Notícias de Última Hora :

Escape 60′ oferece desconto para confraternização corporativa de fim de ano

Jogo de fuga cercado de desafios, mistérios e adrenalina: conheça o Escape60′

Feira gratuita ajuda jovens a cursarem faculdades fora do país

Municípios precisam de representatividade na Assembleia Legislativa

Dia do Estudante tem programação especial em escola de Cuiabá

Justiça reconhece que concessionária não é responsável solidária em processo de indenização por defeito de carro

SINDSPEN cobra vacinação urgente para policiais penais e servidores do sistema penitenciário

Prefeito Léo Bortolin toma posse na diretoria do consórcio nacional de compras de vacinas contra a covid

Policiais Penais protestam contra a Pec-32 em todo o Estado

Prefeito de Primavera do Leste e Secretário de Cultura de MT se solidarizam com classe artística e articulam prorrogação da Lei Aldir Blanc

Membros da Academia Mato-grossense de Letras prestigiam lançamento de livro de estudante cuiabano

Pacu entra no cardápio de restaurante internacional

Grupo São Benedito retoma lançamento imobiliário com condomínio recorde de vendas

Pesquisa aponta vitória de Edemil Saldanha(DEM) em Santo Antônio do Leste-MT

Com ampliação de horário e final de ano chegando academias começam a ter mais procura em Cuiabá

Com volta às aulas permitidas, escola de Cuiabá promove visita guiada com alunos do infantil

Após pandemia, professor aposta em pousada sustentável em Cáceres

Aumento de 35% para 40% do desconto em folha e taxas menores beneficiam aposentados e pensionistas do INSS

MDB lança Léo Bortolin à reeleição em Primavera do Leste

Fonoaudióloga alerta sobre perda da audição em crianças

quinta-feira, 16 de setembro de 2021

Maioria dos deputados de MT votou contra privatização dos Correios; 3 foram a favor

A maioria dos deputados federais de Mato Grosso votou contra a privatização da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos, os Correios, em sessão na tarde desta quinta-feira (5) na Câmara dos Deputados.

De Mato Grosso, apenas o deputado Dr. Leonardo (Solidariedade) não votou no projeto por estar de licença médica. Os deputados Emanuelzinho Neto (PTB), Juarez Costa (MDB), Valtenir Pereira (MDB) e Rosa Neide (PT) foram contrários ao projeto. Já Neri Geller (Progressistas), Nelson Barbudo (PSL) e José Medeiros (Podemos) disseram “sim” à privatização.

O texto-base do projeto de lei prevê a venda de 100% da empresa pública, em um leilão que deve ser realizado já no primeiro semestre de 2022. A proposta foi aprovada por maioria dos deputados federais, sendo 286 parlamentares favoráveis, 173 contrários e duas abstenções. Agora, a matéria vai ser discutida no Senado.

Segundo o texto, a empresa que comprar os Correios terá uma exclusividade mínima de cinco anos para os serviços postais e demandas semelhantes, mas o contrato de concessão pode ter prazo superior.

O projeto também não prevê valores limitados para a cobrança dos serviços. No entanto, destaque do relator Gil Cutrim (Republicamos-MA) tenta incluir uma “tarifa social” parra os usuários que não têm condições de pagar pelo serviço de cartas.

O texto fala, porém, de um Plano de Demissão Voluntária para os trabalhadores dos Correios. Quem aderir terá direito a uma indenização equivalente a 12 vezes o salário, além da manutenção do plano de saúde por 12 meses e um plano de requalificação profissional. Esse Plano terá que ser aderido pelos trabalhadores em até 180 dias da privatização, ou seja, seis meses.

Depois de votarem o texto-base, os deputados começaram a votar os destaques e emendas à proposta. Após, o projeto vai ser encaminhado para votação no Senado.

Imagem: Reprodução

Ler Anterior

Mileide Mihaile abusa da sensualidade em ensaio todo íntimo: “Haja coração!

Leia em seguida

Traficante aproveita queda de energia, escala muro e foge da PCE