Notícias de Última Hora :

SINDSPEN cobra vacinação urgente para policiais penais e servidores do sistema penitenciário

Prefeito Léo Bortolin toma posse na diretoria do consórcio nacional de compras de vacinas contra a covid

Policiais Penais protestam contra a Pec-32 em todo o Estado

Prefeito de Primavera do Leste e Secretário de Cultura de MT se solidarizam com classe artística e articulam prorrogação da Lei Aldir Blanc

Membros da Academia Mato-grossense de Letras prestigiam lançamento de livro de estudante cuiabano

Pacu entra no cardápio de restaurante internacional

Grupo São Benedito retoma lançamento imobiliário com condomínio recorde de vendas

Pesquisa aponta vitória de Edemil Saldanha(DEM) em Santo Antônio do Leste-MT

Com ampliação de horário e final de ano chegando academias começam a ter mais procura em Cuiabá

Com volta às aulas permitidas, escola de Cuiabá promove visita guiada com alunos do infantil

Após pandemia, professor aposta em pousada sustentável em Cáceres

Aumento de 35% para 40% do desconto em folha e taxas menores beneficiam aposentados e pensionistas do INSS

MDB lança Léo Bortolin à reeleição em Primavera do Leste

Fonoaudióloga alerta sobre perda da audição em crianças

Cresce em Cuiabá a procura por eletroestimulação para pacientes recuperados da Covid-19

Advogado, com orgulho! (Giroldo Filho)

Para facilitar a comunicação, empresa cuiabana doará máscaras transparentes para famílias de pessoas com perda auditiva

Por erro de cálculo, empresários pagam mais impostos do que deveriam, alerta professora da UFMT

Projeto do Deputado Estadual Thiago Silva cria a medalha Pastor Sebastião Rodrigues de Souza

Estudante de Cuiabá participa de live para arrecadar fundos para combater covid 19

sexta-feira, 11 de junho de 2021

Vereador quer ser de oposição e situação ao mesmo tempo em Primavera

O vereador Renato Cozanelli Júnior (DEM), ligado ao Sindicato Rural de Primavera do Leste e pessoa à frente da Farm Show, tradicional evento local, entrou para a política querendo o que se chama de “melhor dos dois mundos”.

Assim como se portavam as donzelas no celebre livro “O Mulato”, de Aluísio Azevedo, que publicamente torciam nariz para o personagem principal que dá nome à obra, mas na surdina o recebiam em sua alcova, se comporta o novato parlamentar.

Desde que assumiu uma cadeira no legislativo, Renato se movimentou e criou o chamado “espaço político” no Executivo Municipal, inclusive apadrinhando alguns servidores nomeados dentro do funcionalismo.

É bem verdade que não seria o Democrata a ser o primeiro a usar de sua influência política para emplacar empregos para aliados, nem em Primavera do Leste e muito menos no Brasil. O problema é a demagogia que se forma a partir disso, no caso de Renato.

Aos olhos do povo, se porta na Câmara Municipal como se independente fosse, reforçando o coro da oposição raivosa, onde se alia a Luis Costa (PDT) e a Adriano Carvalho (PODE) como se o teto não fosse de vidro.

A má-fama da classe política, embora a generalização seja injusta, tem razão de existir. São inúmeros os casos e absurdos que revoltam a população, quase sempre carregada de razão. Agora a política tem suas próprias regras.

Como diria o folclórico Leonel Brizola: “a política ama a traição, mas odeia o traidor”. Ou o político tem discurso de seriedade e acompanha isso em seus atos, ou não passa de um grande “fanfarrão”.

A maior parte do que se chama de “política fisiológica”, normalmente adotada por aqueles que têm apego e lutam pelo poder, os chamados políticos de carreira, possui contornos mais de imoralidade do que de ilegalidade, prezando por um certo respeito à inteligência alheia.

Para citar mais um clássico: “a mulher de César não basta ser honesta, deve parecer honesta”. A dica que fica ao vereador é talvez a de se lembrar que mora em uma cidade de pouco mais de 60 mil habitantes, onde até sujeira pequena não costuma morar muito tempo debaixo do tapete.

Ler Anterior

Emanuel: Sem aval da prefeitura não tem obra do BRT em Cuiabá

Leia em seguida

Pinheiro cita avanços na imunização e anuncia “corujão” da vacina em Cuiabá