Notícias de Última Hora :

Justiça reconhece que concessionária não é responsável solidária em processo de indenização por defeito de carro

SINDSPEN cobra vacinação urgente para policiais penais e servidores do sistema penitenciário

Prefeito Léo Bortolin toma posse na diretoria do consórcio nacional de compras de vacinas contra a covid

Policiais Penais protestam contra a Pec-32 em todo o Estado

Prefeito de Primavera do Leste e Secretário de Cultura de MT se solidarizam com classe artística e articulam prorrogação da Lei Aldir Blanc

Membros da Academia Mato-grossense de Letras prestigiam lançamento de livro de estudante cuiabano

Pacu entra no cardápio de restaurante internacional

Grupo São Benedito retoma lançamento imobiliário com condomínio recorde de vendas

Pesquisa aponta vitória de Edemil Saldanha(DEM) em Santo Antônio do Leste-MT

Com ampliação de horário e final de ano chegando academias começam a ter mais procura em Cuiabá

Com volta às aulas permitidas, escola de Cuiabá promove visita guiada com alunos do infantil

Após pandemia, professor aposta em pousada sustentável em Cáceres

Aumento de 35% para 40% do desconto em folha e taxas menores beneficiam aposentados e pensionistas do INSS

MDB lança Léo Bortolin à reeleição em Primavera do Leste

Fonoaudióloga alerta sobre perda da audição em crianças

Cresce em Cuiabá a procura por eletroestimulação para pacientes recuperados da Covid-19

Advogado, com orgulho! (Giroldo Filho)

Para facilitar a comunicação, empresa cuiabana doará máscaras transparentes para famílias de pessoas com perda auditiva

Por erro de cálculo, empresários pagam mais impostos do que deveriam, alerta professora da UFMT

Projeto do Deputado Estadual Thiago Silva cria a medalha Pastor Sebastião Rodrigues de Souza

quarta-feira, 28 de julho de 2021

Câmara de Cuiabá homenageia ministra Damares

A ministra da ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, participa do lançamento da campanha para detecção precoce do câncer de mama

O vereador por Cuiabá, Eduardo Magalhães, presidente do  Republicanos no município, entregou nesta terça-feira (22), em Brasília, a Moção de Aplausos para Damares Alves, Ministra de Estado da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos.

De acordo com o parlamentar, que é presidente da Comissão de Amparo à Criança, ao Adolescente, ao Idoso e às Pessoas com Deficiência: “a homenagem foi realizada durante o encontro, no qual buscamos parceria junto ao Ministério, em relação aos programas federais nas áreas da criança, mulher, família, juventude, idoso, pessoa com deficiência, da igualdade racial e outros”.

O vereador afirmou ser fã do trabalho prestado por Damares, e se lembrou de um trabalho social realizado por ela, em parceria com o ex-deputado federal Vitor Paulo, no qual minha vida e de meus familiares foram modificadas.

“O que a senhora tem feito pelas famílias brasileiras tem sido fenomenal. Então lhe entregamos essa singela homenagem”, pontuou Eduardo.

A Ministra agradeceu a Moção de Aplausos, e ressaltou a importância do reconhecimento. “Isso nos anima, e nos fortalece. Somos perseguidos, criticados, incompreendidos, então quando chega uma homenagem como essa,  isso nos fortalece”.

Damares Alves

Nascida no Paraná em 1964, mudou-se para o Nordeste aos seis anos de idade, onde veio a morar nos estados da Bahia e Alagoas. Formou-se em Direito pela Faculdade de Direito de São Carlos, e em Pedagogia pela Faculdade Pio X.

Educadora, advogada, assessora parlamentar e defensora dos direitos humanos, tornou-se em meados da década de 80 uma das fundadoras do Comitê Estadual de Sergipe do Movimento Nacional Meninas e Meninos em Sergipe, que tem como principal função social a proteção de crianças e adolescentes.

Ao final dos anos 1990, Sra. Damares chamou a atenção para a questão do infanticídio nas aldeias indígenas junto ao Congresso Nacional. Passou assim a ser conhecida por intermediar o resgate de crianças que seriam mortas por motivos diversos, como deficiência, crianças gêmeas, filhos de mães solteiras, mulheres primogênitas.

Foi responsável pela redação da Lei Muwaji, que visa proteger crianças indígenas rejeitadas por tribos que correm risco de sofrer infanticídio. O nome da lei é uma homenagem a uma índia Suruwahá, que abandonou seu povo para salvar uma filha deficiente, com paralisia cerebral.

Como Ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos tem se notabilizado pela defesa dos direitos da Mulheres com a implementação de várias unidades da Casa da Mulher Brasileira.

Ler Anterior

Aposentados e pensionistas precisam realizar prova de vida e reavaliação bienal

Leia em seguida

Empresários do setor de eventos pedem apoio para retorno de atividades