Notícias de Última Hora :

Escape 60′ oferece desconto para confraternização corporativa de fim de ano

Jogo de fuga cercado de desafios, mistérios e adrenalina: conheça o Escape60′

Feira gratuita ajuda jovens a cursarem faculdades fora do país

Municípios precisam de representatividade na Assembleia Legislativa

Dia do Estudante tem programação especial em escola de Cuiabá

Justiça reconhece que concessionária não é responsável solidária em processo de indenização por defeito de carro

SINDSPEN cobra vacinação urgente para policiais penais e servidores do sistema penitenciário

Prefeito Léo Bortolin toma posse na diretoria do consórcio nacional de compras de vacinas contra a covid

Policiais Penais protestam contra a Pec-32 em todo o Estado

Prefeito de Primavera do Leste e Secretário de Cultura de MT se solidarizam com classe artística e articulam prorrogação da Lei Aldir Blanc

Membros da Academia Mato-grossense de Letras prestigiam lançamento de livro de estudante cuiabano

Pacu entra no cardápio de restaurante internacional

Grupo São Benedito retoma lançamento imobiliário com condomínio recorde de vendas

Pesquisa aponta vitória de Edemil Saldanha(DEM) em Santo Antônio do Leste-MT

Com ampliação de horário e final de ano chegando academias começam a ter mais procura em Cuiabá

Com volta às aulas permitidas, escola de Cuiabá promove visita guiada com alunos do infantil

Após pandemia, professor aposta em pousada sustentável em Cáceres

Aumento de 35% para 40% do desconto em folha e taxas menores beneficiam aposentados e pensionistas do INSS

MDB lança Léo Bortolin à reeleição em Primavera do Leste

Fonoaudióloga alerta sobre perda da audição em crianças

quinta-feira, 16 de setembro de 2021

Várzea Grande retoma cirurgias eletivas ortopédicas em busca de zerar fila

Mesmo em plena pandemia da Covid-19, a Saúde Pública em Várzea Grande avançou ao retomar em maio deste ano, através do Hospital Pronto Socorro Municipal as cirurgias eletivas ortopédicas, aquelas que não são de urgência e emergência.

Isto só foi possível com a abertura da Maternidade Francisco Lustoza de Figueiredo que recebeu a Rede Cegonha, a maternidade que funcionada dentro das dependências do Hospital Pronto Socorro Municipal e a contratação de cinco cirurgiões e sete anestesistas para realizarem as cirurgias ortopédicas eletivas consideradas de média e alta complexidade que se encontravam represadas justamente por causa do momento vivenciado em todo o Mundo com a Covid-19.

“Estamos avançando em Várzea Grande, não apenas no combate a pandemia da Covid-19, mas em toda a saúde pública, pois temos encontrado respaldo primeiramente em nossos profissionais da área médica e depois em outras esferas do Poder Público do Estado como a Assembleia Legislativa e o Governo do Estado”, disse o prefeito Kalil Baracat sinalizando que pretende continuar investindo mais do que o constitucionalmente estabelecido que é de 15% das Receitas Correntes Reais.

Várzea Grande investe anualmente, quase o dobro do previsto em lei, atingindo uma média de 28%.

Com a realização de 40 procedimentos por semana, as cirurgias eletivas, aquelas não emergenciais, a demanda de 361 solicitações registradas até maio, já vem reduzindo progressivamente a fila. Deste total já foram realizadas 216 cirurgias, e a previsão é de que até o final de agosto ou inicio de setembro a fila de espera esteja zerada para procedimentos já agendados, sem com isto deixar de atender as ocorrências de urgência e emergência que em sua

O secretário municipal de Saúde, Gonçalo de Barros, explicou que esta ação de zerar a fila de ortopedia de Várzea Grande é exclusiva da Administração Municipal e é realizada com recursos próprios do Tesouro Municipal e servidores da Saúde Pública Municipal.

