Notícias de Última Hora :

Aparelho auditivo com “modo máscara” é alternativa que possibilita a comunicação com a proteção facial

Professora da UFMT recebe moção de aplausos em homenagem ao Dia do Contador

Escape 60′ oferece desconto para confraternização corporativa de fim de ano

Jogo de fuga cercado de desafios, mistérios e adrenalina: conheça o Escape60′

Feira gratuita ajuda jovens a cursarem faculdades fora do país

Municípios precisam de representatividade na Assembleia Legislativa

Dia do Estudante tem programação especial em escola de Cuiabá

Justiça reconhece que concessionária não é responsável solidária em processo de indenização por defeito de carro

SINDSPEN cobra vacinação urgente para policiais penais e servidores do sistema penitenciário

Prefeito Léo Bortolin toma posse na diretoria do consórcio nacional de compras de vacinas contra a covid

Policiais Penais protestam contra a Pec-32 em todo o Estado

Prefeito de Primavera do Leste e Secretário de Cultura de MT se solidarizam com classe artística e articulam prorrogação da Lei Aldir Blanc

Membros da Academia Mato-grossense de Letras prestigiam lançamento de livro de estudante cuiabano

Pacu entra no cardápio de restaurante internacional

Grupo São Benedito retoma lançamento imobiliário com condomínio recorde de vendas

Pesquisa aponta vitória de Edemil Saldanha(DEM) em Santo Antônio do Leste-MT

Com ampliação de horário e final de ano chegando academias começam a ter mais procura em Cuiabá

Com volta às aulas permitidas, escola de Cuiabá promove visita guiada com alunos do infantil

Após pandemia, professor aposta em pousada sustentável em Cáceres

Aumento de 35% para 40% do desconto em folha e taxas menores beneficiam aposentados e pensionistas do INSS

quinta-feira, 23 de setembro de 2021

Alunos inclusos vão receber tratamento especializado para melhorar desempenho escolar

A secretaria municipal de Educação, Cultura, Esporte e Lazer (Smecel) assinou termo de cooperação técnica com a empresa Campi Centro de Acolhimento Social para disponibilização de consultas e avaliações médicas a alunos da educação inclusiva da rede municipal de ensino de Várzea Grande. As avaliações e laudos já estão sendo realizados pela equipe multidisciplinar do Campi e, assim que concluírem essa etapa, os alunos serão encaminhados para o tratamento.

Conforme explica o secretário da pasta Silvio Fidelis, a cooperação técnica visa oferecer o atendimento ao aluno que apresenta déficit em sua aprendizagem e que precisa de um diagnóstico realizado por profissional especializado, que será feito de forma gratuita. A Smecel irá encaminhar o aluno para o programa de avaliação multidisciplinar no Campi e investigação de possíveis carências no atraso global do desenvolvimento, que possam interferir no seu desempenho escolar.

“Queremos oferecer aos nossos alunos da educação inclusiva as mesmas oportunidades dos demais alunos. Com essa iniciativa vamos melhorar o desempenho escolar deles”, pontuou Fidelis.

Os trabalhos serão coordenados pela equipe do Centro Municipal de Atendimento e Apoio à Inclusão João Ribeiro Filho, que vai encaminhar os alunos para as avaliações e tratamentos no Campi.

Conforme explica o diretor administrativo do Campi, Umberto Silva, com esse tratamento, as crianças que apresentam alguma deficiência, terão inclusão social e educacional. A criança passará por uma equipe multidisciplinar, que vai indicar o tipo e o quantitativo de tratamento que ela precisa, ou seja, quantas vezes por mês ou por semana. “Recebendo esse tratamento, que é um método preventivo, o desempenho escolar dessa criança será muito grande, pois uma criança tratada precocemente será um adulto completamente autônomo. Isso, para a criança e para família, é um ganho social e econômico muito grande”, ressalta.

Umberto Silva explica ainda que, atualmente, esse tipo de atendimento é feito apenas no Estado do Rio Grande do Sul, onde a empresa tem a sua sede. “Com esse projeto, a cidade de Várzea Grande vai se destacar e será referência nacional, pois não existe outro município que faça esse trabalho na área da educação, que vai desde o bebê até o adolescente. Vamos dar apoio aos alunos e também às suas famílias”, detalha.

A partir do laudo é feita a indicação ao tratamento. A clínica disponibiliza o atendimento de vários profissionais, entre eles fisioterapeuta, fonoaudiólogo, nutricionista, assistente social, terapeuta ocupacional, psiquiatra, psicólogo, pediatra, clínico geral, enfermeiro e técnico em enfermagem. “É importante destacar que as avaliações, com o diagnóstico e indicação do tratamento serão feitas de forma gratuita”, enfatiza o secretário Silvio Fidelis.

O Campi vai oferecer um treinamento de qualificação para os profissionais da educação que trabalham na ponta identificarem as crianças com algum tipo de transtorno. “Com essa parceria, a Smecel possibilitará o resgate familiar e a socialização da criança no ambiente escolar”, observa a superintendente Pedagógica, Luz Marina Coelho.

Centro João Ribeiro Filho – Várzea Grande já é referência em Mato Grosso com o atendimento de crianças que apresentam algum tipo de deficiência como autismo, síndrome de Down, deficiência física, visual, auditiva, deficiência intelectual e outros transtornos de hiperatividade (TDH), transtorno de leitura e escrita (Dislexia) e transtorno de aprendizagem. Esses alunos recebem atendimento especializado no Centro João Ribeiro Filho nas áreas de psicologia, fisioterapia, fonoaudiologia, terapia ocupacional, serviço social e psicomotricidade aquática.

Ler Anterior

Palestra sobre violência contra a mulher é proferida para comunidade escolar

Leia em seguida

Petrobras assina contrato de venda de refinaria em Manaus