Notícias de Última Hora :

Consultora financeira explica sobre a nova liberação de empréstimo para quem é beneficiário do BPC

Fonoaudióloga defende diagnóstico precoce para prevenção da perda auditiva

Atleta olímpico participa de jogo de fuga em Cuiabá

Dia do fonoaudiólogo: entenda a importância desse profissional no ambiente hospitalar

Profissionalismo e dedicação marcam 20 anos de profissão da fonoaudióloga Samia Ribeiro

Chapa 2 Integração protocola pedido para que profissionais da contabilidade tenham férias fiscais em MT

Adrenalina, desafios e diversão te esperam no Halloween da Escape60, em Cuiabá

Encontro automobilístico “Esperienza” supermáquinas entra para o calendário de eventos em Mato Grosso

Experiência única de recreação e entretenimento: Conheça o Escape60′

Fotógrafo vem a MT para ensaios que levantam autoestima de mulheres

Aparelho auditivo com “modo máscara” é alternativa que possibilita a comunicação com a proteção facial

Professora da UFMT recebe moção de aplausos em homenagem ao Dia do Contador

Escape 60′ oferece desconto para confraternização corporativa de fim de ano

Jogo de fuga cercado de desafios, mistérios e adrenalina: conheça o Escape60′

Feira gratuita ajuda jovens a cursarem faculdades fora do país

Municípios precisam de representatividade na Assembleia Legislativa

Dia do Estudante tem programação especial em escola de Cuiabá

Justiça reconhece que concessionária não é responsável solidária em processo de indenização por defeito de carro

SINDSPEN cobra vacinação urgente para policiais penais e servidores do sistema penitenciário

Prefeito Léo Bortolin toma posse na diretoria do consórcio nacional de compras de vacinas contra a covid

Policiais Penais protestam contra a Pec-32 em todo o Estado

Prefeito de Primavera do Leste e Secretário de Cultura de MT se solidarizam com classe artística e articulam prorrogação da Lei Aldir Blanc

Membros da Academia Mato-grossense de Letras prestigiam lançamento de livro de estudante cuiabano

Pacu entra no cardápio de restaurante internacional

Grupo São Benedito retoma lançamento imobiliário com condomínio recorde de vendas

Pesquisa aponta vitória de Edemil Saldanha(DEM) em Santo Antônio do Leste-MT

Com ampliação de horário e final de ano chegando academias começam a ter mais procura em Cuiabá

Com volta às aulas permitidas, escola de Cuiabá promove visita guiada com alunos do infantil

Após pandemia, professor aposta em pousada sustentável em Cáceres

Aumento de 35% para 40% do desconto em folha e taxas menores beneficiam aposentados e pensionistas do INSS

MDB lança Léo Bortolin à reeleição em Primavera do Leste

Fonoaudióloga alerta sobre perda da audição em crianças

Cresce em Cuiabá a procura por eletroestimulação para pacientes recuperados da Covid-19

Advogado, com orgulho! (Giroldo Filho)

Para facilitar a comunicação, empresa cuiabana doará máscaras transparentes para famílias de pessoas com perda auditiva

Por erro de cálculo, empresários pagam mais impostos do que deveriam, alerta professora da UFMT

Projeto do Deputado Estadual Thiago Silva cria a medalha Pastor Sebastião Rodrigues de Souza

Estudante de Cuiabá participa de live para arrecadar fundos para combater covid 19

Estado atende deputado Thiago e entrega 2 ambulâncias para Rondonópolis

Perda auditiva não tratada gera mais gastos com a saúde, diz pesquisa

domingo, 14 de agosto de 2022

Hospital Municipal de Cuiabá é selecionado para Projeto Nacional “Saúde em Nossas Mãos”

O Hospital Municipal de Cuiabá e Pronto Socorro “Dr. Leony Palma de Carvalho” – HMC está entre os 204 hospitais públicos do país selecionados, por meio do Ministério da Saúde, para implementação do Projeto Nacional “Saúde em Nossas Mãos”. A iniciativa tem o objetivo de reduzir em 30% as infecções hospitalares, além de disseminar o modelo de melhoria para todos os setores da unidade.

Desde o início do desenvolvimento do projeto, em setembro de 2021, a equipe multidisciplinar do HMC, sob a consultoria do Hospital H. COR, adotou normas e rotinas padronizadas para reduzir as três principais infecções hospitalares dentro das Unidades de Terapias Intensivas – UTIs.  São elas: infecção relacionada à ventilação mecânica, infecção do trato urinário associada à sonda vesical de demora e infecção primária de corrente sanguínea associada a cateter venoso central.

Segundo a infectologista Talita Arruma, a infecção do trato urinário associada à sonda vesical de demora apresentou taxa de 0% de infecção hospitalar, nos últimos seis meses, na UTI 2 , unidade onde está sendo iniciado o projeto. “A maioria das infecções hospitalares pode ser evitada com a higiene adequada das mãos, associada a uma série de itens, que fazem a diferença na vida do paciente. A expectativa é avançar ainda mais na prevenção, usando técnicas de gestão e melhorias de processos”, pontua.

A infectologista ressalta que uma das práticas adotadas para prevenção de pneumonia associadas à ventilação mecânica é a higiene oral três vezes ao dia, elevação da cabeça do paciente e desmame precoce da sedação. “Com visitas técnicas, identificamos se cada item está sendo executado de maneira correta e adequada, para propor mudanças e tentar resolver problemas. Cada mudança que deu certo vai ampliando a todos os profissionais em cadeia”, explica.

“Seguimos as recomendações da Organização Mundial da Saúde – OMS, os profissionais são orientados e observados. Com isso, preenchemos dados e emitimos relatórios mensais, sobre as normas e rotinas adotadas”, completa.

No dia 5 de maio, é o Dia Mundial da Higienização das Mãos, a infectologista aproveita para orientar sobre os cinco momentos necessários para realizar a higienização das mãos no ambiente hospitalar. “Fazer a higiene antes de tocar no paciente, após tocar o paciente, após tocar superfícies próximas ao paciente, antes de realizar procedimentos e após exposição a material biológico”, explica. “Os profissionais estão aderindo à correta higiene das mãos, aos poucos avançamos com ações de orientação e monitoramento”, finaliza.

O diretor-geral do Hospital Municipal de Cuiabá, Paulo Rós, ressalta que a execução do Projeto Nacional “Saúde em Nossas Mãos” reduz infecção hospitalar, tempo de internação, mortalidade e custo hospitalar. “Estamos empenhados para garantir segurança ao paciente, a infecção hospitalar pode ser evitada com o cuidado necessário. A gestão Emanuel Pinheiro não mede esforços para priorizar a vida das pessoas e humanizar o atendimento”, destaca.

O Projeto Nacional “Saúde em Nossas Mãos” tem duração de três anos. No Hospital Municipal de Cuiabá, ele funciona sob a condução do Núcleo de Gestão da Qualidade Hospitalar, com o apoio da equipe multidisciplinar.

Ler Anterior

Ministra amplia o projeto Qualifica Mulher e entrega veículos para a promoção da igualdade racial

Leia em seguida

Santos marca no fim e bate Universidad Católica-EQU: 1 a 0