Notícias de Última Hora :

Consultora financeira explica sobre a nova liberação de empréstimo para quem é beneficiário do BPC

Fonoaudióloga defende diagnóstico precoce para prevenção da perda auditiva

Atleta olímpico participa de jogo de fuga em Cuiabá

Dia do fonoaudiólogo: entenda a importância desse profissional no ambiente hospitalar

Profissionalismo e dedicação marcam 20 anos de profissão da fonoaudióloga Samia Ribeiro

Chapa 2 Integração protocola pedido para que profissionais da contabilidade tenham férias fiscais em MT

Adrenalina, desafios e diversão te esperam no Halloween da Escape60, em Cuiabá

Encontro automobilístico “Esperienza” supermáquinas entra para o calendário de eventos em Mato Grosso

Experiência única de recreação e entretenimento: Conheça o Escape60′

Fotógrafo vem a MT para ensaios que levantam autoestima de mulheres

Aparelho auditivo com “modo máscara” é alternativa que possibilita a comunicação com a proteção facial

Professora da UFMT recebe moção de aplausos em homenagem ao Dia do Contador

Escape 60′ oferece desconto para confraternização corporativa de fim de ano

Jogo de fuga cercado de desafios, mistérios e adrenalina: conheça o Escape60′

Feira gratuita ajuda jovens a cursarem faculdades fora do país

Municípios precisam de representatividade na Assembleia Legislativa

Dia do Estudante tem programação especial em escola de Cuiabá

Justiça reconhece que concessionária não é responsável solidária em processo de indenização por defeito de carro

SINDSPEN cobra vacinação urgente para policiais penais e servidores do sistema penitenciário

Prefeito Léo Bortolin toma posse na diretoria do consórcio nacional de compras de vacinas contra a covid

Policiais Penais protestam contra a Pec-32 em todo o Estado

Prefeito de Primavera do Leste e Secretário de Cultura de MT se solidarizam com classe artística e articulam prorrogação da Lei Aldir Blanc

Membros da Academia Mato-grossense de Letras prestigiam lançamento de livro de estudante cuiabano

Pacu entra no cardápio de restaurante internacional

Grupo São Benedito retoma lançamento imobiliário com condomínio recorde de vendas

Pesquisa aponta vitória de Edemil Saldanha(DEM) em Santo Antônio do Leste-MT

Com ampliação de horário e final de ano chegando academias começam a ter mais procura em Cuiabá

Com volta às aulas permitidas, escola de Cuiabá promove visita guiada com alunos do infantil

Após pandemia, professor aposta em pousada sustentável em Cáceres

Aumento de 35% para 40% do desconto em folha e taxas menores beneficiam aposentados e pensionistas do INSS

MDB lança Léo Bortolin à reeleição em Primavera do Leste

Fonoaudióloga alerta sobre perda da audição em crianças

Cresce em Cuiabá a procura por eletroestimulação para pacientes recuperados da Covid-19

Advogado, com orgulho! (Giroldo Filho)

Para facilitar a comunicação, empresa cuiabana doará máscaras transparentes para famílias de pessoas com perda auditiva

Por erro de cálculo, empresários pagam mais impostos do que deveriam, alerta professora da UFMT

Projeto do Deputado Estadual Thiago Silva cria a medalha Pastor Sebastião Rodrigues de Souza

Estudante de Cuiabá participa de live para arrecadar fundos para combater covid 19

Estado atende deputado Thiago e entrega 2 ambulâncias para Rondonópolis

Perda auditiva não tratada gera mais gastos com a saúde, diz pesquisa

sábado, 13 de agosto de 2022

Regional realiza Workshop:“Ensino e Atribuição Profissional” para coordenadores de instituições de cursos do Sistema

“Fomentar diálogo entre o Crea-MT e instituições de ensino  das modalidades do   Regional Mato-Grossense, visando explicar a importância do registro dos cursos do Sistema Confea/Crea, além do funcionamento do Crea, MT, bem como a resolução 1073 ,  e as atribuições profissionais”, foram os principais temas    do Workshop: “Ensino e Atribuição Profissional”, realizado pela Comissão de Ensino e Atribuição Profissional (CEAP) do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Mato Grosso (Crea-MT), dia 05 de maio.  O evento foi direcionado para diretores de institutos e faculdades e coordenadores de curso de graduação e pós-graduação.

O coordenador da CEAP, conselheiro geólogo   Caiubi Kuhn apresentou sobre a normatização profissional, legislação que rege no Sistema Confea/Crea e as profissões, assim como a resolução 1073/2016, que trata dos procedimentos para registro e concessão de atribuição profissional, como extensão de atribuição profissional, em caso de formações complementares.  Na oportunidade foram tiradas dúvidas gerais dos presentes, que são os coordenadores de cursos de profissões do Sistema.  E também foram passadas informações de outros procedimentos relevantes para o registro profissional, até mesmo para estudantes que estão dentro da universidade, ou coordenadores de cursos durante a formulação dos projetos pedagógicos. Além de Caiubi estiveram presenta também o coor. adjunto da CEAP, eng. Civil Milton Soares Filho e o membro da Comissão,  eng.  agrônomo Mario Sergio dos Santos.

