Notícias de Última Hora :

Aparelho auditivo com “modo máscara” é alternativa que possibilita a comunicação com a proteção facial

Professora da UFMT recebe moção de aplausos em homenagem ao Dia do Contador

Escape 60′ oferece desconto para confraternização corporativa de fim de ano

Jogo de fuga cercado de desafios, mistérios e adrenalina: conheça o Escape60′

Feira gratuita ajuda jovens a cursarem faculdades fora do país

Municípios precisam de representatividade na Assembleia Legislativa

Dia do Estudante tem programação especial em escola de Cuiabá

Justiça reconhece que concessionária não é responsável solidária em processo de indenização por defeito de carro

SINDSPEN cobra vacinação urgente para policiais penais e servidores do sistema penitenciário

Prefeito Léo Bortolin toma posse na diretoria do consórcio nacional de compras de vacinas contra a covid

Policiais Penais protestam contra a Pec-32 em todo o Estado

Prefeito de Primavera do Leste e Secretário de Cultura de MT se solidarizam com classe artística e articulam prorrogação da Lei Aldir Blanc

Membros da Academia Mato-grossense de Letras prestigiam lançamento de livro de estudante cuiabano

Pacu entra no cardápio de restaurante internacional

Grupo São Benedito retoma lançamento imobiliário com condomínio recorde de vendas

Pesquisa aponta vitória de Edemil Saldanha(DEM) em Santo Antônio do Leste-MT

Com ampliação de horário e final de ano chegando academias começam a ter mais procura em Cuiabá

Com volta às aulas permitidas, escola de Cuiabá promove visita guiada com alunos do infantil

Após pandemia, professor aposta em pousada sustentável em Cáceres

Aumento de 35% para 40% do desconto em folha e taxas menores beneficiam aposentados e pensionistas do INSS

quinta-feira, 23 de setembro de 2021

Shopping pede despejo de cinema por dívida de R$ 800 mil, mas Justiça nega

A pandemia da covid-19 trouxe impacto financeiro negativo para a Cinépolis, operadora de cinemas localizada no Shopping Estação, em Cuiabá. Com as portas fechadas, o espaço acumulou dívida de R$ 667 mil em aluguéis atrasados, o que motivou um pedido de despejo por parte da administradora do local.

No dia 9 de julho, a juíza Edleuza Zorgetti Monteiro da Silva, em substituição na 4ª Vara Cível de Cuiabá, negou o pedido do shopping para decretar ordem de despejo de forma liminar, ou seja, antecipada.

Segundo a juíza, a lei federal nº 8.245/1991, que trata de locações de imóveis urbanos, é clara em relação às hipóteses de despejo liminar. Entretanto, o caso envolvendo o cinema não se enquadra em nenhuma delas.

A juíza ainda ponderou que há perigo de que, se for deferido o pedido de despejo liminar, a situação não possa ser revertida. Além disso, destacou que a operadora de cinema fez “investimentos consideráveis” no imóvel, de forma que “a desocupação permitiria ao autor realizar nova locação, o que demandaria a retirada de toda a estrutura montada pelo requerido”.

Dívidas acumuladas

De acordo com o processo movido pelo Shopping Estação, a operadora Cinépolis firmou contrato em julho de 2014 para locação do espaço pelo prazo de 120 meses, no período entre 2018 e 2028. O contrato, segundo o shopping, veio a ser alterado duas vezes: na primeira, para mudança do representante legal; na segunda, para conceder desconto sobre o aluguel mensal, entre março e agosto de 2019. Na época, foi condicionada a pontualidade no pagamento da parcela.

“Ocorre, no entanto, que a parte Ré/Locatária tem infringido as disposições contratuais firmadas, encontrando-se inadimplente em relação aos aluguéis e encargos locatícios”, explicou o shopping à Justiça.

A dívida teria se acumulado entre agosto de 2020 e maio de 2021, totalizando um montante de R$ 667.026,42. O valor atualizado, porém, já chega a R$ 800.421,71, de acordo com o shopping, em razão da multa contratual de 10%, juros moratórios de 1% e, ainda, correção monetária.

“Assim, demonstrada estando a infração contratual, na modalidade de inadimplemento, imperiosa se torna a decretação imediata do desfazimento do contrato, ao teor do art. 9º, III, da Lei 8245/91”, assinalou o shopping.

A administradora ainda frisou que, nesta ação, pede apenas o despejo do cinema, e que a dívida deverá ser cobrada em ação própria a ser movida futuramente.

Imagem: Divulgação

Informações: Reporter MT

Ler Anterior

Secretário de Saúde anuncia que 28 municípios vão receber doses extras; Cuiabá de fora

Leia em seguida

Homem que matou esposa com marretadas na cabeça é preso