Notícias de Última Hora :

SINDSPEN cobra vacinação urgente para policiais penais e servidores do sistema penitenciário

Prefeito Léo Bortolin toma posse na diretoria do consórcio nacional de compras de vacinas contra a covid

Policiais Penais protestam contra a Pec-32 em todo o Estado

Prefeito de Primavera do Leste e Secretário de Cultura de MT se solidarizam com classe artística e articulam prorrogação da Lei Aldir Blanc

Membros da Academia Mato-grossense de Letras prestigiam lançamento de livro de estudante cuiabano

Pacu entra no cardápio de restaurante internacional

Grupo São Benedito retoma lançamento imobiliário com condomínio recorde de vendas

Pesquisa aponta vitória de Edemil Saldanha(DEM) em Santo Antônio do Leste-MT

Com ampliação de horário e final de ano chegando academias começam a ter mais procura em Cuiabá

Com volta às aulas permitidas, escola de Cuiabá promove visita guiada com alunos do infantil

Após pandemia, professor aposta em pousada sustentável em Cáceres

Aumento de 35% para 40% do desconto em folha e taxas menores beneficiam aposentados e pensionistas do INSS

MDB lança Léo Bortolin à reeleição em Primavera do Leste

Fonoaudióloga alerta sobre perda da audição em crianças

Cresce em Cuiabá a procura por eletroestimulação para pacientes recuperados da Covid-19

Advogado, com orgulho! (Giroldo Filho)

Para facilitar a comunicação, empresa cuiabana doará máscaras transparentes para famílias de pessoas com perda auditiva

Por erro de cálculo, empresários pagam mais impostos do que deveriam, alerta professora da UFMT

Projeto do Deputado Estadual Thiago Silva cria a medalha Pastor Sebastião Rodrigues de Souza

Estudante de Cuiabá participa de live para arrecadar fundos para combater covid 19

sábado, 19 de junho de 2021

Hospital São Benedito comemora 68 altas de pacientes que venceram covid-19

O mês de maio foi marcado por muitas vitórias dos profissionais da saúde e de 68 pacientes do Hospital São Benedito na batalha contra a Covid-19. Ao longo desse período, foram registradas 68 altas médicas, ou seja, 68 novos recomeços de vida. Dois desses recomeços aconteceram nas vidas do casal Fausto Carvalho de Oliveira, 37, e Tatiana Tibaldi, 35. Ambos contraíram a Covid-19 ao mesmo tempo e ficaram 6 dias internados. A filha de um ano de idade, Raquel, também foi acometida, mas de forma leve.

Fausto, que trabalha como entregador, afirma que descobriu que estava doente quando acordou numa manhã e, ao colocar os pés no chão, não conseguia pisar de tanta fraqueza, ele havia perdido massa muscular de uma forma abrupta. Ao procurar inicialmente a Policlínica do Coxipó, ele não apresentava dificuldade para respirar, no entanto, sua saturação estava baixa e o pulmão já estava com quase 40% de comprometimento. A esposa sofreu com quase 50% de infecção pulmonar. “O avanço do vírus no meu coro foi muito rápido! Eu não sei se sentia raiva, ódio, só conseguia pensar na minha filha. Liguei para o meu pai e pedi para ele ficar com ela porque não sabia se a viria novamente. Essa doença, se você der bobeira, ela te mata. Eu me senti 50% morto”, relata Fausto.

Cristão, o entregador acredita que a doença foi uma forma que Deus encontrou de chamar sua atenção para viver uma vida com novos e melhores hábitos. Acredita ainda que os profissionais da saúde, de certa forma, foram usados por Deus para lhe ajudar. “Quando a gente deu entrada no hospital, tive certeza que muitas coisas teriam que mudar na minha vida. Deus preparou aquele lugar, aquela situação para a gente mudar. A todo momento, ele mostrava que estava comigo. A gente tem mais que agradecer do que se vitimizar. No Hospital São Benedito eles conseguem captar o lado humano. Eles não te tratam como um pedaço de carne. Eles te olham nos olhos, te chamam pelo nome, são sempre positivos! Para eles que estão acostumados a agir dessa forma no trabalho, pode virar algo automático, mas para quem está numa situação de fragilidade, é muita coisa”, destaca o paciente.

Tal avaliação vai de encontro ao que o diretor clínico do Hospital São Benedito, Giovane Fortuna, expõe. “A melhora do paciente está diretamente ligada à observação e ao cuidado de cada profissional responsável nas UTIs e enfermarias. Todos são treinados e instruídos a sempre tratar e respeitar os pacientes como gostariam de ser tratados, caso estivessem na mesma situação. Ter essa consciência é muito importante para um bom padrão de atendimento”, explica.

O profissional revela que, ao longo desses meses de pandemia de Covid-19, as equipes foram se aprofundando cada vez mais no tratamento dos pacientes graves. “Foram desenvolvidos novos protocolos de assistência multiprofissional, bem como otimizações na área de ventilação mecânica, o que contribuiu positivamente para obtermos os resultados atuais. Associado a isso, a vacinação tem contribuído muito para diminuição das internações e, principalmente, uma redução da gravidade dos casos que necessitam internação”.

Questionado sobre o sentimento ao ver cada paciente sendo liberado com alta de volta para sua casa e família, o médico diz: “Certamente toda a equipe fica muito feliz com a quantidade de altas de pacientes nos últimos dias. É gratificante ver pessoas retornando aos seus lares e saber que o nosso trabalho foi bem realizado e obteve o resultado esperado”.

Desde o mês de março, o Hospital São Benedito transformou-se em unidade para atendimento exclusivo para tratamento de pacientes com Covid-19 e conta com 60 leitos de UTI e 40 de enfermaria.

Ler Anterior

Acusado de matar ex-companheira com 20 facadas é preso em rodoviária de Rio Verde – GO

Leia em seguida

Seleções da Colômbia e Equador chegam amanhã em Cuiabá