O presidente do Crea Mato Grosso, eng.  civil Juares  Samaniego   ressaltou que é de suma importância esse encontro,  principalmente para coordenadores de curso em relação a atribuição profissional.  Porque a instituição de ensino superior na verdade dá a formação acadêmica. E só pode atuar no mercado a partir do registro do Crea-MT, onde o órgão determina quais as atribuições dentro das carreiras escolhidas, que estão entre os mais de  250 profissões registradas no Conselho. Á exemplo das Engenharias, Agronomia e Geociências. Para atuar na atividade profissional o egresso tem   que ter registro no Crea-MT. Se não constituirá exercício ilegítimo da profissão. Dessa forma pode receber penalidade, e quem contratou ele também.  O coordenador da CEAP, conselheiro Caiubi trouxe esse tema extremamente interessante. Até porque existe muito sombreamento nas profissões do Sistema.

“Quando há uma situação dessa natureza em uma modalidade, tipo Agronomia ou Florestal, quando vai dar atribuição passa pelas duas Câmaras Especializadas.  E entender que não tem, e  pela carga horária que o profissional teve  naquela disciplina , ele não terá atribuição, e a  câmara daquela modalidade trava e a discussão é enviada para a plenária.  E se o pleno entender que pode dar atribuição, a decisão é revogada na Câmara.  Se manter que não pode dar, vai para o Confea, Conselho federal que é esfera administrativa. E partir desse momento é só via judicial.  Se ele entrar na justiça contra o Conselho, nessa questão cabe a decisão da judicial se ele pode ou não ter a determinada atribuição profissional, que está sendo alegada.  Somos autarquias independentes, assim como os 27 Creas do país, mas em relação a legislação tem que obedecer ao Confea”, explicou Juares.

“ O encontro   foi um sucesso, com a participação de diversos coordenadores de curso da capital e do interior. A realização da atividade em formato hibrido permitiu que esse diálogo acontecesse abrangendo todo o estado. Muitas dúvidas e questionamentos foram sanadas durante o workshop, demonstrando que iniciativas como essa são fundamentais para fortalecer o diálogo entre o conselho e as instituições de ensino. Quem ganha com isso é a sociedade, em especial os futuros profissionais que estão se dedicando para de formarem e conquistarem o tão sonhado diploma e registro no Crea-MT”, disse Caiubi.

A gerente de Controle Operacional, Renilda Alcantara, explanou sobre cadastramento institucional ou cadastro de instituição de ensino. “ É a inscrição da instituição de ensino que oferece cursos regulares no âmbito das profissões inseridas no Sistema Confea/Crea nos assentamentos do Crea em cuja circunscrição encontrar-se sua sede, em atendimento ao disposto nos artigos 10, 11 e 56 da Lei nº 5.194, de 1966, proporcionando informações indispensáveis ao processo de registro do profissional dos cursos regulares oferecidos pela instituição de ensino. O Cadastramento propõe que o conselho conceda a devida atribuição aos egressos, de acordo com o conteúdo programático e programa de disciplinas por eles cursados”, disse Renilda.

Para o assessor Técnico do Crea-MT que faz parte da CEAP, eng. florestal, Domingos Savio da Silva, os processos de cadastramento de instituição de ensino e/ou de cursos junto ao Crea passam pela análise da Assessoria Técnica (ASTE) que cumpre o papel em conferir a documentação apresentada no ato dos requerimentos.  Vale ressaltar que os formulários para requerimento estão disponíveis no site do Conselho e já apresentam a lista de documentos necessários para serem elencado. Toda documentação exigida previamente é propriamente as mesmas já apresentadas junto ao Ministério da Educação (MEC) bem como as informações vinda do órgão.

“ Na Aste, os processos seguem para a avaliação e deliberação da CEAP, que tem a competência de propor ou avaliar e deliberar sobre o mérito de processos de atos administrativos normativos, referentes à habilitação e à atribuição de títulos, atividades e competências profissionais. Após deliberações da CEAP o processo segue para deliberações da Câmara Especializada de referência, depois seguir para a homologação do plenário do Crea-MT.  Após isso repassar informação ao Confea e comunicar à Instituição sobre o cadastramento”, disse Domingos.

O procurador do Crea-MT, advogado Helmut Flávio Daltro, falou das questões relativas à Ética Profissional, conceito geral, aplicação da ética no campo profissional, código de Ética profissional, deveres e condutas vedadas, além da resolução sobre o procedimento do processo ético disciplinar no âmbito do Crea.

A coordenadora da Comissão Crea Júnior em MT, conselheira, eng. civil Luanna Lima,  explanou sobre o Crea Junior no estado , e que a visão de trabalho voltado aos estudantes das modalidades do Sistema é aproximar os estudantes de cursos cujas profissões são regulamentadas no âmbito do Sistema Confea/Crea contribuindo para formar novos líderes e profissionais alinhados com seus direitos e deveres.

O chefe do Departamento de Engenharia Elétrica e  Automação (DEEA)  do Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT), do campus Cuiabá, eng.  eletricista Tony Inácio da Silva,  avaliou o evento   como positivo e   de grande importância para estreitar os laços entre e o IFMT, a partir daí é importante repassar esse conhecimento aos   estudantes da instituição de ensino superior e também para os colegas de profissão. “ Como é regido pelo Sistema Confea/Crea, podemos atuar de forma conjunta. Considero uma sinergia entre as instituições, na formação de ótimos profissionais e que o Crea-MT possa conduzir eles a um brilhante trabalho com a sociedade”, disse Tony.

Cristina Cavaleiro/ Gerência de Relações Públicas, Marketing e Parlamentar (GEMAR)/Fotos: Igor Bastos 

Ler Anterior

Em 1° dia de mutirão, 3 mil beneficiárias fazem a troca do cartão do Ser Família Emergencial em Cuiabá

Leia em seguida

Qualifica Cuiabá gera oportunidade de emprego e renda para mais de 1.800 alunos