“Com a Pandemia os hospitais referências da Rede SUS de Mato Grosso que atendem a Região Metropolitana com cirurgias ortopédicas eletivas, pararam de atender os pacientes de diversas cidades de Mato Grosso, de outros estados vizinhos e até mesmo países, pois se tornaram referência para atendimento a Covid-19, como a Santa Casa de Misericórdia e o Hospital Estadual Metropolitano. Várzea Grande já estava com filas acumuladas, então resolvemos nos reorganizar e reestruturar o Hospital e Pronto Socorro. Tiramos a Rede Cegonha de dentro da unidade, e transferimos ela para um novo local, o Hospital Materno Infantil (antigo São Lucas), o que possibilitou a abertura de um novo centro cirúrgico, dentro do Pronto Socorro, para a retomada destas cirurgias. A meta é zerar esta antiga fila, e continuar atendendo as demandas espontâneas que surgem todos os dias, em consequência de quedas, acidentes de motocicletas e automóveis, entre outros casos , sendo a unidade hospitalar porta de entrada às urgências e emergências na Rede SUS sem nenhum custo para os pacientes”, informou o secretário.

Gonçalo de Barros explica que o município passou a oferecer um serviço com maior qualidade e resolutividade, frente às demandas da cidade em ortopedia que hoje se trata da maior especialidade que exige intervenções cirúrgicas tanto eletivas quanto de urgência e emergência.

“O resultado também é fruto da contratação de profissionais das áreas de ortopedia, que tivemos que contratar mais 5 especialistas e 7 anestesiologistas, que somados aos profissionais do Pronto Socorro articularam-se em torno dessa causa. Podemos considerar que o ‘Mutirão da Ortopedia”, está sendo realizado com muita responsabilidade, transparência e atendimento humanizado, pois o que o prefeito Kalil Baracat nos cobrar insistentemente é o atendimento humanizado as pessoas e resultados positivos”, disse.

Gonçalo de Barros lembra que dessa forma o Hospital e Pronto Socorro cumpre o seu papel com eficiência dentro da Rede de Atenção à Saúde. “O que é uma realidade também em relação aos casos de urgência e emergência de cirurgias gerais, onde os pacientes que buscam a porta do Hospital Pronto Socorro são atendidos. Essa ação da ortopedia de zerar a fila, propicia que a unidade possa atender de forma mais célere os casos novos que vão chegando à unidade, para esta especialidade”, disse.

O médico ortopedista Marcelo André que realiza cirurgias em Várzea Grande lembrou que a Rede Cegonha passa a ter prioridade quando instalada dentro do Hospital Pronto Socorro.

“É rotina médica que entre uma cirurgia eletiva e um parto ou cesariana, esta tenha prioridade, então quando a rede Cegonha foi transferida para a nova Maternidade Municipal, passamos a ter maiores e melhores condições de atender aqueles que estavam em fila de espera por cirurgias eletivas ortopédicas, que mesmo não sendo de urgência e emergência, provoca desconforto, dores e até mesmo limita a atuação das pessoas”, disse o ortopedista reconhecendo os avanços conquistados pela saúde em Várzea Grande.

O gestor da Pasta da Saúde destaca ainda que para esta Ação do “Mutirão Ortopédico”, contou com o total apoio do prefeito Kalil Baracat, que não mede esforços em fortalecer e avançar ainda mais nas ações de Saúde, consideradas importantes para o bem-estar da população várzea-grandense.

“Ficamos felizes com esse resultado de já termos realizado 216 cirurgias, faltando 145, que já estão programadas, e tem data para finalizar. Uma boa ação para a Rede SUS do município, uma vez que a unidade continua exercendo o papel estratégico de atuação, tendo sua missão articulada com toda a Rede Estadual de Saúde”, ressaltou, lembrando que não só são os várzea-grandenses que estão sendo atendidos e sim os pacientes da Rede SUS da baixada cuiabana, que deram entrada na unidade hospitalar.

Ler Anterior

Câmara fecha após 6 casos em Cuiabá

Leia em seguida

Mato Grosso cria fundo de R$ 100 milhões para facilitar acesso de crédito a pequenos empreendedores