Notícias de Última Hora :

SINDSPEN cobra vacinação urgente para policiais penais e servidores do sistema penitenciário

Prefeito Léo Bortolin toma posse na diretoria do consórcio nacional de compras de vacinas contra a covid

Policiais Penais protestam contra a Pec-32 em todo o Estado

Prefeito de Primavera do Leste e Secretário de Cultura de MT se solidarizam com classe artística e articulam prorrogação da Lei Aldir Blanc

Membros da Academia Mato-grossense de Letras prestigiam lançamento de livro de estudante cuiabano

Pacu entra no cardápio de restaurante internacional

Grupo São Benedito retoma lançamento imobiliário com condomínio recorde de vendas

Pesquisa aponta vitória de Edemil Saldanha(DEM) em Santo Antônio do Leste-MT

Com ampliação de horário e final de ano chegando academias começam a ter mais procura em Cuiabá

Com volta às aulas permitidas, escola de Cuiabá promove visita guiada com alunos do infantil

Após pandemia, professor aposta em pousada sustentável em Cáceres

Aumento de 35% para 40% do desconto em folha e taxas menores beneficiam aposentados e pensionistas do INSS

MDB lança Léo Bortolin à reeleição em Primavera do Leste

Fonoaudióloga alerta sobre perda da audição em crianças

Cresce em Cuiabá a procura por eletroestimulação para pacientes recuperados da Covid-19

Advogado, com orgulho! (Giroldo Filho)

Para facilitar a comunicação, empresa cuiabana doará máscaras transparentes para famílias de pessoas com perda auditiva

Por erro de cálculo, empresários pagam mais impostos do que deveriam, alerta professora da UFMT

Projeto do Deputado Estadual Thiago Silva cria a medalha Pastor Sebastião Rodrigues de Souza

Estudante de Cuiabá participa de live para arrecadar fundos para combater covid 19

sexta-feira, 11 de junho de 2021

Vitória brasileira

A chamada em questão, não se trata de uma vitória do Brasil em uma copa do mundo; muito menos, a premiação artística feita pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, a uma indústria cinematográfica brasileira, com o prêmio em reconhecimento à excelência do trabalho e conquista na arte de produção cinematografia, através do Óscar. Também chamado de Prêmios de Academia, é o premio mais importante do cinema mundial.

Usei essa figura de linguagem através de metáfora, por se tratar de personagens reais, que usam a política mesmo tendo cometido ilicitudes, improbidades administrativas, alguns já se tornaram réus e por aí vai.

Mesmo assim, alguns ainda posam de mocinho, bom samaritano, paladinos da moralidade e por aí vai, quando na verdade, são verdadeiros lobos em pele de cordeiros.

Trocando em miúdos, a Justiça Federal do Distrito Federal, minutos atrás concedeu  liminar  determinando  que o senador Renan Calheiros (MDB-AL), não poderá ser nomeado relator da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid, na véspera da instalação formal da comissão de inquérito que deve investigar a atuação do governo no enfrentamento à  pandemia de coronavírus.

Esta belíssima decisão foi proferida pelo juiz Charles Renaud Frazao de Moraes, atendendo a pedido da deputada Carla Zambelli (PSL-SP), para barrar essa escolha esdrúxula, vergonhosa e imoral, de Renan Calheiros (MDB-AL), para o cargo em questão.

Existe uma velha máxima em nosso país, que tenta atribuir à população brasileira, a pecha de população com memória curta; pois, passado o fato em questão, já se esquecem do mesmo imediatamente.

Isso não é verdade, o povo brasileiro apenas não tem mas voz e vez, e tem medo das imposições e arbitrariedades impostas por alguns poderes constituídos em especial a Suprema Corte (STF), que vem exercendo papel diferenciado atualmente, através de decisões monocráticas, inconsistentes, cerceando assim, o direito constitucional de outros poderes.

Convenhamos, com todo respeito, esse senhor Renan  Calheiros (MDB-AL), não poderia se quer, participar de nenhuma  CPI, por uma série de agravantes negativas que pesam sobre si, pois o mesmo responde por uma série de investigações no Supremo Tribunal Federal, além do que, é pai do governador de Alagoas, Renan Filho (MDB-AL), este fato poderia comprometer substancialmente a isenção do mesmo nas apurações da referida CPI.

Porém, ainda nem tudo são favas contadas, pois a suspensão do nome de Calheiros na relatoria da CPI, ocorre “exclusivamente até a juntada das manifestações preliminares dos requeridos  quanto ao pedido de tutela de urgência formulado pela autora,  oportunidade em que  será reapreciado o pedido no ponto, desta feita com mais subsídios fundados no contraditório  das partes, tudo sem nenhum prejuízo para o prazo de contestação”.

Mesmo, que venhamos sofrer um revés; com fé em Deus, isso não irá acontecer.

Devemos sim, parabenizar a deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP), pela coragem e rapidez na ação movida por ela, na tentativa de barra para relatoria de um importante CPI, o nome de um senador que tem uma ficha política pouco ortodoxa.

Se tornando réu, pelos crimes de corrupção passiva lavagem de dinheiro, o mesmo é acusado de ter recebido dinheiro de uma empresa para manter Sérgio Machado na Transpetro, isso, segundo investigações da Operação Lava Jato.

Pare o mundo, quero descer!

Professor Licio Antonio Malheiros é geógrafo

Ler Anterior

Membros do Comando Vermelho filmam execução de jovem a mando de facção

Leia em seguida

MP traz medidas trabalhistas que poderão ser adotadas por 120 dias