues de Souza

Estudante de Cuiabá participa de live para arrecadar fundos para combater covid 19

sábado, 19 de junho de 2021

PF investiga oferta falsa de doses de vacina ao Ministério da Saúde

A Polícia Federal realizou nesta quinta-feira (25) uma operação contra um grupo suspeito de oferecer, de forma fraudulenta, 200 milhões de doses de vacinas contra Covid-19 ao Ministério da Saúde.

Em um dos endereços vasculhados na ação, os policiais encontraram caixas com centenas de frascos, o que reforça as suspeitas de falsificação de medicamento.

De acordo com o inquérito, os suspeitos usaram o nome de um grande consórcio farmacêutico e apresentaram credenciais falsas ao ministério.

Os suspeitos disseram aos técnicos do governo federal ter exclusividade para a comercialização dos imunizantes, segundo a polícia.

A PF não divulgou nomes dos envolvidos nem do consórcio farmacêutico. A polícia identificou que a oferta fraudulenta foi feita também a gestores da Saúde estaduais.

Foram cumpridos mandados de busca e apreensão em Paracatu, no noroeste de Minas Gerais, e em Vila Velha, no Espírito Santo. As ordens foram expedidas pela Justiça Federal no Distrito Federal

Batizada de Taipan, a operação teve origem em denúncia feita pelo próprio ministério.

Os suspeitos podem responder pelos crimes de associação criminosa, estelionato, falsificação de documento particular e falsificação de produto destinado a fins medicinais.

O Ministério da Saúde não se pronunciou sobre o assunto até a conclusão deste texto.

 

Ler Anterior

Vereador apresenta requerimento para criar CPI da Pandemia

Leia em seguida

Doações sofrem queda de 80% e Abrigo Bom Jesus faz campanha