Notícias de Última Hora :

Justiça reconhece que concessionária não é responsável solidária em processo de indenização por defeito de carro

SINDSPEN cobra vacinação urgente para policiais penais e servidores do sistema penitenciário

Prefeito Léo Bortolin toma posse na diretoria do consórcio nacional de compras de vacinas contra a covid

Policiais Penais protestam contra a Pec-32 em todo o Estado

Prefeito de Primavera do Leste e Secretário de Cultura de MT se solidarizam com classe artística e articulam prorrogação da Lei Aldir Blanc

Membros da Academia Mato-grossense de Letras prestigiam lançamento de livro de estudante cuiabano

Pacu entra no cardápio de restaurante internacional

Grupo São Benedito retoma lançamento imobiliário com condomínio recorde de vendas

Pesquisa aponta vitória de Edemil Saldanha(DEM) em Santo Antônio do Leste-MT

Com ampliação de horário e final de ano chegando academias começam a ter mais procura em Cuiabá

Com volta às aulas permitidas, escola de Cuiabá promove visita guiada com alunos do infantil

Após pandemia, professor aposta em pousada sustentável em Cáceres

Aumento de 35% para 40% do desconto em folha e taxas menores beneficiam aposentados e pensionistas do INSS

MDB lança Léo Bortolin à reeleição em Primavera do Leste

Fonoaudióloga alerta sobre perda da audição em crianças

Cresce em Cuiabá a procura por eletroestimulação para pacientes recuperados da Covid-19

Advogado, com orgulho! (Giroldo Filho)

Para facilitar a comunicação, empresa cuiabana doará máscaras transparentes para famílias de pessoas com perda auditiva

Por erro de cálculo, empresários pagam mais impostos do que deveriam, alerta professora da UFMT

Projeto do Deputado Estadual Thiago Silva cria a medalha Pastor Sebastião Rodrigues de Souza

domingo, 1 de agosto de 2021

Morto há seis dias, corpo de homem é resgatado de local de difícil acesso no Pantanal

O corpo de um homem conhecido como ‘Paraná’, 43 anos, foi finalmente retirado de uma fazenda de difícil acesso no Pantanal. O corpo já estava em estado de decomposição.

Segundo Claudiney, popular Tatu, a vítima estava em Mato Grosso há 20 anos, e os dois eram muito amigos. Ele contou que o corpo do amigo estava a seis dias sendo comido por urubus, pois se fosse uma onça já teriam ido de helicóptero tirar o animal.

“Se fosse uma onça que tivesse morta lá ou então queimada, estava em todos os jornais, mas é um peão. Se fosse um fazendeiro de Poconé estaria também em todos os jornais. Eu estou revoltado com isso aí. O Corpo tá lá perto da casa e ninguém foi fazer nada. Se fosse um bicho tinha mais de 10 helicópteros, mas é ser humano e tá lá a míngua”, desabafou o amigo.

A filha de Tatu entrou em contato com a reportagem do , na manhã de hoje (20.07), pedindo ajuda para que as autoridades competentes fizessem algo, pois todos queriam dar um velório digno ao amigo.

Ao , a assessoria da Polícia Judiciária Civil (PJC), informou que no sábado (17), um funcionário da fazenda procurou a Delegacia de Poconé para relatar sobre a morte de Paraná.

O homem ficava sozinho na propriedade e o funcionário não conseguia contato com ele, então resolveu alugar uma aeronave para ir até à fazenda onde encontrou a vítima já sem vida, já no início de estágio de decomposição.

Ainda segundo a PJC, a propriedade é muito longe, ficando a cerca de 170 km de chão de Poconé e de difícil acesso. No domingo (18), pela manhã, duas viaturas da Polícia Civil e uma equipe da Politec se deslocaram até a fazenda, porém não conseguiram chegar ao local devido às condições da estrada.

Diante dos fatos, uma aeronave da Ciopaer realizou o deslocamento até a propriedade, na manhã desta terça-feira (20.07), às 08 horas, com a equipe da Politec, IML e o guia, que tomarão as primeiras providências necessárias, como perícia do local e recolhimento do corpo.

A Polícia Civil aguarda o retorno das equipes para dar continuidade às investigações.

 

Ler Anterior

Câmara de Cuiabá retoma recesso de julho

Leia em seguida

Governo lança edital para construir primeira ferrovia estadual de MT e espera empregar 235 mil pessoas