Notícias de Última Hora :

Justiça reconhece que concessionária não é responsável solidária em processo de indenização por defeito de carro

SINDSPEN cobra vacinação urgente para policiais penais e servidores do sistema penitenciário

Prefeito Léo Bortolin toma posse na diretoria do consórcio nacional de compras de vacinas contra a covid

Policiais Penais protestam contra a Pec-32 em todo o Estado

Prefeito de Primavera do Leste e Secretário de Cultura de MT se solidarizam com classe artística e articulam prorrogação da Lei Aldir Blanc

Membros da Academia Mato-grossense de Letras prestigiam lançamento de livro de estudante cuiabano

Pacu entra no cardápio de restaurante internacional

Grupo São Benedito retoma lançamento imobiliário com condomínio recorde de vendas

Pesquisa aponta vitória de Edemil Saldanha(DEM) em Santo Antônio do Leste-MT

Com ampliação de horário e final de ano chegando academias começam a ter mais procura em Cuiabá

Com volta às aulas permitidas, escola de Cuiabá promove visita guiada com alunos do infantil

Após pandemia, professor aposta em pousada sustentável em Cáceres

Aumento de 35% para 40% do desconto em folha e taxas menores beneficiam aposentados e pensionistas do INSS

MDB lança Léo Bortolin à reeleição em Primavera do Leste

Fonoaudióloga alerta sobre perda da audição em crianças

Cresce em Cuiabá a procura por eletroestimulação para pacientes recuperados da Covid-19

Advogado, com orgulho! (Giroldo Filho)

Para facilitar a comunicação, empresa cuiabana doará máscaras transparentes para famílias de pessoas com perda auditiva

Por erro de cálculo, empresários pagam mais impostos do que deveriam, alerta professora da UFMT

Projeto do Deputado Estadual Thiago Silva cria a medalha Pastor Sebastião Rodrigues de Souza

quarta-feira, 28 de julho de 2021

Cuiabá completa 6 meses de campanha de vacinação com mais de 330 mil doses aplicadas

Em 20 de janeiro deste ano a capital mato-grossense começou a aplicação das vacinas contra o coronavírus na população. A campanha de imunização começou no polo do Centro de Eventos do Pantanal, que ficou aberto até o fim de maio e onde cerca de 110 mil pessoas foram imunizadas.

Seis meses depois da primeira pessoa ser vacinada, mais de 330 mil doses foram aplicadas em Cuiabá. A primeira dose foi aplicada em mais de 246 mil pessoas, o que representa 94% dos imunizantes utilizados que chegaram para dose 1. A segunda dose foi aplicada em cerca de 73,5 mil pessoas, o que representa 57% das doses utilizadas que chegaram como dose 2. Essa diferença na aplicação da D1 e D2 acontece porque o intervalo de aplicação das vacinas da Astrazeneca e da Pfizer é de 12 semanas, que começaram a ser aplicadas na segunda quinzena do mês de julho. A aplicação da vacina da Janssen, de dose única já foi realizada em cerca de 12 mil pessoas, num total de 80% de aplicação das doses que chegaram.

No momento a vacinação em Cuiabá está sendo realizada para o público de 45 anos acima sem comorbidades. Também estão sendo vacinados os trabalhadores da indústria, caminhoneiros e os remanescentes dos outros grupos prioritários. Com o alto índice de abstenção observado principalmente aos sábados, que chega a 50%, o prefeito Emanuel Pinheiro determinou a abertura do cadastro para a população acima de 18 anos. Este público está sendo agendado com as doses dos faltosos após 48h sem justificativa e a quantidade de vacinas para cada grupo é distribuída de acordo com a porcentagem que o grupo corresponde na população.

“Determinei a abertura do cadastro do público de 18 anos acima sem comorbidades após a constatação de que muitas pessoas estão faltando nos dias agendados sem justificarem. Não é justo deixarmos essas doses paradas sendo que há muitas pessoas de faixas etárias menores que estão ansiosas para receberem a vacina. Por isso a distribuição das doses dos faltosos está sendo feita de maneira justa, dentro do quantitativo que o grupo representa na população. Mas é importante que estas pessoas entendam que Cuiabá ainda não recebeu as doses destinadas para elas, por isso apenas as vacinas de quem falta é que são distribuídas, por isso o grupo de 18 a 44 anos não está sendo vacinado rapidamente. Importante ressaltar que, quanto mais vacinas recebermos, mais rápido a campanha vai andar. Infelizmente não de pende de nós. Depende do Governo Federal enviar mais doses para acelerarmos a vacinação”, explicou o prefeito Emanuel Pinheiro.

Ele revela ainda que à medida que os grupos prioritários forem terminando, a campanha continuará baixando a faixa etária para imunização. “Estamos vacinando neste momento todas as pessoas de 45 a 49 anos. Quando esse grupo acabar, se tivermos vacinas para primeira dose, abriremos do grupo de 40 a 44 anos e continuaremos vacinando com as doses dos faltosos o grupo de 18 a 39 anos, e assim sucessivamente. Nossa intenção é vacinar toda a população o quanto antes, para que possamos controlar a pandemia e para voltarmos a viver normalmente, sem medo e com saúde”, finalizou Pinheiro.

Ler Anterior

Larissa Manoela exibe curvas avantajadas em look curtinho e dispara: “Mood pra começar a semana”

Leia em seguida

Primavera recebe abertura nacional da colheita do milho