Notícias de Última Hora :

SINDSPEN cobra vacinação urgente para policiais penais e servidores do sistema penitenciário

Prefeito Léo Bortolin toma posse na diretoria do consórcio nacional de compras de vacinas contra a covid

Policiais Penais protestam contra a Pec-32 em todo o Estado

Prefeito de Primavera do Leste e Secretário de Cultura de MT se solidarizam com classe artística e articulam prorrogação da Lei Aldir Blanc

Membros da Academia Mato-grossense de Letras prestigiam lançamento de livro de estudante cuiabano

Pacu entra no cardápio de restaurante internacional

Grupo São Benedito retoma lançamento imobiliário com condomínio recorde de vendas

Pesquisa aponta vitória de Edemil Saldanha(DEM) em Santo Antônio do Leste-MT

Com ampliação de horário e final de ano chegando academias começam a ter mais procura em Cuiabá

Com volta às aulas permitidas, escola de Cuiabá promove visita guiada com alunos do infantil

Após pandemia, professor aposta em pousada sustentável em Cáceres

Aumento de 35% para 40% do desconto em folha e taxas menores beneficiam aposentados e pensionistas do INSS

MDB lança Léo Bortolin à reeleição em Primavera do Leste

Fonoaudióloga alerta sobre perda da audição em crianças

Cresce em Cuiabá a procura por eletroestimulação para pacientes recuperados da Covid-19

Advogado, com orgulho! (Giroldo Filho)

Para facilitar a comunicação, empresa cuiabana doará máscaras transparentes para famílias de pessoas com perda auditiva

Por erro de cálculo, empresários pagam mais impostos do que deveriam, alerta professora da UFMT

Projeto do Deputado Estadual Thiago Silva cria a medalha Pastor Sebastião Rodrigues de Souza

Estudante de Cuiabá participa de live para arrecadar fundos para combater covid 19

terça-feira, 18 de maio de 2021

PF prende mais dois de quadrilha que fraudava auxílio emergencial

A Polícia Federal prendeu mais duas pessoas, na manhã desta terça-feira (13), durante a 2º fase da Operação “Et Caterva”, que visa desarticular uma organização criminosa especializada em aplicar fraudes no benefício social auxílio emergencial e em precatórios judiciais.

 

Além dos mandados de prisão, estão sendo cumpridos três mandados de busca e apreensão e sequestro de bens.

 

Os mandados foram expedidos pelo Juiz da 5ª Vara Federal da Seção Judiciária de Cuiabá/MT.

 

Durante a primeira fase da operação, já haviam sido cumpridos 12 mandados de prisão, além de 77 de busca e apreensão e sequestro de bens e outros 9 de suspensão do exercício da função pública, em Mato Grosso e mais 11 estados.

 

Após investigações, foi identificada a participação de outros integrantes do esquema criminoso de fraudes nas parcelas do auxílio emergencial, o que desencadeou a 2ª fase da operação.

 

Com as identificações dos suspeitos, a Polícia Federal foi até seus endereços, onde localizou centenas de celulares nas residências dos envolvidos.

 

Suspeita-se que os aparelhos sejam utilizados no cadastramento do aplicativo “Caixa Tem” a fim de efetuar os saques das parcelas do auxílio emergencial de forma ilegal.

As fraudes

 

Servidores públicos, advogados e funcionários da Caixa Econômica estavam entre os alvos dos 12 mandados de prisão cumpridos pela PF na primeira fase da Operação.

 

A investigação apontou que os criminosos tinham apoio de servidores da Caixa Econômica Federal, que eram responsáveis por fornecer informações sobre precatórios à disposição para saques. A participação de um servidor do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MT) também foi constatada.

 

Na primeira fase da operação, foram identificadas fraudes no recebimento indevido de precatórios judiciais. Tais ações resultaram no levantamento ilegal de mais de R$ 13 milhões em precatórios judiciais, além de mais de R$2,7 milhões em tentativas de saques em várias regiões do país.

 

Os criminosos faziam a confecção de documentos falsos para forjar dados de beneficiários. Também eram usados os dados e as fotos dos estelionatários, que iam aos bancos para sacar os valores.

 

No ano de 2020, após a interrupção temporária do pagamento de precatórios pela Caixa, os integrantes da organização criminosa passaram a cometer fraudes em detrimento de parcelas do Auxílio Emergencial.

 

Restaram efetuados mais de 1570 saques de benefícios, entre os meses de abril de 2020 e março de 2021, resultando em um prejuízo superior a R$1,3 milhão.

Ler Anterior

Ex-ator da Globo fala sobre affair com Juliette

Leia em seguida

Hospital Municipal de Cuiabá realiza primeiro transplante de órgãos de sua história