Notícias de Última Hora :

SINDSPEN cobra vacinação urgente para policiais penais e servidores do sistema penitenciário

Prefeito Léo Bortolin toma posse na diretoria do consórcio nacional de compras de vacinas contra a covid

Policiais Penais protestam contra a Pec-32 em todo o Estado

Prefeito de Primavera do Leste e Secretário de Cultura de MT se solidarizam com classe artística e articulam prorrogação da Lei Aldir Blanc

Membros da Academia Mato-grossense de Letras prestigiam lançamento de livro de estudante cuiabano

Pacu entra no cardápio de restaurante internacional

Grupo São Benedito retoma lançamento imobiliário com condomínio recorde de vendas

Pesquisa aponta vitória de Edemil Saldanha(DEM) em Santo Antônio do Leste-MT

Com ampliação de horário e final de ano chegando academias começam a ter mais procura em Cuiabá

Com volta às aulas permitidas, escola de Cuiabá promove visita guiada com alunos do infantil

Após pandemia, professor aposta em pousada sustentável em Cáceres

Aumento de 35% para 40% do desconto em folha e taxas menores beneficiam aposentados e pensionistas do INSS

MDB lança Léo Bortolin à reeleição em Primavera do Leste

Fonoaudióloga alerta sobre perda da audição em crianças

Cresce em Cuiabá a procura por eletroestimulação para pacientes recuperados da Covid-19

Advogado, com orgulho! (Giroldo Filho)

Para facilitar a comunicação, empresa cuiabana doará máscaras transparentes para famílias de pessoas com perda auditiva

Por erro de cálculo, empresários pagam mais impostos do que deveriam, alerta professora da UFMT

Projeto do Deputado Estadual Thiago Silva cria a medalha Pastor Sebastião Rodrigues de Souza

Estudante de Cuiabá participa de live para arrecadar fundos para combater covid 19

quinta-feira, 10 de junho de 2021

Ozenira entrega ao TCE relatório que subsidiará apuração sobre medicamentos vencidos

Conselheiro Ouvidor-Geral do TCE-MT - Antonio Joaquim.jpg

Secretária de Saúde de Cuiabá, Ozenira Félix, entregou esta semana relatório minucioso de inspeção no sistema de aquisição, armazenamento e distribuição de medicamentos do município, ao Tribunal de Contas de Mato Grosso, nas mãos do conselheiro Antonio Joaquim, Ouvido-Geral do TCE.

O documento deverá agora subsidiar a investigação, pela Corte, no caso que ganhou repercussão nacional, do gigantesco número de medicamentos encontrados com validade expirada no Centro de Distrib uição de Medicamentos e Insumos de Cuiabá(CDMIC).

Em abril, o conselheiro determinou cautelarmente que o Poder Executivo Municipal se abstivesse de efetuar o descarte e/ou destruição de medicamentos vencidos até que a Controladoria-Geral do Município levantasse as informações necessárias para a realização de auditoria, requerida pelo Ministério Público de Contas (MPC).

Durante a entrega do relatório, Ozenira explicou que, na primeira fase, o levantamento realizado pela SMS incluiu todos os contratos, ordens de fornecimento, notas fiscais e empenhos relacionados aos lotes vencidos.

Já na próxima etapa, serão reunidos documentos anteriores ao período que, por fim, devem resultar em ações efetivas que evitem que problema se repita.

Ozenira fez questão de frisar, na entrega do relatório, sobre a importância do controle social e a parceria com o TCE-MT.

“O Tribunal de Contas tem sido muito parceiro. Todas as vezes que precisei estive aqui, me ajudaram no sentido de orientar como devemos proceder. É importante hoje estarmos aqui apresentando e mostrando que a prefeitura de Cuiabá não tem nada a esconder. Queremos que os órgãos de controle estejam conosco”, disse.

Fruto de Representação de Natureza Interna (RNI), a concessão da cautelar levou em consideração potenciais danos ao erário, em razão da não distribuição dos insumos até a data de seu vencimento, inutilizando-os para o fim a que se destinam. O conselheiro destacou ainda na decisão que a denúncia da suposta irregularidade foi amplamente divulgada na imprensa regional e nacional.

“No caso em análise, verifico que, conforme reportagens da mídia, os medicamentos vencidos estão na iminência de descarte. Por essa razão, o periculum in mora está configurado pelo risco de descarte, dificultando-se a apreciação de eventual dano ao erário e apuração de responsáveis”, sustentou Antonio Joaquim à época.

Ler Anterior

Santos vence o Ceará pelo Campeonato Brasileiro

Leia em seguida

Briga em praça termina com duas pessoas esfaqueadas