Notícias de Última Hora :

SINDSPEN cobra vacinação urgente para policiais penais e servidores do sistema penitenciário

Prefeito Léo Bortolin toma posse na diretoria do consórcio nacional de compras de vacinas contra a covid

Policiais Penais protestam contra a Pec-32 em todo o Estado

Prefeito de Primavera do Leste e Secretário de Cultura de MT se solidarizam com classe artística e articulam prorrogação da Lei Aldir Blanc

Membros da Academia Mato-grossense de Letras prestigiam lançamento de livro de estudante cuiabano

Pacu entra no cardápio de restaurante internacional

Grupo São Benedito retoma lançamento imobiliário com condomínio recorde de vendas

Pesquisa aponta vitória de Edemil Saldanha(DEM) em Santo Antônio do Leste-MT

Com ampliação de horário e final de ano chegando academias começam a ter mais procura em Cuiabá

Com volta às aulas permitidas, escola de Cuiabá promove visita guiada com alunos do infantil

Após pandemia, professor aposta em pousada sustentável em Cáceres

Aumento de 35% para 40% do desconto em folha e taxas menores beneficiam aposentados e pensionistas do INSS

MDB lança Léo Bortolin à reeleição em Primavera do Leste

Fonoaudióloga alerta sobre perda da audição em crianças

Cresce em Cuiabá a procura por eletroestimulação para pacientes recuperados da Covid-19

Advogado, com orgulho! (Giroldo Filho)

Para facilitar a comunicação, empresa cuiabana doará máscaras transparentes para famílias de pessoas com perda auditiva

Por erro de cálculo, empresários pagam mais impostos do que deveriam, alerta professora da UFMT

Projeto do Deputado Estadual Thiago Silva cria a medalha Pastor Sebastião Rodrigues de Souza

Estudante de Cuiabá participa de live para arrecadar fundos para combater covid 19

sexta-feira, 11 de junho de 2021

Emanuel se vê favorito ao Governo e diz ter apoio da maioria do DEM

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), disse na manhã desta segunda-feira (17) que será favorito ao Governo do Estado caso decida entrar na disputa no próximo ano. Ele, porém, resiste em assumir uma candidatura ao Palácio Paiaguás.

“Essa possibilidade está no sentimento popular, não está na elite partidária. Se as eleições fossem hoje, o sentimento que Emanuel Pinheiro representa, ganharia do atual governador do Estado. Esse sentimento de menos arrogância, mais humildade e diálogo com a sociedade já está disseminando em todo Estado. Minha agenda não está vencendo, se eu for marcar de convite para o interior e de prefeitos que querem espontaneamente e independentes do partido, declarar apoio a uma hipotética candidatura nossa ao Governo do Estado”, disse Pinheiro.

Mesmo sem assumir a canidatura ao Governo, Emanuel criticou o modelo da gestão do Governo que, segundo ele,  “deixa o estado no azul e a população no vermelho”. Além disso, destaca que uma eventual candidatura ao Governo dependo do “aval” da população cuiabana.

“Eu defendo o perfil de gestor que defende o servidor público, que não sacrifique mais o setor produtivo, que não aguenta mais ser taxado. E essa taxação está caindo lá na ponta, porque hoje os produtos estão encarecendo muito, graças a essa política de deixar o Estado no azul, enquanto o povo está no vermelho, sem emprego e sem esperança”, disse. “Só há uma maneira de eu vir aceitar hipoteticamente uma candidatura ao Governo, que é a população Cuiabana entender que Emanuel governador vai poder fazer muito mais por Cuiabá”, acrescentou.

 

Sobre o governador, o prefeito disse que ele terá dificuldades em viabilizar sua candidatura à reeleição caso decida ser candidato. Ele colocou que lideranças do DEM já manifestaram apoio a um eventual projeto seu, em detrimento da candidatura de Mauro. “Hoje existem dois DEM, o que quer apoiar Emanuel que está crescendo e o DEM dos poucos que querem a reeleição do atual governo. Se deixar o caminho natural, e se Emanuel decidir ser candidato vai ser um embate. Porque boa parte da cúpula do DEM já está flertando com uma possível candidatura minha. É o DEM do bem, do povão, da massa e que tem voto. Não é o de elite, isolado e que administra para poucos”, concluiu.

Pinheiro acrescentou que apesar do desgaste, ele não despreza o governador do estado. E ainda afirmou que na gestão Taques, ele era feliz e não sabia.  “Com Pedro Taques, eu era feliz e não sabia. Quero até fazer esse pedido de desculpa pública para ele, porque pelo menos, no que ele pôde fazer por Cuiabá, ele fez. Ajudou a concluir o HMC, respeitava Cuiabá e eu ainda criticava ele”, relatou.

BEZERRA

Em relação ao MDB, o prefeito afirmou que não pensa em sair da sigla neste momento. Todavia, caso decida ser candidato e não encontrar respaldo interno, não vê problemas em trocar de partido. “Não teria dificuldade, já tenho mais de dez partidos que me convidaram para filiar. Mas, eu gosto do MDB. Por enquanto, isso foge de cogitação”.

Emanuel afirmou ainda que ele é o principal nome do MDB para a disputa ao Governo. Ele descartou, inclusive, a possibilidade do presidente do MDB em Mato Grosso, deputado federal Carlos Bezerra, apresentar um projeto viável ao Palácio Paiaguás. “Ele sabe que o momento está mais para Emanuel Pinheiro”, comentou.

Ler Anterior

Pinheiro diz que Câmara vai propor plebiscito

Leia em seguida

Taxa de ocupação de UTIs volta a 80% em MT