Notícias de Última Hora :

Aparelho auditivo com “modo máscara” é alternativa que possibilita a comunicação com a proteção facial

Professora da UFMT recebe moção de aplausos em homenagem ao Dia do Contador

Escape 60′ oferece desconto para confraternização corporativa de fim de ano

Jogo de fuga cercado de desafios, mistérios e adrenalina: conheça o Escape60′

Feira gratuita ajuda jovens a cursarem faculdades fora do país

Municípios precisam de representatividade na Assembleia Legislativa

Dia do Estudante tem programação especial em escola de Cuiabá

Justiça reconhece que concessionária não é responsável solidária em processo de indenização por defeito de carro

SINDSPEN cobra vacinação urgente para policiais penais e servidores do sistema penitenciário

Prefeito Léo Bortolin toma posse na diretoria do consórcio nacional de compras de vacinas contra a covid

Policiais Penais protestam contra a Pec-32 em todo o Estado

Prefeito de Primavera do Leste e Secretário de Cultura de MT se solidarizam com classe artística e articulam prorrogação da Lei Aldir Blanc

Membros da Academia Mato-grossense de Letras prestigiam lançamento de livro de estudante cuiabano

Pacu entra no cardápio de restaurante internacional

Grupo São Benedito retoma lançamento imobiliário com condomínio recorde de vendas

Pesquisa aponta vitória de Edemil Saldanha(DEM) em Santo Antônio do Leste-MT

Com ampliação de horário e final de ano chegando academias começam a ter mais procura em Cuiabá

Com volta às aulas permitidas, escola de Cuiabá promove visita guiada com alunos do infantil

Após pandemia, professor aposta em pousada sustentável em Cáceres

Aumento de 35% para 40% do desconto em folha e taxas menores beneficiam aposentados e pensionistas do INSS

quinta-feira, 23 de setembro de 2021

MPF não vê autoria de crime e pede absolvição de ex-adjunto de Cuiabá

O procurador da República, Carlos Augusto Guarilha de Aquino Filho, não viu autoria de participação do ex-secretário-adjunto de Saúde de Cuiabá, Flávio Alexandre Taques da Silva, em supostos esquemas na Pasta, alvos da Operação Sangria, e pediu a sua absolvição no processo penal. A manifestação do Ministério Público Federal (MPF) é da última sexta-feira (27).

O MPF também pediu a absolvição de Fábio Alex Taques Figueiredo, que trabalhava na parte financeira do Grupo Prox, que integra as empresas Qualycare e Proclin.

“Além disso, verifica-se que os documentos apreendidos na sua sala, na Secretaria Municipal de Saúde de Cuiabá, e no Departamento Administrativo Financeiro, não têm relação direta com os fatos aqui apurados”, afirmou o procurador.

Os documentos apreendidos em sua residência e em seu carro também não possuem vínculo com as supostas fraudes investigadas na 7ª Vara Federal de Cuiabá.

Em relação à acusação de ter queimado documentos em sua churrasqueira, o procurador afirmou que os papéis queimados não puderam ser identificados e que os investigados na Operação declararam que não conheciam Flávio Alexandre.

Guarrilha apontou ainda que a acusação de que Fábio Alex Taques teria apagado documentos digitais não condiz, já que ele era do setor financeiro do Grupo Prox. O empresário e o ex-adjunto da Saúde não possuem nenhum parentesco, apesar da familiaridade dos nomes.

Ler Anterior

PL de deputada proíbe exigência de cartão de vacina para acessar estabelecimentos comerciais

Leia em seguida

MT vai realizar duas audiências públicas na próxima semana para defender implantação do BRT