Notícias de Última Hora :

Consultora financeira explica sobre a nova liberação de empréstimo para quem é beneficiário do BPC

Fonoaudióloga defende diagnóstico precoce para prevenção da perda auditiva

Atleta olímpico participa de jogo de fuga em Cuiabá

Dia do fonoaudiólogo: entenda a importância desse profissional no ambiente hospitalar

Profissionalismo e dedicação marcam 20 anos de profissão da fonoaudióloga Samia Ribeiro

Chapa 2 Integração protocola pedido para que profissionais da contabilidade tenham férias fiscais em MT

Adrenalina, desafios e diversão te esperam no Halloween da Escape60, em Cuiabá

Encontro automobilístico “Esperienza” supermáquinas entra para o calendário de eventos em Mato Grosso

Experiência única de recreação e entretenimento: Conheça o Escape60′

Fotógrafo vem a MT para ensaios que levantam autoestima de mulheres

Aparelho auditivo com “modo máscara” é alternativa que possibilita a comunicação com a proteção facial

Professora da UFMT recebe moção de aplausos em homenagem ao Dia do Contador

Escape 60′ oferece desconto para confraternização corporativa de fim de ano

Jogo de fuga cercado de desafios, mistérios e adrenalina: conheça o Escape60′

Feira gratuita ajuda jovens a cursarem faculdades fora do país

Municípios precisam de representatividade na Assembleia Legislativa

Dia do Estudante tem programação especial em escola de Cuiabá

Justiça reconhece que concessionária não é responsável solidária em processo de indenização por defeito de carro

SINDSPEN cobra vacinação urgente para policiais penais e servidores do sistema penitenciário

Prefeito Léo Bortolin toma posse na diretoria do consórcio nacional de compras de vacinas contra a covid

Policiais Penais protestam contra a Pec-32 em todo o Estado

Prefeito de Primavera do Leste e Secretário de Cultura de MT se solidarizam com classe artística e articulam prorrogação da Lei Aldir Blanc

Membros da Academia Mato-grossense de Letras prestigiam lançamento de livro de estudante cuiabano

Pacu entra no cardápio de restaurante internacional

Grupo São Benedito retoma lançamento imobiliário com condomínio recorde de vendas

Pesquisa aponta vitória de Edemil Saldanha(DEM) em Santo Antônio do Leste-MT

Com ampliação de horário e final de ano chegando academias começam a ter mais procura em Cuiabá

Com volta às aulas permitidas, escola de Cuiabá promove visita guiada com alunos do infantil

Após pandemia, professor aposta em pousada sustentável em Cáceres

Aumento de 35% para 40% do desconto em folha e taxas menores beneficiam aposentados e pensionistas do INSS

MDB lança Léo Bortolin à reeleição em Primavera do Leste

Fonoaudióloga alerta sobre perda da audição em crianças

Cresce em Cuiabá a procura por eletroestimulação para pacientes recuperados da Covid-19

Advogado, com orgulho! (Giroldo Filho)

Para facilitar a comunicação, empresa cuiabana doará máscaras transparentes para famílias de pessoas com perda auditiva

Por erro de cálculo, empresários pagam mais impostos do que deveriam, alerta professora da UFMT

Projeto do Deputado Estadual Thiago Silva cria a medalha Pastor Sebastião Rodrigues de Souza

Estudante de Cuiabá participa de live para arrecadar fundos para combater covid 19

Estado atende deputado Thiago e entrega 2 ambulâncias para Rondonópolis

Perda auditiva não tratada gera mais gastos com a saúde, diz pesquisa

domingo, 14 de agosto de 2022

PMs pagavam o ‘informante’ com drogas e armas de fogo

Policiais militares investigados na operação Simulacrum pagavam pelo “serviço” de informante com entorpecentes e armas de fogo. Informação consta do depoimento da esposa do delator Ruiter Cardoso da Silva, 44, prestado no dia 31 de março, quando foi deflagrada a operação pela Força Tarefa da Polícia Civil e Ministério Público Estadual (MPE) que resultou na prisão de 64 policiais militares de batalhões de elite da Polícia Militar na Grande Cuiabá, acusados de forjar confrontos para executar criminosos. Kássia de Matos Moreira, 41, confirmou as declarações do ex-marido como acrescentou novas informações sobre a relação entre o informante e o grupo investigado. Ruiter tinha até a insígnia dos militares, se vestia como um PM e saia com os militares em diligências para “emburacar” bandidos.

 

Segundo ela, Ruiter “fingia ser bandido” para atrair os criminosos e depois passar informações aos militares que os prendiam. Cita que certa vez, na região da estrada da Guia, nas proximidades do centro do curso da formação de soldados, o soldado Jonathan Carvalho de Santana passou um tablete de drogas para Ruiter como pagamento e que em outras duas oportunidades ele recebeu armas de fogo como gratificação pelos serviços de informante.

 

Cita em depoimento nomes de oficiais que transferiram dinheiro para a conta dela, bem como que entregaram envelopes com dinheiro a Ruiter como pagamento de uma ação que deu errada, quando ele ameaçou delatar o esquema.   Fato teria ocorrido no bairro Jardim Vitória quando 5 homens fortemente armados foram presos em uma casa na noite de 12 de novembro de 2020. O “confronto” não ocorreu e os homens não foram mortos porque uma viatura do policiamento da área chegou ao local antes dos policiais de elite, que atraíram o grupo ao local para matá-los. Com a ação frustrada criou-se a versão de que o grupo iria roubar o comitê eleitoral da então candidata a vereadora Edleuza Mesquita.

 

Os policiais militares são acusados de 24 mortes e 4 tentativas de homicídios, ocorridos em 6 situações que pelas semelhanças passaram a ser alvo de investigação da Polícia Civil. Decisão em habeas corpus colocou o grupo em liberdade dois dias após a operação.

 

Kássia e o irmão Wesley Matos Moreira, também foram presos na operação. Ambos são sobrinhos do coronel PM Esnaldo de Souza Moreira, que respondia pelo policiamento da PM na Capital.

Fonte: Gazeta Digital

Ler Anterior

Luciana Gimenez é clicada com fantasia e descuido mostra demais: “Apareceu tudo!”

Leia em seguida

Presidente da Ager diz que problema do transporte coletivo em VG compete à Prefeitura